Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Danish Ship - Stud Rotterdam

Ostentacion - Stud Cajuli

Nergy Of Tiger - Stud Cajuli

Joka Tango - Haras do Morro

Lexus - Stud H & R

Revoada - Haras Clark Leite

Olympic Ipswich - Haras Do Morro

I’ve Been There - Haras do Morro

Non Merci - Haras Figueira do Lago

Our Captain Louis - Stud Faverest

Nergy Of Tiger - Stud Cajuli

Orozco - Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Alto Lá - Stud Bossa Rio

Mem Cade Ce - Stud Verde

Hecho Con Amor - Stud Verde

Notorious - Haras Figueira do Lago

Joka Tango - Haras do Morro

Impulsione - Haras do Morro

New Prada - Stud Everest

Oceano Azul - Haras Figueira do Lago

Hispaniola Time - Haras Iposeiras

Sulina - Jorge Olympio Texeira dos Santos

Olympic Ipswich - Haras Do Morro

Nabuco - Haras Figueira do Lago

New Prada - Stud Everest

Neville - Haras Figueira do Lago

Palavra Cantada - Haras do Morro

Ile Nue - Haras do Morro

Nerd - Haras Figueira do Lago

Heintz - Jorge Olympio Teixeira dos Santos






J. Ricardo amplia vantagem no topo do ranking mundial [15/04/2021]

Na relação dos 10 jóqueis mais vitoriosos de todos os tempos, no turfe mundial, apenas o brasileiro, Jorge Ricardo, tem somados pontos, nas últimas semanas. Seis pilotos desta relação de campeões, Russel Baze, Laffit Pincay Jr., William Shoemaker, Pat Day, Pablo Falero, e David Gall, já se retiraram das competições. Dos outros quatro, ainda em atividade, Ricardinho, no topo do ranking, com 13.076 vitórias, tem montado e somado vitórias nos Hipódromo da Gávea e de Cidade Jardim, os dois mais importantes do Brasil. Os rivais ainda em ação, o peruano, Edgar Prado, 7º colocado, com 7.396, tem montado pouco em Gulfstream Park, nos Estados Unidos. O mesmo acontece com Fumio Matoba, o nono do ranking, com 7.336. Há 20 dias, ele está sem vencer, no Japão. E, Perry Wayne Ouzts, o 10º da lista, com 7.155, também tem tido pouco sucesso nos prados de menor expressão do turfe norte-americano.

Esta semana, Jorge Ricardo, 59 anos, assinou 16 compromissos de montaria na Gávea, nas corridas de domingo, segunda e terça-feira, e oito, no sábado, em Cidade Jardim. Portanto, pode perfeitamente ampliar ainda mais esta vantagem. Não que isso seja necessário. Edgar Prado possui 7.396 vitórias, ou seja, 5.680 a menos que o brasileiro. O japonês Fumio Matoba soma 7.336, portanto, 5.740 triunfos, abaixo de Jorge Ricardo. E Perry Wayne Ouzts, com 7.155, precisa obter 5.921 vitórias para empatar com o nosso compatriota. Se for levado em conta que Prado e Matoba têm mais de 50 anos, e que Ouzts, com 66 anos, é mais velho do que Ricardo, a missão dos três pode ser considerada impossível. Ou seja, vida longa ao Rei...

por Paulo Gama



Vencedores da semana no Hipódromo da Gávea [14/04/2021]

Oito provas do calendário clássico do Hipódromo da Gávea foram disputadas no último conjunto de programas, com 49 páreos, corridos entre sexta-feira (09), sábado (10), domingo (11), segunda-feira (12) e terça-feira (13).

Janelle Monae (H.Fernandes/ L.Esteves/ Haras Santa Rita da Serra) tornou-se a sexta Tríplice Coroada do turfe carioca com o triunfo no GP Zélia Gonzaga Peixoto de Castro (G1), em 2.400 metros, grama macia. A craque parou os relógios em 2min25s47.

Olympic Kremlin (V.Gil/ L.Esteves/ Stud H & R) alcançou a glória com a conquista do GP Cruzeiro do Sul – José Carlos Fragoso Pires – Derby Brasileiro (G1), assinalando 2min26s14 para os 2.400 metros, grama.

Regal Tight (A.Mota/ R.Morgado Neto/ Coudelaria Monte Parnaso) assumiu a liderança entre as potrancas de 2 anos ao vencer o GP Luiz Fernando Cirne Lima (G3), em 1.400 metros, grama macia, com o tempo de 1min22s55.

Online (W.Xavier/ L.Esteves/ Stud Verde) comanda os potros nascidos em 2018 com a vitória nos 1.400 metros, grama macia, do GP Mario de Azevedo Ribeiro (G3) na marca de 1min23s02.

Helquis (B.Queiroz/ C.Oliveira/ Haras Santa Maria de Araras) bateu suas rivais nos 2.000 metros, grama macia, do GP Riboletta (G3). A égua de Julio Bozano assinalou 2min00s81.

João da Jandinha (B.Queiroz/ L.J.Reis/ Stud J. Lírio Aguiar) levou a melhor na milha, pista de grama, do GP José Paulino Nogueira (G3). O vencedor gastou 1min34s57 chegar ao espelho.

George Washington (A.Mota/ L.Esteves/ Stud Happy Again) arrancou forte para levantar o Clássico Coaraze (L.) – 2ª Etapa da Taça Quati, em 2.400 metros, grama, marcando 2min27s61 para a distância.

Itagiba (L.Henrique/ Ad.Menegolo/ Haras Ereporã) conseguiu seu batismo nobre nos 1.000 metros, grama macia, do Clássico Jockey Club de São Paulo (L.) percorrendo a distância em 55s02.

DESTAQUE ENTRE OS PROFISSIONAIS

Valdinei Gil teve semana das mais eficientes e passou na frente em oito oportunidades. Gil venceu com: Nutela do Iguassu, Linda do Iguassu e Ninja do Iguassu (Haras Rio Iguassu), Quetal (Haras Salamandra) Olympic Kremlin (Stud H & R), Rembrandt (Stud Star Alliance), I Love You Again (Stud Globo) e Lanvin (Badalado Stud).

A.Mota e J.Ricardo brilharam seis vezes, cada um. H.Fernandes comemorou a Tríplice Coroa com Janelle Monae e mais quatro triunfos. L.Henrique e o aprendiz V.Espindola montaram quatro ganhadores. A.Duarte Ap.3ª, A.Paiva, o líder, B.Queiroz (117), L.Chimenes Ap.2ª, W.S.Cardoso e W.Xavier foram em duas oportunidades ao winners circle. Ganharam uma carreira: A.Correia, A.Gulart, C.Lavor e M.Gonçalves.

O líder Luiz Esteves (101) deu mais um show, levando os dois G1, uma Tríplice Coroa e somando oito êxitos na semana. Esteves preparou: Janelle Monae e Gyoza (as duas do Haras Santa Rita da Serra), Olympic Kremlin (Stud H & R), George Washington e Leviatan (os dois do Stud Happy Again), Online e Hecho Con Amor (todos do Stud Verde) e Zoey (Stud Bruno Genovesi).

A.Oldoni (PR), F.A.Soares e V.Nahid viram três de seus pupilos cruzarem o disco na frente. Ad.Menegolo, D.Guignoni, J.A.Lopes, J.C.Sampaio, L.Guignoni, L.J.Reis, R.M.Lima e R.Morgado Jr. ganharam duas provas. Conseguiram uma vitória: A.Damasceno, B.Piovesan, C.G.Netto, C.Oliveira, C.Rodrigues, D.Antunes, F.Borges, L.Cury, L.Guignoni, M.T.Costa, O.Fernandes Jr., O.Loezer, R.J.Nascimento, R.Morgado Neto, R.Solanes, T.Oliveira e T.Penelas.

Por Maria Teresa Morgado



Páreo Corrido, por Paulo Gama [13/04/2021]

NA GÁVEA, O DOMÍNIO ABSOLUTO DE LUIZ ESTEVES

O treinador cearense, Luiz Esteves, foi protagonista absoluto do conjunto de programas do final de semana, no Hipódromo da Gávea. O resumo do desempenho dos puros-sangues inscritos por ele, nas primeiras quatro reuniões é simplesmente extraordinário. Foram sete vitórias, com On Line, do Stud Verde, no Grande Prêmio Mário de Azevedo Ribeiro, George Washington, do Stud Happy Again, no Clássico Coaraze, Janelle Monae, do Haras Santa Rita da Serra, no Grande Prêmio Zélia Gonzaga Peixoto de Castro, e a consequente conquista da tríplice-coroa, Olympic Kremlin, do Stud H&R, no Grande Prêmio Cruzeiro do Sul, e mais três páreos de turma, através de Gyoza, do Haras Santa Rita da Serra, Leviatan, do Stud Happy Again e Hecho Con Amor, do Stud Verde. Uma avalanche de competência, talento e predestinação.

Nascido, no Ceará, numa cidade pequena e hospitaleira, Cascavel, a 65km de Fortaleza, Luiz Esteves tentou a carreira de jóquei, numa família em que o destaque nesta profissão foi seu tio, o saudoso Francisco Esteves. Teve bons momentos, principalmente, no dorso do craque Ozanan, dos Haras São José e Expedictus. Porém, o destino lhe reservou todas as glórias, a partir do momento em que decidiu ser treinador. Daí, em diante, passou de figurante, a astro da festa. Nas suas primeiras três inscrições no Grande Prêmio Brasil, obteve três vitórias, com Voador Magee, Quarteto de Cordas e George Washington. Na atual temporada já pode comemorar, de forma antecipada, o título da estatística clássica, tal a hegemonia que exerce sobre os rivais, e a frequência da sua presença no pódio do prado carioca para receber taças. 

No início de 2021, durante os treinos matinais no Centro de Treinamento Vale do Marmelo, em Teresópolis, pude presenciar autêntica profecia do treinador. A potranca inédita, Janelle Monae, realizava um exercício de distância para estrear no páreo de perdedoras, em 1.300 metros, na grama. Esteves virou para mim e disse: "Dá uma olhada no trabalho desta potranca. Ela vai estrear e ganhar. Depois, eu vou inscrevê-la direto na 1ª prova da tríplice-coroa. Ela também vai ganhar. E, depois disso será tríplice-coroada", vaticinou. Confesso ter pensado, de imediato, que ele era o cara mais enfeitado do planeta. Porém, agora, alguns meses depois, com o fato consumado, tenho de admitir a genialidade do profissional.

Algo parecido, aconteceu algumas semanas depois, quando Olympic Kremlin, foi adquirido pelo Stud H&R. O alazão havia sido derrotado nos metros finais do Derby Paulista. Luiz Esteves indicou a compra ao proprietário. Depois dos primeiros exercícios, presenciei a telefonema do treinador para o proprietário e a seguinte afirmação. "Vamos tentar a tríplice-coroa, pois ele é um potro de exceção. Entretanto, o certo mesmo é que ganhará o Derby, o percurso de sua predileção". Falou com absoluta confiança. Outra previsão concretizada no último domingo. Um dia de gala e inesquecível na carreira do treinador. Acho justo ressaltar que Luiz Esteves emplacou a trifeta do Derby, com Olympic Korchnoi, do Stud Happy Again, em segundo, e Jackson Pollock, do Stud Verde, em terceiro. E, Mais Que Bonita, perdeu o GP Riboletta para Helquis, do Haras Santa Maria de Araras, por pequena diferença, em cima do disco.

JOQUEADA DA SEMANA

Alex Mota saiu-se muito bem no dorso de George Washington, do Stud Happy Again, no Clássico Coaraze, em 2.400 metros, na grama. Correu na expectativa, como aprecia o craque, e o trouxe com a precisão de um relógio suíço, para alcançar Olympic Impact, do Stud Habeas Corpus, temível adversário, no instante final. Mota possui talento apreciável e ter a oportunidade de vê-lo em ação, sem dúvida, é um enorme privilégio para o turfista mais exigente.

PURO-SANGUE MELHOR APRESENTADO

Não há como não destacar a apresentação de Luiz Esteves com a tríplice-coroada Janelle Monae. A filha de Agnes Gold foi mantida em estado atlético exuberante durante toda a sua árdua caminhada em busca do título. Fez galope vistoso e desenvolto, e, na raia mostrou classe e gabarito para se colocar na galeria onde já estavam as inesquecíveis Indian Chris, Virginie, Be Fair, Old Tune e No Regrets.

PERSONAGENS

H. FERNANDES - A dupla formada por Luiz Esteves e Henderson Fernandes, a cada dia que passa, fica mais afinada. Fernandes amadureceu de forma definitiva na profissão. E o fato de montar, seguidamente, tantos páreos de responsabilidade, lhe trouxe confiança, foco, tranquilidade e malícia. O piloto realiza temporada impecável, com direções seguras, objetivas e convincentes. Está no melhor momento de sua carreira.

V. GIL - Deu gosto de ver a semana produtiva e eficiente de Valdinei Gil, o popular "Dragão". Começa a colher os frutos da recuperação total do joelho operado pelo craque Runco. Sem dor, sem a placa e sem os parafusos, ele voltou a sorrir e deleitar os seus fãs com a facilidade de montar. Parece que vai dar samba a dupla, com o André Cunha, no agenciamento de suas montarias.

AGNES GOLD - O que falar do magnifico resultado do reprodutor Agnes Gold, cujos filhos levantaram, no mesmo dia, o Derby (Olympic Kremlin), a Tríplice-Coroa (Janelle Monae), e o GP José Paulino Nogueira (João da Jandinha)? Sem esquecer a quadrifeta no placar do GP Zélia Gonzaga Peixoto de Castro, Janelle Monae, Zarabatana, Non Merci e The Sister. Um fenômeno!

FRAGOSO PIRES - Muito justa a homenagem do Jockey Club Brasileiro ao saudoso turfman, José Carlos Fragoso Pires, titular do Haras Santa Ana do Rio Grande, ao colocar o seu nome no Grande Prêmio Cruzeiro do Sul, o Derby. Doutor Fragoso marcou época com administração dinâmica, transparente e inovadora. Poucos dirigentes tiveram a lucidez, o arrojo e a capacidade administrativa dele. Marcou época no turfe carioca com feitos notáveis, como a realização do GP Brasil de U$ 1 milhão, a criação de novas modalidades de apostas e a expulsão dos contraventores de dentro do hipódromo. No seu tempo, os prêmios eram tão bons, que o quinto lugar no placar era disputado a tapa. E um triunfo pagava por quase um ano a despesa com o trato mensal dos cavalos. Na criação, foi simplesmente espetacular!

 






Outras notícias:

[15/04/2021 - 12h30min] - Inscrições abertas para o Leilão de Treinamento GP São Paulo da PRO TURFE

[15/04/2021 - 09h22min] - Hoje, 21h, primeira etapa do Leilão Internacional

[15/04/2021 - 09h19min] - Francisco Leandro monta seis páreos em La Plata

[15/04/2021 - 09h03min] - Recife: Troféu Melhores do Ano 2021.

[14/04/2021 - 09h55min] - A. Domingos, J. Ricardo, B.Queiroz e V. Gil juntos em SP

[14/04/2021 - 09h18min] - Leilão Internacional começa amanhã

[14/04/2021 - 09h16min] - Francisco Leandro deixa sua marca em La Plata

[14/04/2021 - 09h14min] - MGA de domingo na Gávea foi o maior da semana

[14/04/2021 - 08h13min] - Mapa do Leilão PRO TURFE do último domingo 11/04

[13/04/2021 - 12h59min] - Francisco Leandro bate o ponto em Palermo

[13/04/2021 - 12h58min] - Jorge Ricardo vai trabalhar Head Office em SP

[13/04/2021 - 12h56min] - Gávea: indicações – terça–feira, por Jorge Olympio

[13/04/2021 - 12h55min] - Gávea: comentários e indicações – terça–feira, por Julio Ponte

[12/04/2021 - 13h29min] - Gávea: indicações – segunda–feira, por Jorge Olympio

[12/04/2021 - 13h28min] - Gávea: comentários e indicações – segunda–feira, por Julio Ponte

[12/04/2021 - 09h22min] - Ceará: Corridas de Sobral foram canceladas. Chateu Langlet venceu o principal páreo da programação d

[12/04/2021 - 09h21min] - Recife: Lord Gui, Impetrante, Grace Face, Kaliente, Nashville Song e Estrelinha, os vencedores da sabatina do turfe pernambucano

[12/04/2021 - 09h18min] - Exclusividades do Leilão Internacional

[12/04/2021 - 09h15min] - Janelle Monae, a sexta tríplice–coroada do turfe carioca

[12/04/2021 - 09h12min] - Olympic Kremlin se impõe no GP Cruzeiro do Sul

[12/04/2021 - 09h10min] - João da Jandinha volta a milha com sucesso

[11/04/2021 - 13h08min] - Gávea: indicações, domingo, por Jorge Olympio

[11/04/2021 - 11h57min] - Gávea: comentários e indicações – domingo, por Julio Ponte

[11/04/2021 - 10h21min] - Janelle Monae está a um passo da eternidade

[11/04/2021 - 10h00min] - Mais um Derby Histórico com ausência de público





Prova Especial Helíaco - Gávea - 22/02/2021









13.076

12.844



















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Clark Leite

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras Figueira do Lago

Haras do Morro

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Cezzane

Stud Embalagem

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud H & R

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street
  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês