Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Elemento Fatal – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Baccos – Stud Cajuli

Questor Maximus – Stud Nunes de Miranda

Rufus Gê – Stud Nunes de Miranda

Faraoh Nilo – Stud Capitão

Selo Negro – Stud Cajuli

Podolski – Sinval Domingues de Araujo

Energia Important – Stud Gold Black

Kurdish – Stud Capitão

Final Road – Haras do Morro

Acteon Gaúcho – Stud Hulk

Quarteto de Cordas – Haras do Morro

Ombak Bagusse – Haras Clark Leite

Escasa – Haras do Morro

Roi Plantegenêt – Stud Nunes de Miranda

Isola Di Fiori – Haras do Morro

Dracarys – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Lookforthestars – Haras do Morro

Agassi – Stud Verde

Verso e Prosa – Stud Ilse

Last Hope – Coudelaria Jessica

Ghoul – Stud Verde

Famous Italian – Stud Palura

Risada Gaucha – Coudelaria Pelotense

Violino Solo – Haras do Morro

Gone Hollywood – Stud Verde

Palpite – Haras Clark Leite

Original Sin – Stud Gold Black

Jade Runner – Stud Palura

Obscene – Stud Gold Black







Vencedores da semana no Hipódromo da Gávea [18/07/2018]

O líder, Bruno Queiroz (16) e Leandro Henrique (8), agora na terceira colocação, venceram cinco provas e, mais uma vez, foram os destaques entre os jóqueis do turfe carioca.

Bruno cruzou o espelho em primeiro com: Guerreiro Josef (Stud Yatasto); Noite Grande (Stud Laila A.); Noche Buena (Stud Capitão); Mestre Bello (Ricardo Queiroz); e Forever Star (Stud Globo). Enquanto Leandro passou na frente com: Gold Wing (Haras das Araucárias); Tuerredda (Stud P C); Silver Moon e Guapa Louca (as duas do Stud Pedudu); Separatista (Stud Lulu).

Na segunda colocação, Valdinei Gil (12) tirou quatro fotos da vitória. Carlos Lavor – a principal através de Isola di Fiori (Haras do Morro) na Prova Especial Hernani Azevedo Silva pilotou três vencedores. W.Blandi (6), na sexta colocação; M.Gonçalves (6), na sétima, e o aprendiz L.F.Henriques (nas primeiras vitórias de sua carreira); comemoraram duas vezes.

Brilharam também: W.S.Cardoso (7); H.Fernandes (6); V.Borges (5); F.Chaves; A.Paiva; M.Mazini; A.M.Silva; C.G.Netto; R.Salgado; M.B.Souza (outro que venceu pela primeira vez no RJ); B.Pinheiro (na conquista de número 400 em sua carreira); M.Mesquita (outro a vencer a 1ª em sua trajetória no esporte); e A.Londero (mais que conquistou o seu primeiro lugar após receber a matrícula do JCB, após anos de afastamento).

Vencendo três carreiras na terça-feira, todas para o proprietário Ricardo Correa (Mestre Bello; American Bull e Principe D’Anafer), o treinador José Antônio Lopes, que já havia ganho com Golden Wing (Haras das Araucárias) foi o maior ganhador da semana com quatro êxitos.

Zenílton Barbosa – responsável por Isola di Fiori, campeã da PE Hernani Azevedo Silva; Ronaldo Marins Lima Renan Marques conquistaram três primeiros lugares. V.Nahid; D.Guignoni; P.S de Deus (2º Gerente de Roberto Solanés); L.Esteves e A.Castillo, estiveram duas vezes, cada um, no winners circle.

Com uma vitória: J.Borges; C.P.Ameida; O.Loezer; M.Ferreira; I.C.Souza; C.Oliveira; F.Pereira Filho; J.R.Loureiro; F.Alexandro (2º Gerente de Jaime Moniz Barreto de Aragão); S.Lobo (SP); C.G.Netto e D.Peres.

Por Maria Teresa Morgado



Dois importantes acontecimentos marcam a noturna desta terça–feira no Hipódromo da Gávea [17/07/2018]

MAIKON MESQUITA CONQUISTA A 1ª VITÓRIA DE SUA CARREIRA 

Em sua segunda semana atuando no turfe carioca, montando Dá-lhe Casella, do Haras Clemente Moletta, o aprendiz Maikon Mesquita conseguiu a primeira vitória de sua carreira no Hipódromo da Gávea.

No dorso do cavalo preparado por Daniel Peres, Mesquita acompanhou o ritmo imposto por Chevrotine na segunda colocação e, na reta, decidiu a parada, levando seu conduzido ao primeiro lugar no espelho. Ganesha veio de longe e formou a dupla.

Aos 18 anos, Maikon Mesquita, que tem Leandro Mancuso como seu agente de montarias, é natural de Caxias do Sul, iniciou a paixão pelo turfe acompanhando o pai aos hipódromos e retas espalhados pelo sul do país.

ANDERSON LONDERO CARIMBA VITÓRIA COM TRIUNFO

Anderson Londero carimbou vitoriosamente seu retorno a atuar profissionalmente no turfe carioca levando Principe D’Anafer, de Ricardo Queiroz, treinamento de José Antônio Lopes, ao triunfo no último páreo da noturna desta terça-feira, 17 de julho, na Gávea.

Londero foi aluno da EPT do JCB (escola de Profissionais do Turfe) e após uma pequena sequência de atuações como jóquei profissional no prado carioca, passou por São Paulo e Paraná, retornando ao Rio de Janeiro em meados de 2005 onde  seguiu trabalhando junto ao turfe, como segundo gerente e redeador em alguns Haras da Serra Fluminense. 

Londero teve a sua matricula deferida no começo de julho pela CC do JCB, em caráter provisório, por 90 dias.

Por Maria Teresa Morgado 



Páreo Corrido, por Paulo Gama [17/07/2018]

NOITE GRANDE, O ATO HERÓICO DO APRENDIZ BRUNO QUEIROZ

Inacreditável? Inusitado? Incrível? Inédito? Todas estas quatro palavras podem ser consideradas corretas, ou talvez seja melhor dizer cabíveis, para descrever o desenrolar do quinto páreo, de ontem à noite, no Hipódromo da Gávea. Pessoalmente, me veio à cabeça a letra I. Porém, os prezados turfistas que acompanham a nossa crônica semanal, tem todo o direito de procurar outra letra do alfabeto. E, com certeza, encontrarão melhores vocábulos. Alguma forma mais impactante para descrever a epopeia, a autêntica batalha que se transformou o percurso de Noite Grande, do Stud Laila A., e treinado por Venâncio Nahid, para alcançar triunfo apoteótico. Sem dúvida, foi um dos páreos mais emocionantes de todos os tempos no tradicional prado carioca.

Bruno Queiroz, a maior revelação da Escola de Aprendizes do Jockey Club Brasileiro nos últimos anos, teve a responsabilidade de montar o favorito. E todos sabem como é árdua esta missão de defender as pules do cavalo predileto do público apostador. A tolerância diminui quando há muito dinheiro em jogo. Crava do Pick 7, peão da maioria das acumuladas, etc. e tal. O “Pequeno Juquinha”, como é carinhosamente chamado Bruno Queiroz, entretanto, já aprendeu a lidar com esta situação desconfortável. Ganhador de 100 páreos, nos seus seis primeiros meses de carreira, Bruno se acostumou, ao entrar na raia para o cânter, a ver os seus conduzidos sempre entre os mais cotados na pedra de apostas. Montar favoritos deixou de ser novidade para ele. Virou lugar comum.

Depois de largar baliza um, Bruno posicionou Noite Grande no bloco intermediário, entre a quarta e a quinta posição. Aproximou-se aos poucos com o seu conduzido. Ficou meio espremido, junto à cerca interna. Entrou na reta atrás dos dois mais ligeiros e ficou encaixotado pelo competidor Imperador Acteon. Um partido até então técnico e válido. Daí para frente, tudo mudou. O que se viu foram três prejuízos consecutivos, e embaraços, que pareciam intransponíveis. No último capítulo da caçada, Noite Grande chegou a ficar de lado, e Bruno em pé nos estribos para não cair. Por fora, Balança Comercial se aproveitou da confusão entre os concorrentes por dentro, e dominou a corrida com absoluta firmeza. 

De repente, a enorme surpresa. Para espanto de todos os turfistas presentes ao hipódromo, e também para àqueles que acompanhavam o páreo pela televisão dos agentes credenciados ou em suas próprias residências, Noite Grande reapareceu. Por fora, bem aberto, e numa atropelada avassaladora. No seu dorso, o menino prodígio em pé, nos estribos, a dois galões do disco. Comemorava à vitória mais emocionante de sua curtíssima carreira profissional. Se alguém ainda tinha dúvida, que o “Pequeno Juquinha” havia chegado para ficar, ela acabou por completo na noite, do dia 16 de julho de 2.018. 

Só faltou mesmo, depois da pesagem, Bruno saltar do cavalo, na foto da vitória, e fazer o famoso gesto de Cristiano Ronaldo, depois do cada gol marcado. O tal gesto do portuga, o melhor jogador de futebol do mundo na atualidade, significa: “Eu estou aqui!”.  Bruno Queiroz, pode-se dizer, fez a mesma mímica ontem à noite. De maneira diferente porém. Mais respeitosa. Porém, bem mais contundente. Alguns jóqueis mais experientes teriam abandonado a corrida. Bruno fez o contrário. Depois de levar tantas trombadas, ainda deu um jeito de vencer. O recado do menino para os outros jóqueis me pareceu bem claro, alto e em bom som. “Eu sou casca grossa! Eu vim para ficar! E quem quiser chegar na minha frente vai ter de ralar!”. Eu juro que escutei isso. Não em palavras. Mas na atitude positiva e arrojada do garoto.

PURO-SANGUE MELHOR APRESENTADO

Guerreiro Josef, do Stud Yatasto, e criado no Haras Fronteira, obteve esta semana a quarta vitória consecutiva em curto espaço de tempo. Mais uma vez, o mestre Dulcino Guignoni esbanjou categoria na arte de preparar puros-sangues para atuar em distância de fundo. O filho de Jeune-Turc fez galope lindíssimo. Mas, a subida de turma parecia inacessível. Que nada! O pensionista de Guignoni tomou a ponta e galopou livre, leve e solto até o disco, montado por Bruno Queiroz.

JOQUEADA DA SEMANA

Carlos Lavor esteve impecável no dorso de Isola Di Fiori, do Haras do Morro, e criação do Haras Palmerini, na Prova Especial Hernani Azevedo Silva. Um craque das rédeas, como o Lavor, faz parecer fácil montar um puro-sangue de corrida numa raia com cerca móvel de 12 metros, na reta final, depois de largar do prolongamento. Driblou a maldita cerca e os rivais para conquistar belo triunfo com a pupila de Zenílton Barbosa, em grande fase.

TV ENGUIÇADA

Os frequentadores da varanda debaixo, na Tribuna Social, pedem com urgência que algum funcionário do JCB concerte o aparelho de televisão, ou troque este monitor por outro, o mais breve possível. A varanda, que durante longos anos possuía quatro televisões, agora tinha apenas duas. Com o enguiço da televisão de frente para a mesa do Helinho Magro, a turma da varanda tem de se aglomerar para ver os páreos em apenas uma. Fica desconfortável. Reiterados pedidos já foram feitos e nada.







Outras notícias:

[18/07/2018 - 00h23min] - Vencedores da semana no Hipódromo da Gávea

[17/07/2018 - 21h23min] - Honour And Glory morre no Uruguai

[17/07/2018 - 21h21min] - Dia 2, mais um Leilão Virtual da APPS.

[17/07/2018 - 21h20min] - Clássico Itajara agita a programação da Gávea

[17/07/2018 - 14h17min] - Gávea, comentários e indicações – Terça–feira, por Jorge Olympio

[17/07/2018 - 10h18min] - Gávea: pista e forfaits

[17/07/2018 - 09h47min] - Gávea, comentários e indicações – Terça–feira, por Julio Ponte

[17/07/2018 - 08h49min] - E.Ortega vence duelo com F.Leandro no Clássico Peru

[16/07/2018 - 19h03min] - O aprendiz L.F.Henriques conquista a sua primeira vitória

[16/07/2018 - 17h12min] - Gávea, comentários e indicações – Segunda–feira, por Julio Ponte

[16/07/2018 - 17h11min] - Gávea, comentários e indicações – Segunda–feira, por Jorge Olympio

[16/07/2018 - 17h00min] - Recepção para o J Moreira no Japão

[16/07/2018 - 14h36min] - Stud JCR vence a primeira em Maroñas

[16/07/2018 - 12h41min] - Resutado da enquete

[16/07/2018 - 11h17min] - Gávea: pista e forfaits

[16/07/2018 - 09h15min] - Isola Di Fiori derrota favoritos e confirma evolução

[16/07/2018 - 09h07min] - Estatística de jóqueis da Argentina atualizada

[15/07/2018 - 11h56min] - Gávea, comentários e indicações – Domingo, por Jorge Olympio

[15/07/2018 - 11h39min] - Gávea, comentários e indicações – Domingo, por Julio Ponte

[15/07/2018 - 10h56min] - George Washington agrada em treino na volta fechada

[15/07/2018 - 10h42min] - Gávea: pista e forfaits

[15/07/2018 - 09h49min] - Sete reforços do Sul para Zé Pedrosa

[15/07/2018 - 09h39min] - Falero marca ponto para o Stud Rio Dois Irmãos

[15/07/2018 - 09h35min] - José Aparecido vence Clássico 9 de Julho em San Isidro

[15/07/2018 - 05h01min] - Sobral: De bandeira a bandeira Energia Imagine vence o Grande Prêmio Cidade de Sobral.





Grande Prêmio Dezesseis de Julho (G2) – Gávea – 08/07/2018



Grande Prêmio Onze de Julho (G2) – Gávea – 08/07/2018











12.892

12.844















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Clark Leite

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud 13 de Recife

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street

  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês