Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Japanese Morning – Stud Capitão

Hacienda Florida – Stud Palurape

Kremlin – Stud Hulk

Guaruman – Haras Planicie

Knowing – Stud Capitão

Angus – Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Coldplay ? Stud Hulk

Carrocel Encantado – Sinval Domingues de Araujo

Magic Citizen – Coudelaria Jessica

Pinel – Coudelaria Mont Blanc 2009

Bebe Nobre – Stud Ilse

Kairowan – Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Nikito – Stud Spumão

Pascal – Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Lawrence D´Arabia – Sinval Domingues de Araujo

Japanese Morning – Stud Capitão

Querida Niquita – Stud Cariri do Recife

Bebe Belo Brummel – Stud Ilse

George Valentin – Sinval Domingues de Araujo

Maestro da Serra – Stud Cajuli

Leodegrance – Sinval Domingues de Araujo

Last Hope – Coudelaria Jéssica

Itauba Sarge – Sinval Domingues de Araujo

Patureba – Sinval Domingues de Araujo

Magic Citizen – Coudelaria Jéssica

El Explosivo – Stud Beto & Fafá

Guaruman – Haras Planície

Last Hope – Coudelaria Jessica

Middle Fast – Coudelaria Jessica

George Valentim – Sinval Domingues de Araujo








Neste espaço são publicadas as manifestações dos nossos leitores.

O RAIA LEVE acolhe opiniões sobre todos os temas ligados ao turfe.
Reserva–se, no entanto, o direito de rejeitar ofensas, acusações insultuosas e/ou desacompanhadas de documentação. Eventualmente, os e–mails poderão ser checados. O site não tem o compromisso de publicar todas as mensagens recebidas. A publicação, quando ocorrer, se dará na íntegra ou parcialmente, privilegiando–se os trechos mais relevantes.

O Raia Leve, depois de pedidos de leitores e deliberação da diretoria da ACPCPSI decide que além da checagem de CPFs e identidade virtual costumeiramente feitas, só publicará mensagens de internautas que respondam e–mail confirmando a identidade. Desta forma, a editoria do site pede aos internautas que respondam e–mail da associação com a máxima rapidez possível quando solicitados a fim de ter a liberação de seu comentário, bem como assegurem–se que o e–mail raialeve@raialeve.com.br esteja definido como um endereço que não seja encaminhado para a caixa de Spam.





Fevereiro | 2017

Fred’ Dantonio (27/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Caros amigos turfistas deste extraordinário sítio (creio que o último a dar voz aos verdadeiros turfistas). Tenho uma pergunta que não se cala. Por quantos diabos, a PMU mantém um site de apostas em corridas francesas, e não as mostra na Internet? Independentemente dos comentários e/ou narrações, o turfista está apto a apostar...Desde que MOSTREM a carreira...Estarei errado?

Abraços a todos

Miguel Barros Camara Leão de Souza (27/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Aos responsáveis pelas escolhas dos DUELOS na Gávea

É muito importante uma análise criteriosa para escolha dos animais que fazem parte desta nova modalidade criada para as apostas. Quando existe um desnivelamento muito grande, poderá em breve dar margem a algum tipo de "armação" que poderá comprometer a lisura das corridas. Não é nenhuma teoria de conspiração, mas algo viável que poder passar sem que dê margem à dúvidas quanto ao resultado final. Vamos citar dois exemplos práticos dos últimos DUELOS relacionados nas últimas corridas. Na quinta feira escolheram CAYMAN BANK (favorito) contra FUN FEST que era um dos menos apostados. Na sexta feira foi ainda pior, já que selecionaram DÔME (um grande azar) contra JERÔNIMO (favorito). Não vimos nenhum critério para escolha destes cavalos em confrontos desnivelados e os favoritos venceram com enorme facilidade os páreos em questão, enquanto os outros nem chegaram colocados. O perigo que estou alertando incide quando um dos prováveis favoritos destacados neste DUELO venha fracassar pelas "forças ocultas" que vez por outra assolam as corridas, e a terceira opção de apostas, que premia caso nenhum dos dois animais chegue entre as três primeiras colocações, venha a prevalecer. Voltemos ao caso de JERÔNIMO e DÔME. Os turfistas por menos estudiosos que sejam, sabiam que DÔME não chegaria entre os três primeiros numa prova com nove animais. Vamos hipoteticamente admitir (não foi o caso desta vez), que JERÔNIMO não estivesse em suas melhores condições e viesse a fracassar. A aposta naquela terceira opção era líquida e certa. Posso estar em devaneio, porém não me surpreenderei que alguns destes "fracassos" deste nível venham a acontecer em breve, se um dos dois animais escolhidos seja infinitamente inferior ao outro e com escassas possibilidades de chegar até a terceira colocação. Por isso é importante uma seleção criteriosa e equilibrada para estes DUELOS. Tomara que eu esteja enganado para que nada de anormal venha a ocorrer para esta nova modalidade de apo stas. Somente o tempo dirá.

Miguel Leão

Waldir Alves de Souza (27/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

DUELO

Modalidade natimorta, bem como a tal da barbadinha. Ambas com movimento fraquíssimo, não caíram no agrado do apostador, como já era sabido e esperado por todos.

Por que não voltam com o vintão e a super pule de place, que tanto sucesso fez no passado. Façam pequenos ajustes, como valor da aposta, inversão e coisas que tais.

Essas modalidades sim... Certamente faria muito mais barulho junto aos apostadores!

Luiz Fernando Carvalho (26/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

A Comissão de Corridas em nome da lisura e da credibilidade das carreiras da Gávea, tem que chamar as falas e dar uma punição a esse treinador M.R.Lopes. Há algum tempo que esse "profissional" aplica GOLPES nos apostadores. Recentemente tivemos o caso do cavalo John Song que tinha retrospecto sofrível e vinha de uma corrida fraquíssima, mas 5 dias depois ele "parecia outro", largou e acabou, contrariando até sua caracterísca de corrida e a "fé" na pedra foi assutadora !! Tivemos o caso das éguas Malaquita Sarge e Wrist Giant. Um dia ele manda a Malaquita Sarge ir pra frente e ninguém consegue acompanhá-la e ganha de ponta a ponta. No outro dia a Wrist Gi ant que corre na frente e o jóquei da Malaquita Sarge tem a ordem de não incomodá-la e o resultado dá ao contrário. Agora o Caso desse cavalo Taxi Lunar. Cavalo perde bem para o Tom Cruz a 13 dias atrás e quando voltam a se encontrar, parece que o cavalo se transformou, pois a fé no totalizador foi tamanha que abriu pagando 26,80 er no final deu menos que 9 por 1. Virou babunça e os apostadores viraram otários ? Treinador claramente está manobrando os cavalos e prejudicando a análise dos apostadores. Depois reclamam que o turfe vai mal e o movimento encolhe. Se não houver credibilidade no jogo, a tendência é essa. Alô COMISSÃO de CORRIDAS. Vamos trabalhar !

Francisco Rodrigues (26/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Qual seria a porcentagem atual de jogadores pela Internet, chama a atenção a quantidade de acertos de jogos das acumuladas especiais pela Internet, parabéns para a turma que joga através da Internet.

José Antonio Barros (24/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Fico com pena dos neuronios do responsavel pelas apostas do Jcb, são muitos mas o uso deles é zero, querer fazer de barbadinhas ou desse ridiculo duelo atrativo para se apostar é brincadeira,... sugestão inteiramente grátis para ele não gastar a pouca ou nenhuma inteligencia que tem, a volta das acumuladas de exatas, acumuladas mistas, acumuladas combinadas, vintão ou uma outra nova modalidade que em cada páreo com bonificação boa, se apostar por um valor pequeno por combinação que seria acertar vencedor, segundo colocado , dupla e dupla exata com bonificação para 2,3,4 acertos, seria muito melhor e atraente do que essas barbadinhas e duelo i ncluidas nas apostas.

Miguel Angelo Paolino (22/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

NOTA DE FALECIMENTO

Com imenso pesar comunico aos turfistas o falecimento do grande turfista, Carlos Delamare.

Conhecido como "Carlinhos". Ele faleceu no ultimo domingo na sua residência,. Carlinhos vinha lutando bravamente contra problemas Coronarianos sérios.Turfista apaixonado , tricolor "doente" amava o seu Fluminense,

Foi proprietário. Seu treinador foi Édipo Coutinho. Amigo de vários Turfistas e profissionais, principalmente Jaime Muniz B Aragão e Marcos Ferreira. Ele passou a ser seguidor do BLOG DO ITALIANO. Gostava do meu jeito de escrever sobre o turfe. Ligava todos os dias de corrida, e fazia questão de passar as indicações para várias agencias. No Méier, Tijuca e Jacarepaguá. Fizemos um grande amizade. Perdi um irmão mais velho. Carlinhos deixa duas filhas e a esposa.

Descanse em paz meu amigo!

Luiz Fernando Carvalho (22/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

O que aconteceu com o bom jóquei B. Pinheiro nesse último final de semana ? Direções trágicas em alguns cavalos !! O que exemplifica minha crítica, foi o páreo do Giocattolo. Uma das maiores "jogadas fora" dos últimos tempos. Bernardo Pinheiro é um jóquei de bom percurso e esperto. Me causou surpresa seu desempenho em vários animais desse último conjunto de reuniões. Vamos ver se melhora e volta mais focado na quinta feira. Se conseguir perder com a Obra de Birigui no 3º páreo, vai ser motivo de pedir breves férias e voltar pra escolinha. Égua na linha 1, é só largar e ir embora. Aguardemos...

Mauro Roger (21/02/2017) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Prestação de contas dos primeiros oito meses da administração Taunay, publicada no site jcb.com.br.

Aumento médio de 32 por cento nos prêmios? Onde?

Comparação do MGA;Maio 2016,74.200,00 por páreo

Dezembro 2.016: 84.300,00 por páreo-aumento de 14 por cento.

Como é admissível comparar maio com dezembro, mês de décimo terceiro salário onde o MGA cresce por motivos óbvio?

Que bola fora!

Miguel Barros Camara Leão de Souza (21/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Sr Marcelo Almeida

Acho que seu comentário a respeito das últimas vitórias da farda de Edson Alexandre foi malicioso e infeliz. Não vou polemizar, mas entre as seis últimas vitórias obtidas nestas duas semanas pela farda azul, duas tiveram a direção de Muriel Machado, sendo uma delas a Prova Especial Falcon Jet quando venceu com CÉU DE BRIGADEIRO no dia 11. A outra foi com CHARLES AZNAVOUR no último dia 13. As outras vitórias foram: duas com Leandro Henrique (uma com CORNÉLIO e outra com BOISTEROUS) e as outras duas com Vagner Borges (uma com JOHNNY THUNDER e outra com ESPLENDOR). Agora o senhor deveria observar que em algumas destas reuniões em que aconteceram estes triunfos com os outros dois brilhantes jóqueis, Muriel não pilotou porque estava suspenso. Não entro no mérito de querer comparar tecnicamente este jovem piloto com os outros dois que já foram campeões de estatística, apesar de serem igualmente jovens. A escolha dos jóqueis deve partir sempre do proprietário e da equipe que é respo nsável pela apresentação dos animais. Semana retrasada lemos neste espaço a teoria absurda que os cavalos daquela farda não venciam provas de pick 3, em insinuação fora de propósito e que foi facilmente desmentida com as vitórias de CORNÉLIO, JHONNY THUNDER e BOISTEROUS em provas que envolvem a bonificação que dá 100% aos apostadores.O senhor deveria aproveitar também para apurar qual foi o piloto que venceu a primeira prova da Tríplice Coroa de potros com GUARUMAN no domingo retrasado, em direção impecável e elogiada por todos que entendem de turfe.

Para "cornetar" é importante estar sempre bem embasado, simples assim.

Boa sorte para as corridas desta semana que antecedem o carnaval.

Miguel Leão

Marcelo Almeida (21/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Será coincidência??

A "nova fase" da farda de Edson Alexandre coincide com a troca do jóquei citado por vários turfistas.

Ouvimos do responsável em entrevista na Tv que a sorte havia mudado.

PAPAI NOEL, COELHINHO DA PÁSCOA e os DUENDES mandam lembrança....

Luiz Antonio Molleta (21/02/2017) - São José dos Pinhais/PR

Assstindo as transmissões das corridas de ontem, pelo canal TVTurf da Gávea, eu não consigo entender a falta de sensibilidade da equipe técnica.

Ao cruzar o disco do cavalo vencedor do Tarumã, imediatamente cortavam a imagem para mostrar os participantes do páreo seguinte da Gávea, caminhando pelo corredor.

Acho um descaso com o apostador que estaria aguardando para ver as demais colocações e também com os respectivos proprietários e criadores que ficam aguardando para ver seus pupilos no momento da chegada.

Creio que não custa nada em mostrar a chegada de todos os competidores....

E em algumas imagens do Tarumã, o cinegrafista local não focalizava nem o primeiro e nem o último lugar...filmava um vazio..

Apenas uma crítica construtiva.

Luiz

Claudio da Silva (21/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

No meu modo de ver, a continuar com desclassificação tipo último páreo de ontem, a quinexata vai ultrapassar 2 milhões.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (20/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Caro João Orlando, já bati nessa tecla inúmeras vezes, a PMU disponibiliza no RaceDay um espaço onde os comentaristas fazem suas indicações, sendo assim quem quiser pode acompanhar essas indicações, o problema é na hora do páreo, onde indicam 7 cavalos num páreo aonde correm 8 animais, fazendo uma tremenda confusão pra qualquer turfista. Até o Guignoni, perde com poule de 0,8, pq ele é um treinador, mas não é mágico. Escolher 3 ou 4 cavalos no primeiro páreo e mais 2 ou 3 cavalos no segundo páreo e fechar pick 3 nos favoritos indicados, não rende nenhum lucro. O melhor seria eles fazerem as indicações no RaceDay, e apenas com entassem após o páreo ser corrido, pois não é mandando o apostador ir para o guiche que vão conseguir o aumento das apostas.

abs a todos

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (20/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Caro José Flávio, talvez isso ocorra, pelo maior % que é retirado em SP. Aqui no Rio esse % de retirada do JCB, diminuiu para que os places ficassem mais altos.

abs

José Flavio Garcia (20/02/2017) - Londrina/PR

Gostaria que algum leitor do Raia Leve, expert em cálculos de rateios, fizesse uma investigação na pedra de placé de Cidade Jardim. Invariavelmente, os rateios de placé na pedra paulista, em especial nos páreos de simulcasting com a Gávea, são sempre bem mais baixos do que na pedra carioca. Os rateios de vencedor se equivalem. São inúmeros os casos, alguns incompreensíveis. Veja Sicília de placé pagou 13,80 no Rio e 9,90 em SP. Guaruman, 10,00 e 6,50. Ludvika, 9,20 e 3,90. Ontem, Chanel Di Job, 5,20 no Rio e 2,20 em SP. As diferenças são gritantes em desfavor dos que jogam na pedra de Cidade Jardim. 

PS. A reclamação é de um turfista amigo. Eu não jogo na pedra paulista, assim como vários amigos, pois não confio na carreiras de hipódromos que não pagam prêmios.

João Orlando Tomczak (20/02/2017) - Curitiba/PR

V.leal no último páreo montando o n.º 1. Não quiz nada. Observem o páreo. já largou fora de corrida e na reta entrou por dentro afunilado-se de propósito. Leal desse jeito voce não vi ganhar nada na gávea. Seja mais honesto. Claro que não ganharia, mas poderia chegar pelo menos em quarto, pois o animal demonstrava ação no final. Se cuidem na próxima. Quanto aos comentaristas e palpiteiros Em 10 páreos, só acertaram poucos páreos de barbaddas de 10.. Parem de dar palpites furados, principalmente os narradores que só distorcem nossa opinião.

Pasqual Evangelista (19/02/2017) - Valinhos/SP

Se conselho fosse bom..

Que os comentaristas deixem de pedir ajuda aos narradores. Cada um no seu quadrado.

José Antonio Barros (19/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Queria uma explicação do JCB ou dessa pmu, ontem 9º Páreo º EROINA JULIA A.Queiroz 57 32,3 2 1/4 - 2º FLIKA DO FAXINA E.Ferreira Filho 57 29,5, na pedra 9º E 8º forças rateio da exata 232,00 e em São Paulo 684,00 ..................10º Páreo 1º BEAUSÉJOUR (L) A.F.Matos 54 7,2- - 2º EL EXPLOSIVO (L) L.Henrique 58 3,7 ...5º E 3º forças, rateio da exata 93,50,.. como não é disponibilizado aos turfistas como deveria ser na web todo o movimento total do páreo com valores jogados em cada modalidade com seus rateios finais e isso erradamente não é demonstrado, deixa a duvida de como dois azarões o rateio é baixo com a saida dos principais favoritos e no outro páreo com animais bem jogados o rateio comparado ao páreo das bombas é bem maior, fica a duvida se sou burro ou otário em continuar jogando.

José Flavio Garcia (19/02/2017) - Londrina/PR

O Hipódromo Paulistano proporcionou ontem mais um episódio lamentável que teve no apostador o maior prejudicado. No primeiro páreo, abertura do PICK inicial, a parelha nº 1 do Haras Phillipson era franca favorita, mais pela presença do titular Lazurich. Ainda no paddock, o cavalo empinou, caindo para trás. O jóquei voltou ao seu dorso e fez o cânter normalmente. Bem depois, no alinhamento, o animal foi retirado e as apostas encerradas. O número foi defendido pelo faixa, o tordilho Killer Now, que não tinha tantas chances como o titular. Não houve tempo para se desfazer os jogos, principalmente pelo simulcasting na Gávea. Killer Now pagaria 1,20, mas nem trifeta fez, c hegou longe. Era azar e correu como favorito. No mínimo, seria obrigatório para a CC dar mais tempo para a largada. Um absurdo.

Ricardo Ferreira (17/02/2017) - Pelotas/RS

CORRIDAS DO HIPÓDROMO DO CRISTAL

e agora c.c do cristal perdeu pra secretario e hoje ganha a primeira prova da triplice coroa,não vai dar suspensão pro treinador melhorou demais de uma corrida pra outra é só os treinadores pequenos que pagam ??? E aí Vanderlei Nunes Almeida Jr. não vais entrar com recurso na c.c.

E outra coisa é sempre o mesmo cavalo seu treinador H.P.Machado,faz gato e sapato com a c.c. e na ultima alguns alegaram que o joquei não conseguiu tirar para fora,MENTIRA,olhem o replay dada a partida e ele ja começa a ir na boca do cavalo e faz questão de colocar o cavalo por dentro durante todo percurso é so rever o pareo. suspensão já.

Orlando Motta Filho (16/02/2017) - São Paulo/SP

Os livrinhos do Jockey Club de São Paulo. 

Dias atras,tristemente,soube do ’leilão’ de livros de um acervo que ’acreditava’ ser de primeiro mundo em se tratando de ’equinocultura’.Qual o que...

Nos sites dos leiloeiros,250 lotes,itens,livros,de uma oferta de ’400’ no site do JCSP.Nada de mais...

Alguns ’até’ raros livros para livreiros,muitos famosos ’romances’ editados para o JCSP.Uns tres ou quatro sobre ’cavalos’.Nada mais.Nem um lotezinho ’completo’ da Turfe e Fomento(revista)... 

Pois bem...Hoje,sapeando como sempre o acervo turfístico do Estadão,me deparei com um quadro do ’Turfe e Criação’ de 26/03/1969,intitulado:’Os Livros do Conde de Lonsdale’(1847/1944,Criador,Proprietário e Comissário em Ascot).

Biblioteca comprada após sua morte pelo criador brasileiro Jose Bastos Padilha(Fazenda Santa Angela,Castro,Pr)na década de 1940 e posteriormente de posse do "JCSP".

Entre os ’vários lotes,itens,livros’ ’raríssimos’,destaca-se ALGO como o "RACING CALENDAR" editado em ’1769’,o embrião do Stud Book ingles.

Onde foi PARAR o que de MELHOR havia ali???Quem ganhou ou levou???E não importa quando foi ou como foi.Pois a décadas AQUILO é depenado,afanado,roubado.O JCSP "NUNCA" vendeu nada.

Vergonha!!!

Gilson Pereira da Costa Junior (16/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Gostaria de externar meus sentimentos à família do treinador Adail de Oliveira. Grande joquei e grande amigo de meu pai, G.P.Costa, Adail era profundo conhecedor de cavalos de corrida, tirando da alma brilhantes carreiras. Montava preferencialmente os animais do Sant´Anna do Rio Grande e vi grandes corridas com ele. Ao lado de Juvenal, Ricardo, Gabriel Menezes e Goncinha, formava um dos melhores "times" de joqueis que a Gávea já teve. O turfe ficou mais pobre e o céu ganha mais uma estrela.

Jose Luis Lobo (15/02/2017) - Curitiba/PR

Paulo Gama, mais uma vez, meus parabéns pela "radiografia" perfeita daquilo que aconteceu este final de semana na Gávea. Análise perfeita, rica em detalhes. Realmente, um texto brilhaste. Grande abraço.

Carlos Roberto dos Reis (15/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Boa noite

Deixo aqui meus sentimentos a família do ex-joquey e treinador Adail Oliveira. Um abraço com muito carinho ao treinador Cristiano Oliveira.

Roberto

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (14/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezados Senhores, tenho uma dúvida no pick 7, que a tempos não consigo uma explicação. Nesse domingo 12/02/2017, foram vendidos no total 803 bilhetes no pick 7, sei que foi esse o total, pois após o 4º páreo eu somei os bilhetes que passaram, junto com os que erraram, pois bem, antes de ser corrido o 6º páreo, aparecia na tela de vencedor, que a parelha do Haras Doce Vale tinha 12% dos bilhetes, logo 12% de 803 são 96 bilhetes aproximadamente. Minha surpresa foi quando as apostas do 7º páreo foram abertas e apareceram 173 bilhetes com 3 acertos, pois o máximo que poderia aparecer seriam 96 bilhetes e como já era o terceiro pareo do pick 7 nem todos teriam essa parelha sendo assim teriam bem menos de 96 bilhetes. Mas considerando que todos os bilhetes com 2 pontos tivessem acertado o maximo não poderia exceder a 96, gostaria de saber como chegaram ao total de 173 bilhetes, qual fórmula foi usada para atingir esse valor.

NR: Prezado sr. Carlos as porcentagens são em cima das combinações e não dos bilhetes.

Mauro Roger (14/02/2017) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Se conselho fosse bom.......

Me dirijo aos colegas narradores Fernando Cury e Thiago Guedes,excelentes profissionais!

Parem de comentar e apenas narrem.

Deixem pro Celso,Juliana,Andrés a função de indicar.

Quando narrava em Campos e Cidade Jardim, o máximo que eu fazia, era alertar para súbitas mudanças na pedra, rateios que despencavam, etc....

Mesmo assim, não escapava dos cornetas!

Sugestão de quem lhes quer bem: só narrem; não se exponham desnecessariamente...

Sucesso

Pasqual Evangelista (14/02/2017) - Valinhos/SP

QUINEXATA

É evidente que esse jogo não passaria por uma investigação séria. Infelizmente para que essa situação perdure existe necessidade de colaboração de outros profissionais de Turfe.

Quem acompanha os resultados consegue visualizar alguns ótimos jóqueis que tem um desempenho sofrível nesses páreos. Mas não é num dia só não e nem num páreo só. É frequente. Hoje aconteceu uma coisa muito interessante. Alguns vão entender.

Não consigo acreditar em tantas coincidências. Vou publicar uma estatística que irá exibir claramente a performance desses jóqueis sem que precisemos acusá-los.

O único que lucra com isso é a PMU Brasil.

Alias a PMU Brasil tem conceitos muito diferente da PMU Francesa. Eles disponibilizam informações e prognósticos que ganham em muito dos prognósticos fornecidos aqui. Não estou falando dos prognósticos exibido na hora da corrida.

Quem tiver interesse visite http://www.geny.com/partants-pmu e tente entender. Vai facilitar seus estudos

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (14/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Sr. Fernando Freire Cury, eu sou um daqueles do clube do limão, fico feliz em pertencer a esse seletivo grupo, que fala apenas sobre fatos e não especulações, embora eu o considere um excelente narrador, com um dom que poucos possuem, gostaria que o Sr. entendesse o meu ponto de vista. Nessa segunda feira no quarto páreo corria uma égua aos cuidados de D. Guignoni que devolvia o capital, o comentário foi o seguinte: "Uma égua do Guignoni, reaparecendo num páreo sem vitória, é páreo corrido, o Guignoni não inscreveria se não fosse pra vencer" Pois bem, páreo corrido e a égua foi ultimo, agora eu lhe pergunto, alguem q ue estivesse fazendo o pick 7 e cravando Dona Ro (a vencedora) e depois de escutar tudo isso, colocasse as duas éguas dobrando o valor do jogo, o Sr. acha mesmo que em sã consciencia isso é uma ajuda? Pense por esse lado e continue com suas brilhantes narrações e queria saber o motivo pelo qual o Sr. abandonou a picada da surucucu, já que é um ótimo bordão.

abs a todos

Vitor Lahass (13/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Mais cedo escrevi aqui nesse espaço sobre minha emoção de ver a dupla Jaime e Muriel vencendo a primeira prova da coroa. Mencionei sobre o papel importante da EPT e sobre o bom trabalho que faz o Danilo agenciando o W.S.Cardoso e acabei não mencionando, por alguns motivos e não por esquecimento, o trabalho do Alessandro Damasceno. Damasceno, foi o treinador do inesquecível SHOW MY EMBLEM, Esse eu pude ver de perto cada corrida, alias cada vitória. Era inacreditável como conseguia-se coloca-lo na pista. Quantas vezes passava pelo Dama carregando-o no colo em direção a piscina... Parceiro, amigo e fiel escudeiro é o tipo de cara que a gente pode contar nas horas boas e ruins. Sempre animado é ele que age nos bastidores correndo atras (ou na frente) das montarias para o Muriel. Quando meu celular não toca no domingo a noite ou pela segunda-feira de manhã já sei que o Muriel está suspenso. Mesmo com meus poucos animais sempre me liga procurando alguma montaria para o bridão. 

É Dama... já tive aí e sei como é dificil procurar motivar esse boca aberta! mas lidar com gente de bem e com quem achamos que tem potencial acaba não sendo só trabalho. Se o garoto não só pode como deve dar a voltar por cima é porque pode contar contigo! Parabéns a você parceiro! Graças a Deus que na vida a gente tem o prazer de dar voltas por cima!

Ontem com toda certeza esse seu coração teve um baita teste! Mas não deixe a esteira de lado não! 

Grande abraço!

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (13/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Josué, desclassificação na Gávea, só com fratura exposta. Assisti a um páreo nos Estados Unidos (não me recordo em qual hipódromo) onde o 7º colocado reclamou do vencedor. Resultado o reclamante passou para 6º e o vencedor foi para o 7º lugar, isso jamais aconteceria no JCB, pois aqui iriam alegar que ele prejudicou apenas o 7º colocado e não poderia ficar atrás dos animais que chegaram de 2º a 6º lugares.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (13/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Gostaria realmente de saber o que está acontecendo. Qual o motivo de deixar os turfistas loucos? 4º páreo de ontem e a turma começa a palpitar, "nesse páreo Double Talk, irá florear a vontade, pois comandante dodge, Golden crown, pianella e consul american correm de trás" dada a largada o que se viu foi Double Talk entrar na reta em ultimo, ou seja os palpiteiros atiram pra todos os lados com suas convicções e deixam os apostadores perdidos, com tanta informação errada. Qual o porque disso? Dizer que o páreo é perigoso e todos os animais tem chance, qualquer turfista sabe, pois se estão inscritos, podem vencer, o problema são as convicções com que eles falam sem nenhuma humildade e depois de cada erro, lá estão eles novamente no proximo páreo confundindo os apostadores indicando 5 ou 6 animais num páreo aonde correm 8. Esse jogo já é tão dificil, e não precisamos de mais complicações. Entendo perfeitamente que um treinador numa entrevista jamis irá dize: "não joguem meu cavalo, pq ele não tem chance" as entrevistas em video com os joqueis, é claro que são sempre as mesmas, "trabalhei esse animal e ele está tinindo, e vai chegar brigando pela vitória" eles tem que dizer isso, pois caso contrario nunca mais montarão esse animal, mas os palpiteiros poderiam nos poupar, pois sabem tanto quanto qq turfista e muitas vezes sabem até muito menos.

Uma Boa Sorte a Todos.

ps> Caro Luiz Fernando Carvalho, endosso suas palavras sobre o J.M.B Aragão, que luta como David contra os Golias do turfe, não esquecendo que ontem além de Guaruman, me salvou em vários pick 3 com Kremlin (9,80)

Vitor Lahass (13/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Simples e perfeitas as palavras no texto do Paulo Gama, resumindo a volta por cima do Muriel no fim de semana. Aliás tanto o jóquei quanto o treinador Jaime Aragão são pessoas que fazem por merecer há algum tempo um carimbo desses em seus históricos. Ontem, parecia ser minha a vitória, e não é clichê algum isso, muito me emocionou não só pela vitória desses dois amigos mas pela forma simples, humilde e sincera com que o Muriel falou sobre as direções que vinha dando ao Celson. Aliás, como sempre, Celson afonso foi muito feliz ao perguntar o que todo turfista desejava ouvir. Tinha certeza pelo que conheço Muriel, que ele seria simplesmente ele. Sincero e acima de tudo Hone sto. 

Voa rapaz! vc tem talento! confie mais em você e fecha essa boca galo veio! 

Parabéns também ao W.S.Cardoso! Tá parecendo fácil montar! Isso mostra o quanto é importante a formação de Jóqueis e o trabalho excepcional que o JCB segue fazendo com EPT revelando e lapidando profissionais como estes! 

Se tem alguém que seria injusto não parabenizar é o agente de montarias Danilo, o dadá. O trabalho bem feito com o Cardoso e o Leandro Henrique não poderia render frutos melhores. Há quem diga que fazer tal trabalho é fácil... mas esquecem o quanto ele acreditou no potencial do garoto e o ajudou a se transformar em uns dos jóqueis de melhores níveis técnicos na gávea. 

Felicidades a todos!

Luiz Fernando Carvalho (13/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Gostaria de deixar aqui meus PARABÉNS ao jovem e talentoso treinador J.M.B.Aragão. A vitória do potro Guaruman, é histórica !! Conseguir suplantar potros treinados por lendas do nosso turfe como D.Guignoni e V.Nahid e que tem estrutura e suporte muito maiores, é simplismente espetacular !! Foi emocionante ver essa corrida. Parabéns também ao joquei Muriel Machado. Apesar de eu particularmente ter restrições as suas atuações como piloto, no potro filho de Siphon, ele simplismente foi perfeito. Tomara que essa vitória possa abrir portas a esse talentoso e competente treinador. Que grandes criadores e proprietários possam olhar com carinho o trabalho que ess e cara realiza. Espero que outras vitória como essa virem rotina na vida desse profissional. Papai lá do céu com certeza está muito orgulho...

Josué Lacerda da Silva (12/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Boa noite,

Gostaria de saber se foi abolida a desclassificação por irregularidades cometidas nas pistas...

Desde já agradeço e explico que a minha pergunta está posta em razão de não me lembrar da última desclassificação ocorrida na gávea!

Porém a minha percepção "enxerga" inúmeros desvios, choques, etc...entre os animais em qualquer parte da pista e nada...

Gostaria de saber também, (talvez esteja eu desatualizado), se foi EXTINTA a nossa EMINENTE COMISSÃO DE CORRIDAS, ou se ela "ESTÁ" composta de espectros, hologramas ou algo que não seja humano. (Talvez, SOBRENATURAL...).

Boa noite e obrigado...

José Antonio Barros (12/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Pode estar falido o JCSP mas dá de 7 a 0 nas transmissões dos páreos na Gavea, duvido que alguem pode diferenciar e saber visto por tras com esse drone, se o animal que apostou largou bem e está em que lugar, na entrada da reta mesma situação impossivel saber onde está com os angulos tomados, a transmissão antiga era mil vezes melhor com a tela dividida do que essa agora na minha opinião, parabens a São Paulo podem estar falidos mas não se venderam a essa nociva pmu.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (12/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Gostaria de entender uma coisa, já que o JCB não explica. Foram vendidos 800 bilhetes no Pick 7. A parelha do Doce Vale tinha 12% ou seja 96 bilhetes aproximadamente. Após a confirmação aparecem 172 bilhetes. Gostaria de saber qual é a matemática utilizada pelo JCB.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (12/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Smigol entrevistou L.Esteves antes do 3º páreo e ele disse, meu cavalo tem trabalhos normais, eu acho que o cavalo SAI DA FRENTE vai vencer, o meu cavalo não tem nada demais. Resultado venceu o cavalo do L.Esteves metendo 74:69 nos 1.300. Não sei porque dessa vez o comentarista da tv turfe não falou nada, já que quando um treinador diz q vai vencer e vence, o comentarista rasga elogios. Chega a ser engraçado.

Luiz Antonio Molleta (12/02/2017) - São José dos Pinhais/PR

Luiz Melão. ..

Sobre a vitória de Coldplay no clássico em Maroñas, se faz necessário informar e valorizar que é treinado por Luís A. Singnoreti, o popular Totó, brasileiro e radicado no Uruguai..

Luiz

Waldir Alves de Souza (12/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

TV TURFE

Sugiro aos responsáveis, que nas largadas dos páreos da Gávea, tenham a sensibilidade em dividir a tela na horizontal, mostrando as imagens frontal e lateral nas partidas, ferramenta indispensável para o estudo dos apostadores, que, certamente, agradecerão a iniciativa.

Quanto ao drone utilizado para focalizar imagens do belíssimo hipódromo, que tal utilizá-lo antes e após os páreos, realmente deram um visual bonito, porém, não acrescenta absolutamente nada nas partidas.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (12/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

A TV turfe ontem deu um show de imagens, pena que não conseguem sincronizar o som com a imagem, o páreo acaba, os cavalos já estão na curva e os narradores ainda estão transmitindo. Será que é tão dificil essa sincronização? Isso já se arrasta a muito tempo e não aparece ninguem pra resolver. o que acontece na pista não bate com o que está sendo narrado e isso fica muito confuso. Por favor TV turfe sincronize isso.

José Flavio Garcia (12/02/2017) - Londrina/PR

Sobre o declínio do movimento de apostas no JCSP, a diretoria, em sua mensagem oficial (gestão 2011/2016), esquece de admitir que muitos turfistas não se sentem seguros em apostar em um hipódromo que não paga prêmios. As carreiras sempre ficam sob suspeição. Além disso, há os claimings recorrentes, quase sempre com os mesmos animais, que correm toda semana. Sem contar os inúmeros páreos vazios. Mas o pior acaba de se instalar. O novo esquema de chamadas, com uma abrangência jamais vista, que impossibilita qualquer estudo por parte do apostador. Ontem, por exemplo, houve um páreo com a seguinte chamada: produtos de 3 ou mais anos com até 5 vitórias. No caso, um potro d e 1 vitória poderia enfrentar um cavalo de 8 anos com 5 vitórias ou uma égua de 4 anos com 3 vitórias. Ou seja, qualquer animal pode ser inscrito, um quebra-cabeça dificílimo. Tudo isso para se tentar formar mais páreos. Por essas e outras, o movimento de apostas ontem em Cidade Jardim foi quase igual ao simulcasting com a Gávea. Ah sim, os culpados são os proprietários, que esvaziaram a vila hípica do Hipódromo Paulistano só porque não recebem prêmios há quase 26 meses. E nada indica que um dia vão receber.

Leo Friedberg (12/02/2017) - São Paulo/SP

José Flavio Garcia, vc está sendo injusto comigo 1-como posso ter sido cabo eleitoral de Eduardo Rocha Azevedo, se na última eleição de 2014, só ele foi candidato ? 2- quanto aos funcionários (muitos deles meus amigos particulares) gostaria de te lembrar que quando apareceu o problema dos salários a Pro Turfe realizou um LEILÃO BENEFICIENTE e fomos os unicos a ter uma atitude assim. Abraco e desculpe que não lembrei de vc no 1* momento

Francisco Rodrigues (12/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Parabéns pela iniciativa do JCBGAVEA, pelas belas tomadas de imagens, bela iniciativa já era hora. 

espero que mantenham as imagens de novos ângulos dos pareos.

ficou muito bom para quem está assistindo pela TV. 

Parabéns.

Celso Nogueira (12/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Isso aqui é um exemplo do que eu falo a falta de consideraçao por parte do agente credenciado e a falta de fiscalizaçao do PMU.

OLHA COMO AGENTE AQUI NA AGENCIA DA ILHA DO GOVERNADOR NO turfe na portuguesa FAZ COM OS APOSTADORES olha como é o programa das corridas la de fora uma xerox colado na parede .

https://scontent.fsdu6-1.fna.fbcdn.net/v/t34.0-12/16731107_253272985128675_1882240079_n.jpg?oh=be33c3a357f636a078cd17eae82ccbc8&oe=58A1B081

Marcelo Colameo (11/02/2017) - São Paulo/SP

IMPRESSIONANTE!!!!!!

O desempenho do LUCAS ELLER nas marcações de ontem (10/02). Dos 9 páreos ele acertou 6.( a média dos marcadores que foi de 3 páreos acertados). Com excelentes dividendos.

Como o bom fruto cai perto da boa árvore, o discípulo suplantou o mestre Jorge Olimpio.

Ótimo para o turfe este encontro de gerações e melhor ainda para os turfistas e apostadores, que 

tiveram nas marcações de LUCAS ELLER um cardápio de opções para os jogos, quer seja em 

acumuladas ou no páreo a páreo.

Espero que a atenção e o foco sejam mantidos.

PARABÉNS !!!!!!!!

Pasqual Evangelista (11/02/2017) - Valinhos/SP

ALO PMU

Depósitos feitos através do Internet banking feitos na parte da manha das 9:00 em diante ou no fim da noite anterior não são creditados. Precisamos implorar para que o crédito seja feito.

ALO PMU

Luiz Filipe Amando (11/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Bom dia a todos! 

Profissional da imprensa, ao entrevistar alguém, procura sempre extrair do entrevistado o maior número de informações e a exatidão com que elas são dadas. Porém, o que vejo no site do JCB, são entrevistas que não acrescentam em nada o que o turfista já sabe. A maioria delas são transcritas e dizem sempre a mesma coisa como por exemplo: "O animal se encontra bem e acho que tem chance de ganhar." Ora qual o treinador que dará uma entrevista dizendo que o seu cavalo não está bem, uma vez que é sua obrigação, apresentar seus animais da melhor maneira possível??!!! E para ter chance de ganhar, basta estar inscrito. 

Entrevistas assim, repito de nada adiantam para o apostador que deseja na verdade, saber se o jóquei, treinador, proprietário, segundo gerente ou até o cavalariço acham que O ANIMAL VAI GANHAR! 

"Meu cavalo está muito bem, a turma não assusta e eu acho que ele ganha o páreo! ", esta é a resposta que o turfista deseja ouvir. O resto é perda de tempo para todos! 

Atenciosamente, 

Luiz Filipe Amando.

Celso Nogueira (11/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Quero ver o que a comissao de corridas vai fazer com o treinador da egua credenza - que nunca teve no pareo e chegou muito longe - sera que o comissario de corrida vai punir o treinador por negligencia por inscrever um animal sem condiçoes de correr.

Marcelo Almeida (11/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

E agora será que essa dupla de "santos" m.r.lopes e r.salgado serão canonizados pelos comissários de plantão o Sr. Stevie Wonder e Ray Charles?

Talvez essa dupla tenha aproveitado a greve dos policiais para darem esse "presentinho" para os apostadores.

Tanta cara de pau que nem os comentaristas da Tv resistiram.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (10/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

A TV Turfe precisa urgentemente sincronizar o som com a imagem, quando os narradores dão a largada os cavalos já correram 100 metros e as entrevistas do Smigol fica parecendo um ventriloco. Acorda TV Turfe

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (10/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Esse André Rodrigues, é simplesmente show de bola, embora tentem interromper os comentários dele mudando de assunto, ele diz o que é pra ser dito. É isso aí Andre, nada de lingua amarrada

abs a todos

José Antonio Barros (10/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Tem que se avisar as pessoas que comandam o Jcb e que alugaram as corridas para essa pmu, que estamos no Brasil e antes de atrasar as corridas para beneficiar os inquilinos atuais a preferencia é nossa, que se realize o páreo aqui e se mostre essa bomba estrangeira em replay, amanha de manhã, de madrugada mas nunca abaixar a cabeça e fazer essa vergonha de ficar aguardando a vontade dos inquilinos, que tomara que seja, por pouco tempo e devolvam o Jcb aos turfistas nacionais.

José Tito de Aguiar (10/02/2017) - São Bernardo do Campo/SP

Sr. José Flávio Garcia,

O Sr. está sendo injusto quando disse que a atual diretoria do JCSP raramente cumpre o que promete pelo menos uma promessa está cumprindo: DE NÃO PAGAR OS PRÊMIOS AOS HEROIS PROPRIETÁRIOS A MAIS DE 2 ANOS gerando esta situação caótica que vive o turfe Paulista e o Sr. Eduardo tem a coragem de ir à coluna da Sonia Racy do Estadão dizendo que sem ele o jockey já teria fechado. É MUITA CARA DE PAU

Claudio da Silva (10/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Dizem que o cavalo Arrogate, é o melhor do mundo. Entretanto no meu entender pode ser o melhor arenático, não conheço se tem alguma vitória na grama.

José Flavio Garcia (10/02/2017) - Londrina/PR

Sr. Friedberg.

Ninguém aqui fez qualquer referência às suas realizações pessoais. Longe disso. Se bem que o Sr. esqueceu de escrever que foi (salvo engano) um dos principais cabos eleitorais nas duas eleições de Eduardo da Rocha Azevedo. E que, portanto, deveria ter fácil acesso a tudo o que ocorre entre a diretoria e as atividades turfísticas. E não poderia confiar piamente na informação que lhe foi repassada. A atual diretoria muito raramente cumpre o que promete, principalmente no que se refere à dívida com os funcionários. Mesmo nessa mensagem a mim dirigida, o Sr. mais uma vez induz a erro o leitor do Raia Leve, quando escreve que a diretoria não conseguiu cumprir totalmente o que prometeu. Cumprir totalmente? Se nada de novo acontecer, os funcionários terão em fevereiro o equivalente a quase 6 salários atrasados. A propósito, a greve dos funcionários não terminou como se supõe. Foi apenas suspensa em razão da diretoria ter questionado a sua legalidade. Em breve a justiça se manifest ará em decisão que obviamente será desfavorável ao clube. E se isso acontecer, a diretoria vai continuar a relocar funcionários de outras áreas a 90 reais/dia para realizar suas reuniões? Duvido muito. Mas sinta-se à vontade para consultar a base principal do JCSP.

Alessandro Carvalho (10/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Boa noite!

Não aguento mais o André Rodrigues reclamando do atraso das corridas de Gulfstream. Toda semana, toda dia, todo páreo é a mesma novela..

Tem horário de ônibus para voltar para casa???? hahaha...só rindo

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (10/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Caro Luis Miranda, sua observação foi perfeita, me fez lembrar uma noturna a pouco tempo onde o animal BALLIAN (1,10) saiu parecendo um F-16 brigando com o animal HERDEIRO DO FUTURO (63,20) e no fim perderam as pernas, penultimo e ultimo, e tambem não vi a CC suspender a joqueta por essa impericia, brigar com um cavalo que não tem chance, é vontade de perder.

Celso Nogueira (10/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Gostaria que a CODERE colocasse agencias em todo o rio de janeiro pra que possamos jogar as quinta feira as corridas do rio grande do sul que no meu ponto de vista e bem melhor que s corridas la de fora fica aki minha sugestao nota zero pra PMU

Luiz Miranda Vergueiro da Rocha (10/02/2017) - Niterói/RJ

Sinceramente, acho bastante perigosa esta suspensão dada ao V.Gil pela Comissão de Corridas.

Simplesmente porque foi baseada em um critério de extrema subjetividade...........

Estou cansado de ver, por exemplo, inclusive em provas de Grupo, em 2.400, diversos animais serem conduzidos pelos seu jóqueis como se estivessem disputando um páreo de 1.000 metros ( diga-se de passagem, quase sempre , com base nas ordens dadas pelos treinadores) e nunca vi nenhum jóquei ser suspenso por "negligencia" nesta situação!

Estou careca de ver joqueis sendo infelizes na condução de seus pilotados e perderem carreiras incriveis, e não vejo ninguem sendo suspenso por "negligencia"

Realmente, uma decisão de extrema subjetividade que abre um precedente bastante duvidoso no critério de julgamento das carreiras.

Será que esta decisão tem alguma correlação com a colocação do V GIL na estatistica de Joqueis???

Leo Friedberg (09/02/2017) - São Paulo/SP

Caro Garcia, me considero um felizardo pois aos 17 anos entrei na Getúlio Vargas em 6* lugar, confirmando meu retrospecto desde o primário. Ai entrei na Bolsa de Valores com os monstros sagrados da época. Por puro feeling ganhei muito $ e por sorte sai na hora certa e me joguei de cabeça no Turfe aonde ja vou com sei lá umas 10.000 derrotas, mas o atual recorde de mais de 1.050 vitorias, fora 2 estatísticas, a de 1981 sobre o campeonissimo Rosa do Sul e em 1995 esta apenas por vitórias. Sou a pessoa que trouxe mais proprietarios ao Turfe- mais de 700, estou até curvo de levar nas costas por mais de 30 anos com muito orgulho o JCSVicente realizando diversos GPs SV, Copa Prateada, Copa ANPC (8 equipes Estrela Energia, Chico Anysio, Eternamente Rio, Bandeirantrs, Faxina, Ilha de Creta e outros bons) e outros Torneios com a presenca de varias joquetas e dos principais joqueis brasileiros. Tivemos o fantasma J.Moreira montando e vencendo a Estatistica anual- J.Ricardo somando vitorias que o ajudarao a chegar ao topo mundial merecido.Fiz mais de 1000 Leiloes das principais raças equinas desde ao mais famoso da América do Sul:Rancho das Américas, Jose Vitor Oliva, Eduardo Fischer, Arabes, Andaluz, etc, etc e de praticamente todos do PSI. Ai vem o sr e me critica por ter repassado uma informação vinda da base principal do JCSP que infelizmente nao conseguiu cumprir totalmente. Obrigado

José Flavio Garcia (08/02/2017) - Londrina/PR

A suspensão do jóquei V. Gil (30 dias) por conta da direção por ele dada à égua Daffy Girl foi, na minha ótica, um dos maiores absurdos da história do turfe carioca. Vi e revi o páreo. Negligência? Daffy Girl vinha de longo descanso. V. Gil fez um percurso calmo, sem afobação, já que a companheira de cocheira liderava a prova com aparente facilidade. Só mesmo nos últimos 200m, quando percebeu que havia outra adversária, usou os mesmos recursos que lhe caracterizam para passar na frente. Perdeu na foto. Caso tivesse feito outro tipo de percurso, como tomar a ponta a qualquer custo, certamente nem a dupla faria. Se eu fosse ele, rescindiria amigavelmente seu contrato com o Araras e partiria para o turfe argentino, onde estão hoje os melhores jóqueis do continente. Não pensaria duas vezes.

PS. Alguém da CC chegou a conversar com treinador da égua sobre qual a orientação dada ao jóquei para aquela corrida? Certeza que ele diria que V. Gil fez exatamente como orientado.

João Orlando Tomczak (08/02/2017) - Curitiba/PR

Suspensão ao V.Gil

Parabéns a comissão de corridas do JCB. Suspendeu o líder até 15.03.17 por "negligência" ao pilotar a franca favorita Daffi Girl. Eu já havia comentado isto anteriormente, mas ninguém dos srs. turfistas se pronunciou. Que isto se repita em páreos comuns, quando alguns jóqueis fazem tudo para perder, quando montam favoritos, para depois em outras oportunidades ganhar com poules altas. Alguém deve lembrar, quando do latino americano no Brasil, também o V.Gil, pois fora a corrida do cavalo do R.Morgado, quando tocou cedo demais e saiu da dupla. Também ninguém se pronunciou na ocasião. Vamos ser mais críticos, pois essas observações são construtivas e objetivam preservar o dinheiro investido pelo turfista, a mola propulsora do turfe.

Celso Nogueira (08/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Venho aqui defender o joquei V.Gil nao concordo com a suspensao imposta a ele por negligencia no dorso da egua daffy girl a egua vinha de parada desde junho o que faltou uma corrida pra egua e outra vejo sim uma diversidade de performance do animal jhon song isso sim e a comissao foi omissa o animal sempre correu de traz e na segunda feira alem de ser favorito no place largou tomou a ponta e ganhou disparado seria melhor nos apostadores comerçamos a para de jogar esse jogo porque estamos sendo roubados na maior cara de pau -ninguem puniu os 2 comissarios naquele caso em que o cavalo nao estava no boxe alem de nao devolver o dinheiro do apostador ainda confirmou o pareo - caso de policia esse joquei clube - a treinadora cristina resende e a que mais que ganha com pules altas e ninguem fala nada

José Antonio Barros (08/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Uma total falta de respeito tanto do site do JCB como do JCSP com quem por não pode ou querer ir a uma agencia pegar os programas da semana, no site do Rio a impressão fica tão pequena que nem com uma poderosa lente de aumento se consegue ver direito, em São Paulo mudaram o formato antigo e agora ao imprimir não se pega no lado direito os números dos animais, número do páreo etc, um descaso total com os turfistas, ao inves de facilitar e atrair apostadores, pioram ainda mais para afastar os que sobraram.

Cesar Gustavo Bessa Netto (07/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

É com grande pesar recebo essa triste notícia do falecimento de um dos maiores Handicapers de todos os tempos. Dr Bertrand kauffman.

Homen nobre , gentil e de um conhecimento inigualável . O joquei Club Brasileiro ficou mais distante com sua saída do cenário turfistico mundialmente falando.

Se não aprendemos mais com o Senhor ,foi somente por incapacidade nossa .

Fique com Deus meu bom Amigo. 

A família meus pêsames.

Miguel Barros Camara Leão de Souza (07/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

E agora comissários?

Quem viu as duas últimas corridas do cavalo JOHN SONG ficou com a impressão de que eram dois cavalos diferentes. Ontem venceu por uns oito corpos sem tomar conhecimento dos rivais, enquanto dez dias antes montado pelo Vagner Borges mal conseguia acompanhar o páreo apesar de ter pulado na ponta. Curioso é que o totalizador também parecia nervoso, com muito jogo caindo no final do referido cavalo que inclusive foi favorito no placé. Talvez os comissários de corrida (se tiverem interesse é claro), devam comparar as duas corridas (uma em 27.01 e outra ontem|), para avaliar se caberia ou não uma punição por diversidade de atuações. Como de costume nestes casos, o máximo que irá acontecer é uma sindicância, que leva do nada ao coisa alguma. O Instituto Benjamin Constant preparou bem esta turma, sem dúvida alguma.....

Miguel Leão

José Flavio Garcia (07/02/2017) - Londrina/PR

DRAGÃO EFICIENTE

Quando se analisa a estatística, tanto de jóqueis como de treinadores, é preciso levar em conta não somente o número de vitórias, mas, principalmente, o índice de aproveitamento. No caso dos pilotos, atual 3º colocado, W. S. Cardoso recebeu 573 montarias na temporada, alcançando 86 vitórias, ou seja, 15º de eficiência. L. Henrique (2º colocado) montou 632 vezes para vencer 88 carreiras, um índice menor de 13,92%. Já o líder, V. Gil, recebeu 532 montarias, 100 a menos do que seu perseguidor, e passou na frente em 102 oportunidades, um aproveitamento de 19.12%. Portanto, V. Gil ganha em todos os quesitos.

José Flavio Garcia (07/02/2017) - Londrina/PR

A bola de cristal do Sr. Leo Friedberg decididamente não é confiável. Principalmente às vésperas de algum leilão que promove, talvez para animar os compradores. Aqui mesmo no Raia Leve, no dia 25/12, ele publicou a seguinte pérola: Segundo divulgado ontem pelo secretário PUGLISI (na verdade, Pugliesi) em grupos de Turfe, quase 100% das dívidas com os funcionários do JCSP estarão nas contas correntes dos heroicos trabalhadores?. Pois bem. Agora em fevereiro, conforme entende-se pela mensagem da própria diretoria, a dívida com os funcionários, entre salários e benefícios, deve chegar próxima a 6 salários.

Urubatan Medeiros (06/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezados senhores,

Como mera informação ao RL e as devidas apurações.

Morreu essa manhã em Teresópolis Bertrand Joachin Kauffmann.

Como se tratou de um hipólogo brasileiro mundialmente conhecido ( e um grande amigo ) seria, quiçá, uma nota de falecimento.

Urubatan Medeiros.

Leandro Lobo (06/02/2017) - Campo Grande/MS

Venho aqui prestar meu apoio ao Bruno e ao Muriel..

O Bruno é um cara trabalhador, que dá o sangue para conseguir fazer seus cavalos vencerem. Já acompanhei várias vezes sua revolta após uma derrota. Uma pessoa com esse perfil não seria capaz de realizar as impropriedades abaixo relatadas.

O Muriel é um menino..Vive para o Turfe..Outro cara que rala..Muito bom tecnicamente e as vezes erra, como qualquer um de nós, aliás, como qualquer um que se preste a montar em um equino. 

ABS a todos,

Miguel Barros Camara Leão de Souza (06/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Sr. Celso Mendes

Li atentamente seu segundo e-mail (como já lido integralmente o primeiro) e apesar de o senhor achar que não entendi o que estava escrito em sua primeira mensagem, devo responder que entendi perfeitamente o que nele continha (meu sobrenome é Leão e não Burro). Depois desta breve introdução, vamos ao que interessa em relação à sua teoria de conspiração que a dupla Bruno Alexandre - Muriel Machado) supostamente trama na Gávea nos páreos de pick 3.. Fiz um levantamento nas minhas revistas de um ano para cá e encontrei alguns triunfos da "dupla maquiavélica" em páreos de pick 3.

BAND ON THE RUN -> VITÓRIAS EM 14.05 E 29.05

CORNÉLIO = VITÓRIA EM 11.09

ANTHONY QUINN = VITÓRIAS EM 28.08 E 12.12

EGALITÉ = VITÓRIA EM 17.10

Estas vitórias foram a que eu encontrei (podem haver outras), sem contar segundos lugares, alguns com derrota por pequena diferença. Se o senhor se lamenta por furar pick 3 em Charles Aznavour (que nunca havia corrido quilometro) com cerca móvel e Crillon que é um cavalo de 4 anos sem vitória e que havia sido adquirido no Claiming (não havendo sentido dar galope no cavalo), sugiro que não marque mais os cavalos da referida cocheira. Fiquei surpreso ontem após o senhor ter redigido brilhantemente sua teoria, ter colocado a parelha um no penúltimo páreo em seu jogo de pick 3 final, pois julgava barbada. Me pareceu uma incoerência de sua parte, não acha?. A dupla certamente "agiu de má fé" mais uma vez, contando com o reforço desta vez de Vagner Borges que finalizou no segundo lugar. O que realmente me intrigou nesta sua curiosa teoria, é o porquê da suposta manobra em páreos cujas acumuladas pagam 100% de bonificação. Só falta o senhor vir com uma outra mirabolante tese, que a dupla coloca todos os outros cavalos inscritos no pick 3 para conseguir um rateio maior. Aí seria realmente algo que deveria levar atenção do "Lava-Jóquei". Para encerrar, aconselho que evite colocar Clint Eastwood em seu pick 3 final de hoje, certamente será um desperdício de dinheiro.......

De qualquer forma, boa sorte para as corridas de logo mais.

Miguel Leão.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (06/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Flavio Garcia, não existe polemica, apenas uma discussão sadia, eu me referi apenas aos páreos do pick 7, pois foram eles que vc postou, e provou que não precisamos jogar milhares de reais, para vencer acumuladas especiais. Parabéns. O ponto o qual eu me bato, é que nos CT’s estão alojados os melhores cavalos com os maiores proprietários, e melhores treinadores, e isso por si só já faz uma grande diferença.

abs

ps> Hoje, enfim, teremos a estréia de André Rodrigues nos comentários da Gávea. Nota 10 com louvor para quem o escalou.

José Flavio Garcia (06/02/2017) - Londrina/PR

Sr. Carlos Eduardo.

Longe de querer polemizar. Mas na reunião foram 51 animais treinados em CTs e 45 na Gávea. No 4º páreo, só cavalos da Gávea e um teria que vencer. Portanto, essa carreira deve ser descartada para efeito de comparação. Resumo final: dos 10 páreos com animais treinados em CTs foram 9 vitórias dos mesmos. A proporção é infinitamente maior do que a relação 51/45 inscritos.

PS. Na noturna de hoje, Carrossel Encantado fará a sua segunda apresentação após ter retornado ao CT com J. C. Sampaio.

João Orlando Tomczak (06/02/2017) - Curitiba/PR

Amigos Turfistas.

Embora todos nós saibamos que o V.Gil é um excelente jóquei, no dorso da grande favorita Daffy Girl ele foi muito mal. Correu com excesso de confiança, pois já foi dando em cima da própria companheira Dentelle, quando o correto seria ficar em terceiro, atrás da Calle Di Rose, que a princípio era a maior rival da parelha, haja vista os números da pedra. Resumindo, acabaram com a citada égua e no final foram punidos pela atropelada da vencedora Dust Cup, que mesmo com o J.Ribeiro em seu dorso, que nunca mostrou muita precisão em suas joqueadas, desta vez foi perfeito. Porém, a TV turfe somente serve para elogiar os caras quando ganham e se omitem de tecer algum comentário quando acontece algum erro de pilotagem. É claro que errar é humano, mas no caso dum favoritismo grandioso como o dessa parelha, não poderiam deixar passar despercebido este fato.

Antonio Claudio Assumpção (06/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Caríssimo Bruno Alexandre

Você se portou como um guerreiro , esperava muito menos pelo que você postou . Conheço-lhe desde pequeno, bem como seu pai e você seguiu os passos dele com honradez , transparência no seu dia a dia , e defendendo os amigos.

Vitórias podem vir a acontecer, mas caráter sempre existirá na sua pessoa.

Parabéns.

Bruno Alexandre (06/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Bom dia a todos os corneteiros de plantão.

Venho aqui esclarecer o que algumas pessoas falaram ao meu respeito. 

Fico extremamente chateado com ofensas que foram aferidas a minha pessoa (me chamaram de ladrão e dopador). 

Quem vai ao Prado vai sempre me ver por lá. E quem me conhece sabe que sou uma pessoa solicita a qualquer tipo de informação que se diz a respeito de cavalos que estão aos meus cuidados. Pelo simples fato de saber que o turfe tambem é dependente dos apostadores.

Sou um apaixonado no que faço. Meu pai foi treinador de grande sucesso no Brasil e nos EUA, Me formei em veterinária em 2008 e sempre me dediquei a esses complexos e fantásticos animais.

Para um cavalo correr depende de muita coisa e de dedicação de uma equipe inteira, onde qualquer erro individual (Cavalarico, Redeador, assistente, treinador, jockey, veterinário e proprietário) podem ser fundamental para um cavalo não correr bem. Alem de claro ser uma competição e existir adversários. Cada páreo é uma história diferente.

75% dos cavalos do Edson/Luiz que correm chegam na pedra. Um resultado que me da bastante orgulho. O momento não esta dos melhores em quesito vitórias, Mas a farda tem mais de 50 segundo lugares nesta temporada.

No caso do crillon te garanto que ninguém mais do que eu gostaria que o animal tivesse ganhado, pois ele foi adquirido naquele pareo. O muriel foi infeliz em sua direção. Mas infelizmente isso acontece. 

Conhecendo o muriel chega a ser um ofensa ouvir que ele é ladrao pois é um rapaz de família Boa, dedicado e apaixonado em montar PSI.

Então por favor antes de abrirem a boca para falarem M.... sobre a integridade das pessoas. Pensem e reflitam. 

Se caso queiram saber sobre informação de algum animal podem me mandar e-mail que responderei. 

Agradecido

Brunovalexandre@hotmail.com

Ivor Lancellotti (06/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Muito bem! As indicações dos páreos do Chile são feitas por Celson Alfonso e Diego Guedes.Dá pra entender isso!? Porque não postar indicações dos comentaristas chilenos? Isso está parecendo pegadinha.Aqui na Gávea eles já estão quase cegos imagine lá fora! Correm em cada páreo lá oitocentos cavalos e essa dupla mágica indica ponta e dupla ! É ter muita cara lavada. O que é isso?

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (06/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Gávea Domingo:

5º páreo: 8 animais inscritos, 6 CT, 2 Gávea

6º páreo: 7 animais inscritos, 3CT, 4 Gávea

7º páreo: 10 animais inscritos, 5 CT, 5 Gávea

8º páreo: 13 animais inscritos, 9 CT, 4 Gávea

9º páreo: 9 animais inscritos, 6 CT, 3 Gávea

10º páreo: 10 animais inscritos: 6 CT, 4 Gávea

11º páreo: 12 animais inscritos: 4 CT, 8 Gávea

Conclusão, além de estarem no CT os melhores cavalos, criadores e treinadores, como podem notar pelas inscrições, a maioria vinha do CT, mais que natural, que existam mais vitórias dos cavalos lá alojados.

abs

José Flavio Garcia (06/02/2017) - Londrina/PR

Aos que ainda insistem em acreditar que os animais treinados na Gávea ou nos CTs têm performances semelhantes, mais um argumento. Fiz um PICK 7 ontem na Gávea de 8 reais. Errei na abertura com Daffy Girl, que perdeu na foto. E acertei todos os demais páreos. Fui na fase do V. Gil e nos animais treinados em CTs. O único cavalo que venceu, com treinamento na Gávea, foi Ultravencedor, mas com o citado jóquei, líder das estatísticas.

Pick 7 

Bilhete: 529.196.463 

Data: 05/02/2017 - 17h14 

Reunião 526 (05/02/2017)

5º páreo: 02 (CT) ERREI ? (6 DUST CUP CT)

6º páreo: 07 (GÁVEA)

7º páreo: 07 (CT)

8º páreo: 02-11 (CT)

9º páreo: 04-07 (CT)

10º páreo: 07 (CT) 

11º páreo: 01-04 (CT)

Valor da sua aposta: 

R$ 8,00

Você ganhou!

Prêmio: R$ 3.592,69

Celso Mendes (05/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Sr. Miguel,

Acredito que não tenha lido meu comentário inteiro e se leu, não foi capaz de compreendê-lo. 

Digo isto porque primeiro que TODOS os ganhadores citados pelo senhor venceram páreos que não eram obrigatórios de Pick3 o que só corrobora o que disse quando afirmei "normalmente a dupla confirma as vitórias quando os páreos não são de Pick3".

Segundo porque chamo atenção para um padrão que, em minha visão, deve ser observado e não para derrotas de favoritos. Um padrão, em minha vis~qao ocorrendo sempre cm grandes destaques. Quando alguém fala em destaque não está falando de nenhum craque mas sim de algum animal que em um determinado dia acaba pegando um páreo que lhe é extremamente favorável por algum motivo.

Desta forma, estou pedindo que a comissão de corridas do Jockey Club Brasileiro, único orgão capaz de defender meus interesses de apostador, observe e estude este padrão. Não estou dizendo que A ou B "manobrou" este ou aquele animal, quero apenas ter a certeza de que quando perdi, perdi simplesmente porque escolhi mal o animal para apostar.

De toda sorte estarei torcendo mais uma vez para a dupla em questão no penúltimo páreo de hoje aonde em minha visão a parelha apresentada tenha destaque, embora seja um destaque bem menor do que os três páreos citados por mim no comentário anterior. Mais um favorito que infelizmente coloquei em meu jogo e digo infelizmente justamente porque não sou muito afeito a favoritos. 

Miguel Barros Camara Leão de Souza (05/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Sr Celso Mendes

Não concordo com suas observações feitas a respeito da dupla Muriel Machado e Bruno Alexandre. Favoritos fracassam e nem sempre são por dolo por parte dos profissionais responsáveis. Não tenho procuração de nenhum dos dois nomes acima citados para defende-los, porém seu e-mail na minha opinião infelizmente está mal formulado.. Quer dizer que nos páreos que envolvem o pick 3 os cavalos da dupla fracassam de propósito?. Gostaria de saber onde está a "malandragem" proposta pelo senhor. Charles Aznavour teve uma direção muito ruim semana passada, porém vemos isso seguidas vezes na Gávea em páreos com cerca móvel. Lembro que Clint Eastwood, Boisterous, Desejado Magee e Chicão ganharam recentemente com rateios sempre abaixo de 1,40. Charles Aznavour e Crillon são cavalos no máximo regulares e não chega a ser surpresa fracassarem ao correr em suas turmas. Ontem mesmo a dupla conceituada composta por D.Guignoni e W.S.Cardoso também perderam com Fabulosa Nath que era favorita de 1.20. Será que também teve "manobra" destes ótimos e reconhecidos profissionais? Turfe é assim mesmo, e todos sabemos que em geral apenas 30% dos favoritos na semana costumam vencer. Simples assim

Boa sorte nas corridas e experimente fugir das apostas em favoritos de vez em quando, certamente alcançará maior êxito.

Miguel Leão

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (05/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Caro José Tito, vou colar aqui alguns comentários sobre um páreo que será corrido hoje (domingo) onde qualquer turfista irá perceber a diferença dos comentários.

Anthony Quinn (1) teve direção infeliz na última e hoje com 300m a mais é ótima indicação. El Explosivo (2) voltando ao gramado onde corre mais é o grande inimigo. Combustible (4) depois. (JULIO PONTE)

Páreo muito equilibrado, onde os sete concorrentes têm possibilidade. El Explosivo está tinindo, subiu para o CT e pode emplacar mais uma. Anthony Quinn fica na expectativa de ritmo favorável para atropelar a tempo. Baixando de distância, Combustible encontra turma mais camarada. (CELSON AFONSO)

********************

Gosto bastante aqui da Punta (7) que reapareceu mal na areia mas hoje vem na grama onde vinha de dois segundos em páreos bem mais encorpados. Lady Marilan (1?) que teve péssima direção na última é a rival natural. Sara-Nina (4) é o tertius. (JULIO PONTE)

Joyfull, novamente na pista de suas melhores apresentações, e Lady Marilan, que foi bastante prejudicada em sua útlima corrida, formam fortíssima parelha neste penúltimo páreo. Punta e Olympic Fencing são bem colocadas nas acumuladas especiais.CELSON AFONSO.

Caro José Tito, olhe com atenção a diferença sutil entre os comentaristas desses 2 páreos. Enquanto o Julio Ponte, informa corretamente aos turfistas o que aconteceu, o Sr, Celson Afonso, prefere culpar o tamanho da reta do JCB e "inventar" um prejuizo que só ele viu.

Quem se propoe a emitir informações sobre jogos a dinheiro, precisa faze-las corretamente e dizer a verdade não é crime. Toda e qualquer informação correta que possa ser dada aos turfistas é fundamental para a lisura desse jogo.

abs a todos.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (05/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Caro Celso, depois da desclassificação do animal Céu de Brigadeiro por medicação, quando venceu o G1 em São Paulo, essa dupla não está mais fazendo tanto sucesso, se é que vc me entende.

Celso Mendes (05/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Algo que não se pode negar é que é no mínimo curioso a quantidade de forças destacadas que a dupla M.S. Machado e Bruno Alexandre apresenta em páreos de Pick3 e que não vencem. Somente nas últimas semanas foram Lady Marilan, Charles Aznavour e Crillon. 

Mais curioso ainda é o fato quando observamos que normalmente a dupla confirma as vitórias quando os páreos não são de Pick3, além do fato de não ser uma equipe possuidora de tantos animais.

Uma coisa é certa, a comissão de corridas tem que ficar de olho nesta dupla, especialmente quando o animal for força em páreo de Pick3.

Aliás, uma ótima oportunidade de iniciar esta vigilância é hoje, no décimo páreo aonde a parelha apresentada pelo treinador/supervisor é grande força, sendo a componente mais forte montada pelo jóquei M.S. Machado.

Cyro Queiroz Fiuza (04/02/2017) - São Paulo/SP

Caro José Flávio,

Por todo esse conjunto de problemas por nós elencados, e também trazidos à baila por outros leitores aqui mesmo no Espaço do Leitor do Raia Leve, é que o Ministério da Agricultura deveria olhar com mais atenção a situação caótica do Jockey Club de São Paulo.

Aquele que já foi o principal hipódromo do País e hoje é o terceiro, depois da Gávea e do Cristal, vive uma realidade de iminente falência, fechamento mesmo. Por isso, antes que ocorra o pior, o MAPA deveria intervir e fazer uma devassa no clube paulista, com apoio do Ministério Público Federal.

Alguns poderão se opor à medida drástica da intervenção, mas o que esperar se a situação corre naturalmente para o fim do turfe paulista?

Esta semana, por conta de shows musicais que acontecerão no Hipódromo Paulistano, a imprensa caiu de pau na diretoria por conta do barulho que será causado na vizinhança, o que despertou inclusive a ira do novo prefeito, João Dória Jr.

Como o JCSP é hoje um clube desconectado da sociedade, dos habitantes do entorno, da imprensa, está sozinho nas mãos de uma diretoria inábil e fraca, que insiste em ficar no poder. Um grupo que se não cair por si só, acabará levando o Hipódromo Paulistano a sofrer mesmo uma intervenção. Do poder federal ou do municipal. Intervenção essa que, se não vier a partir de gente do setor, como do MAPA, que sabe o que é cavalo e corrida de cavalo, será feita da maneira mais truculenta possível, decretando a morte do JCSP.

José Flavio Garcia (04/02/2017) - Londrina/PR

Caro Cyro.

Na mensagem oficial (gestão 2011/2016) publicada em seu site, a diretoria do JCSP nas entrelinhas apenas atesta que sua situação financeira é caótica, dramática. Os últimos recursos oriundos da venda do imóvel da TOK STOK já foram praticamente diluídos, parte deles amortizando as dívidas com os funcionários. Mesmo assim agora em fevereiro o calote vai chegar a quase 6 salários em atraso, com a inclusão das férias não pagas. Isso sem contar com o FGTS e INSS não recolhidos desde 2014. A única e real intenção do comunicado é tentar sensibilizar os sócios com medidas condicionais e hipotéticas e, com isso, aprovar o novo estatuto na próxima terça, o que traria ainda mais poderes aos atuais mandatários da entidade, e até possibilitaria uma autorização para a venda do CT de Campinas, último ativo valioso do clube. Mas para qualquer expert em interpretação do texto, a mensagem revela em seu conteúdo situações mais que suficientes para uma suspensão, mesmo que de forma temporária, das atividades turfísticas em Cidade Jardim. Por inadimplência generalizada, também consequência de reuniões cada vez mais deficitárias. A propósito, na última de domingo, com 12 páreos, foram apostados 361 mil.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (04/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado José Flávio, concordo que la em cima o clima é bem melhor, mas ainda acho que cavalos de Haras famosos com excelentes treinadores, levam vantagem por esse motivo. Na semana retrasada 3 animais após correrem seus respectivos páreos sofreram exaustão, rapidamente atendidos com aquela injeção mágica dos veterinários e depois uma bela ducha, eles se recuperaram, por coincidência os 3 vieram do CT.

Cyro Queiroz Fiuza (04/02/2017) - São Paulo/SP

O Relatório referente ao período 2011/2016 divulgado pela diretoria do JCSP é um conjunto de pérolas, a começar por demonstrar que a dívida do clube mal saiu do lugar, apesar da perda brutal de patrimônio (Sede da Boa Vista, Chácara do Ferreira e prédio da Tok Stok).

O mais surpreendente, entretanto, talvez seja a busca por culpados pela "crise":

1) Os proprietários, que debandaram com seus cavalos apenas porque não recebiam prêmios ao longo dos meses; agora dois anos

2) Os funcionários, que entraram em greve apenas porque não recebem salários e outros direitos (FGTS, dissídio) numa média de quatro a cinco meses, de forma recorrente

3) Os sócios, que pediram para sair apenas porque não concordavam com uma cobrança extra que originalmente seria usada para pagar os salários, mas que nunca teve essa finalidade clara.

Em resumo, a atual diretoria encontrou seus bodes expiatórios para explicar a péssima administração dos últimos seis anos.

José Flavio Garcia (04/02/2017) - Londrina/PR

Ao Sr. Carlos Eduardo. 

Sim, 870 metros são mais que suficientes. Tanto que os animais acometidos de anidrose, que interfere na transpiração e consequente dissipação do calor, recuperam-se rapidamente quando levados à altitude da serra. O exemplo recente do cavalo Carrossel Encantado é bem próprio para esse assunto. Depois que voltou para a Gávea, foi eleito favorito em sua primeira apresentação. Com toda a razão por ser um excelente corredor. Sua atuação, fraquíssima. Constatou-se o motivo: grandes alterações nas taxas sanguíneas. A propósito, o cavalo já está de volta ao CT.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (04/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Pode ser, mas até hoje nunca vi a Bolivia levar vantagem quando sai de La Paz para jogar com cabeças de bagre tipo Venezuela e Peru. Vale ressaltar que a altitude de teresópolis onde se situam muitos CT’S é de 870 metros, contra 3700 metros de La Paz. Será que 870 metros é suficiente para toda essa transformação do animal? Afinal eles vivem subindo e descendo.

José Flavio Garcia (03/02/2017) - Londrina/PR

Há vários benefícios para os cavalos que treinam nos CTs, ou seja, na serra. Para começar, são locais menos poluídos, tudo muito calmo, tranquilo, além de um clima sempre apropriado para um PSI. E há também alterações importantes no organismo do animal. Quando a altitude é utilizada em períodos de treinamento, a obtenção de benefícios requer uma estratégia bem elaborada. O resultado desejado é o aumento do número de glóbulos vermelhos no sangue como consequência da adaptação do organismo a uma exposição prolongada. Aumentar o número de glóbulos vermelhos significa aumentar a capacidade de transportar oxigênio pelo sangue, e consequentemente melhorar o desempenho aeróbic o quando se vai competir ao nível do mar. Isso é facilmente percebido. Vale ressaltar que este efeito é transitório e se dissipa se o animal não voltar para a altitude.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (03/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Não sou um expert no assunto, muito menos veterinário, mas tenho minhas dúvidas que animais vindos de Centro de Treinamento levem grande vantagem sobre os alojados na Gávea. Geralmente os cavalos que ficam nos CT’s pertencem a grandes criadores e são animais por si só de qualidade supeiror, sendo assim eu pergunto, quem sentiria mais problemas com o calor no Rio, o carioca que vive aqui ou alguém que veio da Sibéria passar férias

abs.

Carlos dos Santos (03/02/2017) - São Paulo/SP

JCSP - S E N S A C I O N A L !!!

Acabo de ler no site do JCSP: Leilão para venda dos Livros da Biblioteca do Jockey!!!

Se você precisa de areia para fazer cimento na reforma de sua casa...lá tem prá vender ( a areia das pistas de corridas) !!!

Carlos

Claudio da Silva (03/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Tendo em vista o calor no Rio de Janeiro, acho que os cavalos alojados em centro de treinamento deveriam dar alguma vantagem aos cavalos alojados no JCB. Talvez uma delas não dar montaria para aprendiz descarregar peso.

Marco Aurelio de Souza Lage (02/02/2017) - Niterói/RJ

Muito oportuna e merecida a crônica do Sr. Milton Lodi, principalmente com referência ao W.S.Cardoso, que vem se tornando diferenciado, com excelentes direções e vitórias consagradoras, colocando-o como um dos melhores jóqueis em atuação no momento.

José Flavio Garcia (02/02/2017) - Londrina/PR

MALDADES

O valor total de prêmios acumulados não pagos está próximo a R$10 milhões (passa disso fácil). Esse saldo será efetivamente reconhecido e corrigido dentro de uma proposta de pagamento para os proprietários? A diretoria do JCSP, além da maldade que faz com seus funcionários que estarão completando mais de 5 salários atrasados, trata os proprietários e criadores com uma arrogância inadmissível. Falar em efetivamente? reconhecer? a dívida pelos prêmios não pagos há 26 meses é um absurdo. Só faltava não reconhecer. E deixar em aberto qual o tipo de correção que atualizará os valores, outro absurdo. Sob algumas condições, a diretoria pretende recomeçar a pagar os prêmios ainda em fevereiro, mesmo de forma reduzida (sic), em dinheiro. Mais um tapa na cara dos funcionários. Só de passivo trabalhista, o clube admite um futuro rombo de mais de 27 milhões. Dívida tributária, 190 milhões, em incontrolável progressão.

PS. Acreditamos que nosso Clube está preparado para trilhar um futuro grandioso, pela capacidade que teve de reconhecer os obstáculos e a necessidade de transformação. É a partir dessa constatação que se propõe modernizar e consolidar as bases para o futuro do Jockey Club de São Paulo?. FALA SÉRIO!!!

Pasqual Evangelista (01/02/2017) - Valinhos/SP

PMU -SERVIÇO DE TI

Mais uma vez venho reclamar de erro no site PMU

Agora. 01/02/17 se entrar na programação de amanhã e clicar nos páreos iniciais da Franca vai ver abrir um dos páreos do Estados Unidos. Erro grotesco e frequente.

Celso Nogueira (01/02/2017) - Rio de Janeiro/RJ

O jockey clube brasileiro alem de lubridiar o apostador com as corridas la de fora - exemplo moro na ilha do governador e a agencia nao coloca programas pros apostadores jogarem agente tem que ver o programa no quadro e marcar num papel pra poder fazer nossos jogos e a PMU ainda insiste em colocar essas corridas la de fora e um verdadeiro caça -niquel

O jockey clube tambem nao cumpre as normas do codigo corridas - exemplo: no dia 24 de janeiro foi feito a seleçao pra os novos alunos a aprendizes e o regulamento diz o seguinte o aluno pra ingressar na escola de aprendiz tem que ter 16 anos de idade - 47 kilos e uma medida de tamanho so que devido a certas pessoas que administra a escola aprovou 9 novos alunos sendo que 2 deles nao tem os 16 anos e mesmo assim garantiram as suas vagas pra que mais pra frente quando essas 2 pessoas fizerem 16 anos elas ja estaram dentro da escola de aprendiz - um absurdo essas 2 pessoas deveriam se inscrever novamente no ano seguinte quando ja estariam com a idade prevista pelo codigo - gerando assim um cabide de emprego e tirando a chance de outras pessoas se a um codigo tem que ser respeitado intao na minha opiniao o jockey clube mais uma vez cometeu CRIME de DISCRIMINAÇAO isso e um absurdo.

Carlos dos Santos (01/02/2017) - São Paulo/SP

Relatório de Gestão - 2011/2016

O Relatório de Gestão apresentado aos sócios do JCSP através do site da Entidade, é uma afronta à inteligência humana.

Dizer, por exemplo, que a queda nas apostas em Cidade Jardim tem sua origem na redução do número de animais alojados nas Vilas Hípicas é uma distorção da verdade. A atual administração ficou mais tempo sem pagar do que pagando os prêmios aos proprietários, e agora culpa esses mesmos proprietários, através daquela afirmação, pela decadência de Cidade Jardim.

As únicas "realizações" nesse período, foram: (1) Venda de Patrimônio; (2) Renegociação de dívidas tributárias em oportunidades oferecidas pelo Estado. 

É de chorar... Eu desisto!!! Estou enojado!!!

Carlos dos Santos

Marcelo Colameo (01/02/2017) - São Paulo/SP

Prezados turfistas, estive fora do País por algum tempo, com várias mudanças no cenário politico e privado o que parece que infelizmente não se modifica é o do turfe, infelizmente. Aliás de forma primária impingem aos turfistas jogos do exterior, sem critérios e organização. O que parece não modificar é o empenho dos profissionais e as marcações do jovem LUCAS ELLER.










12.795

12.844























Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Fazenda Eldorado

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud 13 de Recife

Stud Beto e Fafa

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Mengão 1981

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Sergio Barcellos

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud TNT

Stud Turfe

Stud Wall Street

  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês