Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Gata do Vizinho – Sinval Domingues de Araujo

George Valentin – Sinval Domingues de Araujo

Veramente Buono – Haras Old Friends

Evoque – Sinval Domingues de Araujo

Back And Forth – Stud Lagoa 26

Nikki Beach – Stud Wall Street

Imortallity Point – Stud Snob

Magic Citizen – Coudelaria Jessica

Kurdish – Stud Capitão

Justo Mano – Haras Di Cellius

Leodegrance – Sinval Domingues de Araujo

Real Woman – Stud Gold Black

Patureba – Sinval Domingues de Araujo

Japanese Morning – Stud Capitão

Hacienda Florida – Stud Palurape

Kremlin – Stud Hulk

Guaruman – Haras Planicie

Knowing – Stud Capitão

Angus – Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Coldplay ? Stud Hulk

Carrocel Encantado – Sinval Domingues de Araujo

Magic Citizen – Coudelaria Jessica

Pinel – Coudelaria Mont Blanc 2009

Bebe Nobre – Stud Ilse

Kairowan – Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Nikito – Stud Spumão

Pascal – Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Lawrence D´Arabia – Sinval Domingues de Araujo

Japanese Morning – Stud Capitão

Querida Niquita – Stud Cariri do Recife








Neste espaço são publicadas as manifestações dos nossos leitores.

O RAIA LEVE acolhe opiniões sobre todos os temas ligados ao turfe.
Reserva–se, no entanto, o direito de rejeitar ofensas, acusações insultuosas e/ou desacompanhadas de documentação. Eventualmente, os e–mails poderão ser checados. O site não tem o compromisso de publicar todas as mensagens recebidas. A publicação, quando ocorrer, se dará na íntegra ou parcialmente, privilegiando–se os trechos mais relevantes.

O Raia Leve, depois de pedidos de leitores e deliberação da diretoria da ACPCPSI decide que além da checagem de CPFs e identidade virtual costumeiramente feitas, só publicará mensagens de internautas que respondam e–mail confirmando a identidade. Desta forma, a editoria do site pede aos internautas que respondam e–mail da associação com a máxima rapidez possível quando solicitados a fim de ter a liberação de seu comentário, bem como assegurem–se que o e–mail raialeve@raialeve.com.br esteja definido como um endereço que não seja encaminhado para a caixa de Spam.





Março | 2017

Luiz Fernando Dannemann (29/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

À

Luiz Alfredo Aranha D’ascragnolle Taunay

Presidente do Jockey Club Brasileiro

Carta Aberta

Caro Presidente,

AUSTERIDADE

Só agora pude ler com calma a sua carta de fevereiro do corrente ano na qual, logo de cara, somos brindados com uma redução no custeio do JCB, com importância superior a R$ 5 milhões, o que vem a corroborar com tudo que foi dito neste site pela diretoria da ACPCPSI. Essa quantia representa - para um clube de corrida de cavalos -, poder patrocinar mais quatro GPs Brasil por ano, o que seria uma injeção na veia da nossa instituição.

Algumas reduções saltam aos olhos, tais como o valor que era pago para fornecimento de oxigênio, lixo, assessoria de imprensa, limpeza, tratamento de água, advogados externos e etc... Sem querer entrar no mérito, fica claro que uma avalanche de “água” escorria pelos dedos do clube. A folha de pagamento ser desonerada em mais de R$ 1 milhão (penso que ainda vai cair muito) sempre foi uma reivindicação coletiva dos associados, e nossa em particular.

Outro ponto que sempre defendemos foi a redução na taxa de transferência, sob a alegação de que a mesma seria positiva para os cofres da instituição. Na sua “Prestação de Contas” restou provado aquela assertiva, já que a diminuição de R$ 100 mil para R$ 60 mil (ainda cabe espaço para diminuir mais) o clube teve um faturamento extra de quase R$ 2 milhões.

Vejo também que a sua gestão conseguiu melhorar o Contrato firmado para realização do “Rio Open”, conseguindo “Reforço de Carga e Troca de Iluminação”, tudo isso por parte da empresa produtora do evento, além de um naipe de benfeitorias (não eleitoreiras) realizadas na Sede da Lagoa. A troca do relógio da Longines (R$ 500 mil), por um idêntico (R$ 30 mil) mostra que se não déssemos um basta – como de fato demos - os nossos “bezerros”, uma hora dessas, já estariam no brejo.

Outra coisa que sempre defendemos foi a utilização dos funcionários do clube para execução de determinados serviços (incluindo a controvertida poda de árvores). Vejo que o seu mandato caminhou nesta direção economizando mão de obra para serviços diversos, como: telhados, reforma da sauna seca, construção de sauna a vapor e a sala das joquetas.

TRANSPARÊNCIA

Neste tópico, vai aqui um ESPECIAL pedido, algo muito importante para a nossa sociedade, que seria disponibilizar a íntegra do, também controvertido, Livro Razão do JCB (aquele que não foi hackeado), o que poderia ser feito através do “Sistema Multi Clubes”, protegido por senha, acabando de vez – presente e futuro -, com a possibilidade de alguém onerar o clube com despesas, digamos, horripilantes, tais como múltiplas viagens internacionais (que já acarretaram frondosos reembolsos) e jantares, espetaculares, no Fasano que contribuíram apenas para a indústria de bebidas francesa e não para o PSI. Quanto a isso, sempre soubemos (até nos períodos mais fervorosos de OPOSIÇÃO aos seus mandatos), que não seria o seu caso onerar desta forma o caixa do clube.

Com relação a este tópico ainda, preciso transmitir-lhe o desejo dos associados (de muitos deles) para que a atual administração possa dar uma versão correta do que foi feito com vários objetos do clube que parece terem ido embora da Sede, tais como móveis, tapetes, piano, fontes e etc...

No mais, particularmente, como, desde as eleições, não tive oportunidade de lhe encontrar, desejo-lhe sorte para levar esta instituição adiante.

Luiz Fernando Dannemann

Alvaro Marinho Lopes (29/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Sr.Christian Antoniazzi , concordo plenamente contigo.Vergonha é pouco um escândalo isso sim. 

Por um turfe mais honesto.

Miguel Barros Camara Leão de Souza (29/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezados turfistas

SOBRE AS CORRIDAS DE SEGUNDA FEIRA = 27.03

Uma sindicância para o segundo páreo é o mínimo que se deve exigir por parte dos comissários de corrida. Não podem ser tão cegos para não observarem o que de "diferente" aconteceu. Em contrapartida algo totalmente inusitado e que deveria ir para o Guiness Book foi o empate na terceira colocação do último páreo. Os dois animais que chegaram empatados estavam pilotados pelos dois irmãos Muriel e Luan da Silva Machado e também em outra incrível coincidência, que eram treinados pelos dois irmãos José Ferreira e Leonardo Reis. Isso nunca deve ter existido na história do turfe mundial. Merecia uma consulta por parte dos dirigentes do JCB

Abs a todos

Miguel Leão

Luiz Antonio Molleta (28/03/2017) - São José dos Pinhais/PR

Paulo Gama....

É sempre assim na mídia. Só interessa à quem paga patrocínio para as emissoras e órgãos esportivos. 

Pra que falar de J Ricardo. Ele não faz comercial de aparelho de barba ....

Não liga não. ..tanto é que até o Paulinho fêz 3 gols contra o Uruguai e quem levou a fama? Um tal de Neimar...

Porquê? ??? A sim.... ele é patrocinado por grandes empresas e o none dele tem que estar na mídia. ..

Abcs

Christian Antoniazzi (28/03/2017) - São Paulo/SP

Comissão de corridas da Gávea

O que houve no segundo páreo de ontem é no mínimo caso de abertura de SINDICÂNCIA!

Sem me extender, apenas fica o registro. Uma vergonha que afasta os apostadores das corridas.

POR UM TURFE MELHOR.

José Tito de Aguiar (28/03/2017) - São Bernardo do Campo/SP

Sr. Paulo Gama,

O Sr. está correto quanto a não divulgação do turfe seja por qualquer mídia mas no caso do J Ricardo vamos ser justos, eu assisti no domingo de manhã uma pequena matéria no SPORT TV.

Luiz Fernando Dannemann (27/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

À 

Ricardo Revoredo Menezes Carvalho

Gerente administrativo-Financeiro do Jockey Club Brasileiro

Carta aberta

Caríssimo senhor,

Gostaria de parabenizá-lo pela brilhante iniciativa de denunciar um suposto crime de heckeamento, supostamente ocorrido (durante a última gestão), nos computadores do JCB junto ao qual você exerce a função de “Gerente Administrativo-Financeiro”, mesmo que, neste caso, você tenha atropelado um dever hierárquico ao tentar incriminar dois de seus legítimos “patrões”, homens ligados ao clube e ao turfe por várias gerações, pessoas que jamais cometeriam deslizes desta natureza, fato que gerou a imediata retratação do advogado contratado tão logo o caso veio à baila.

Pela sua função como “Gerente Administrativo”, por oportuno, gostaria de saber em qual Delegacia de Polícia você deu parte do sumiço de uma antiga placa do JCB (fundida na década de 1920), que foi parar em uma loja de comércio; da mesma forma o Quadro Social ficaria muito grato se você aproveitasse este momento especial para dizer também aonde foi protocolada a sua prestimosa queixa quanto à saída do Piano de Calda Yamarra; da fonte de mármore e de um número gigantesco de itens que deixaram a Sede do Centro pela portaria dos fundos do JCB durante o último mandato, na sua gestão.

Como “Gerente Financeiro” gostaria que você também confirmasse se é mesmo verdade que o clube pagou R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) ao - felizardo -, advogado que o assistiu na denúncia de heckeamento, quantia esta que seria suficiente para dar um bom passeio pela Europa com direito a assistir o “GP Arco do Triunfo” regado a um bom champanhe francês. 

Quanto ao destino dado a alguns milhões de reais de propriedade dos sócios do JCB, na qualidade, também, de um dos "donos" do clube, eu confesso a você que teria ficado muito mais satisfeito caso a denuncia que foi oferecida ao Delegado, tivesse sido motivada pela divulgação de falsas "Planilhas" por parte do Raia Leve e não de hackeamento o que só fez comprovar os absurdos que foram cometidos com os recursos da nossa pobre sociedade. 

Ainda assim, fique certo que pessoas como você serão sempre muito úteis ao clube, em qualquer circunstância, mesmo nos casos que venham a ferir a verdade dos fatos, originadas ou não por motivos políticos ou ordem superior.

Atenciosamente 

Luiz Fernando Dannemann

José Tito de Aguiar (27/03/2017) - São Bernardo do Campo/SP

Lamentável a postura da revista Turfe Brasil quanto ao resultado da eleição no JCSP, não tiveram a dignidade de colocar nem os nomes dos componentes da nova diretoria. 

Alô Sra.Karol Loureiro, está correto está postura? ou a censura prevaleceu ?

Claudio da Silva (27/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Revendo o tombo do J. Ricardo, acho que faltou reflexo, haja vista que teve oportunidade de pular do cavalo na grama e não o fêz. Assisti na gávea, há muito tempo, o A. Gulart, subir no cavalo e dar impulso pra cair fora da linha dos cavalos que vinham atrás.

Luiz Antonio Molleta (27/03/2017) - São José dos Pinhais/PR

Eu não concordo que um acidente com um jockey ou qualquer outro que seja, que luta para conquistar o pódio do maior vencedor de corridas do mundo, sirva para valorizar o objetivo....

Apesar ser ser ossos do ofício que até poderia ser fatal pela gravidade do acidente, ninguém merece.

Torcemos pelo pronto restabelecimento do J Ricardo.

Mauro Roger (26/03/2017) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Se for preciso o Ricardo volta a montar com uma perna só.

Não vai desistir agora que faltam 31 vitórias para o recorde, depois de ficar quarenta e cinco anos em cima de cavalos,vencido um câncer e um monte de fraturas.

O acidente de ontem vai servir para valorizar ainda mais o seu feito.

Força Ricardo!!!!!!

Marco Antonio Santos (26/03/2017) - Niterói/RJ

Notícias vindo de Buenos Aires, dão conta que o Jockey Jorge Ricardo sofrerá uma cirurgia na perna esquerda ao longo da semana, e que ficará vários meses fora das pistas.

Em entrevista ao site argentino ( Turfdiario.com ) o grande campeão afirmou que o objetivo de chegar ao recorde de vitórias, continua mais vivo do que nunca e que agora é cuidar da recuperação.

Faz parte da profissão, sem dramas !

Luiz Carlos Barbosa (26/03/2017) - São Paulo/SP

Lamentável o acidente do J. Ricardo, já está na hora de nossos proprietários se mobilizarem e viabilizarem a volta do mesmo ao Brasil e ajudarem jóquei a bater o recorde mundial de vitorias, oferecendo montarias com reais chances, assim teremos uma atração maior em nossas corridas.

Sidney Morihiro Kanashiro (26/03/2017) - São Paulo/SP

Incrível. Mais uma vez o magic man Joao Moreira, atualmente um dos dez melhores jóqueis do mundo ganha um gp em meydan dubai com um cavalo japonês numa premiação de 6 milhões de dólares, segunda maior dotação da dubai cup a maior foi ganha pelo americano Arrogate talvez o maior ganhador de todos os tempos parabéns Joao você engrandece nos brasileiros.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (25/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

As pessoas deveriam receber as críticas com resignação, principalmente quando elas são verdadeiras, o narrador Fernando Cury ao invés de se dedicar as narrações, coisa que ele faz impecavelmente, continua dando palpites e influenciando apostadores, no caso a égua Estrela Campeã, pelo que ele disse várias vezes antes do páreo, iria rebocar, mais uma vez não foi o que se viu, a égua simplesmente foi ultimo, o problema do palpite, é que quando eu tenho um palpite ele influencia apenas a mim, mas quem tem um microfone na mão influencia muitas pessoas. Eu acompanhava a triplice cora americana na ESPN e não via os comentaristas fi carem palpitando vários animais, o dia que as pessoas entenderem que esse jogo é a DINHEIRO, e que da palpites não tem nenhuma responsabilidade pelo que fala, talvez as coisas melhorem.

abs a todos

Jadir Gardil (24/03/2017) - Santo André/SP

Acabei de receber uma ligação muito gentil do S. Vanderlei, da Tesouraria do JCSP, me prestando todas as informações necessárias quanto ao recebimento do meu pedido de resgate.

Posteriormente, recebi outra do Sr. Selim Nigri, Diretor do JCSP, tambem me informando do que está ocorrendo e me tranquilizando quanto ao recebimento do meu pedido de resgate, bem como o pagamento de todas as apostas vencedoras de quem quer que seja.

Inclusive, o Sr,. Selim, disse que se eu quiser receber amanhã o valor, poderia me dirigir pessoalmente com o Sr. Vanderlei na Tesouraria, o que sem duvida não é o caso.

Fica aqui então, meus agradecimentos a nova Diretoria do JCSP, pela rapidez na resposta, que era exatamente o que precisavamos, um comprometimento com a verdade.

Parabens

Jadir Gardil (24/03/2017) - Santo André/SP

A unica vez que fiz um pedido de resgate de valor de apostas vencedoras ao JCSP demoraram 30 dias para pagarem, era porque os funcionários estavam em greve.

Na semana passada, fiz um pedido de resgate na segunda feria, e na terça, o dinheiro ja estava na minha conta.

Nova gestão, pedido de resgate realizado em 21/03 segunda feira, e até hoje 24/03, sexta feira, nada.

A unica informação é...."aguardando deposito"

Fica a pergunta, vale a pena continuar apostando sabendo que corre um risco enorme de não receber?, pois ainda deixo um dinheiro para apostas, alem do resgate.

Durante todos meus anos de vida, seja como pessoa, seja como empresario, sempre achei que respostas rapidas e sinceras, alem de procurar soluções que atendam mais rapidamente às pessoas ou clientes é a unica forma de sermos justos e corretos, para que possamos manter nossa credibilidade.

A falta absoluta de qualquer informação(explicação), da margem a va´rias interpretações, certas ou erradas, tais como esta, quem aposta recebe? Caso contrario, o movimento que ja é pifio, vai zerar....um pena.

Nada deste comentario é desabonador aos funcionarios do JCSP, que sempre foram super atenciosos, e como nós, sofrem com os descasos de varias diretorias que passaram pelo JCSP nestes ultimos anos.

Pedro Paulo Gomes (24/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Boa tarde,gostaria de através do raia leve externar minha insatisfação com a falta de empenho do jokey N Silva no primeiro páreo da reunião n*38 do jcrgs(cristal)pilotando o cavalo don purse numero 3,ele mantinha a terceira colocação e nos metros finais ficou olhando para traz aguardando o cavalo de numero 1 passa-lo para que o mesmo fizesse o terceiro lugar ,vergonhosa atitude do jokey,gostaria que a comissão de corridas analisasse.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (24/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Vi a entrevista do presidente do JCRS, falando sobre o porque de apenas 8 páreos por reunião e o atraso no pagamento dos premios. Os 8 páreos se devem pelo motivo do JCRS extrapolar o orçamento. O que me causa surpresa é que ele disse que o JCRS está adiantado frente o JCB. Talvez ele ache que não pagar premios é coisa de turfe de primeiro mundo. Me poupe! O que notei é que todos os hipódromos se penduram no JCB e quando o JCB desfaz qq parceria ficam com esse chororô.

José Flavio Garcia (24/03/2017) - Londrina/PR

Prezado Roberto.

A reunião turfística deste sábado em Cidade Jardim ainda é obra da diretoria anterior. A chapa vencedora de oposição só tomou posse na segunda à noite, quando a programação já estava decidida. As corridas no JCSP, nos atuais moldes, mostram-se deficitárias. Se os prêmios fossem pagos, o rombo ainda seria muito maior. Acho que o atual conselho do clube deveria suspender as carreiras de forma temporária. Tomar conhecimento de todas as dívidas em detalhes. Reunir-se com os representantes dos profissionais, proprietários e funcionários para um acordo que satisfaça as partes e seja realmente cumprido. E só voltar a realizar reuniões com o pagamento normal dos prêmios. Se continuar do jeito que está, o buraco só vai aumentar. Sem pagar prêmios e até apostas, o futuro do JCSP não será dos mais promissores, apesar da mudança de comando.

Roberto Fonseca (24/03/2017) - Brasília/DF

Com três/quatro dias de atual gestão no Jockey Club de São Paulo, faz-se necessário um posicionamento oficial da entidade sobre o que está ocorrendo ou o que será feito. Há rumores de todos os tipos (e um pior do que o outro). Situações que precisam ser explicadas:

1) Funcionários. Como ficará a tão dura vida deles?

2) Pagamento das comissões dos profissionais. Serão suspensos? Jóqueis e treinadores terão animais na pista com comissões atrasadas?

3) Pagamento das apostas. Um clube que não quita os valores pendentes e não dá satisfação não pode continuar a vender apostas, pelo menos é o que eu acredito ser o mais justo e honesto. Há casos comprovados de gente que pediu resgate no fim de semana e não recebeu. Alegam extraoficialmente problemas burocráticos no banco, mas o silêncio oficial permite rumores de todos os tipos.

4) Retomada do turfe (prêmios, chamadas, comissão de corridas, etc)

Claro que o rombo é muito maior do que o imaginado. Torço muito para a recuperação do JCSP. Tenho um animal no clube e minha ideia é continuar lá. Uma das principais críticas à gestão anterior era justamente a péssima comunicação. E a virada do jogo passa por uma maior interlocução com a comunidade turfística.

José Flavio Garcia (23/03/2017) - Londrina/PR

Queda de braço?

A PMU Brasil tentou fechar as transmissões de suas reuniões turfísticas, passando a exibi-las exclusivamente pelo site, via desktop ou mobile. Tinha uma intenção clara com essa decisão. Atender as exigências dos americanos para a implantação da tal pedra única e fortalecer as apostas nas corridas internacionais. Não se importou com as carreiras nacionais e nossos apostadores da internet e teleturfe ao cortar o sinal do YouTube, que era acompanhado em média por mais de 600 seguidores em todo o país. Claro, houve uma grande reação negativa que chegou até a diretoria do JCB. Em comunicado, o clube anunciou no seu site oficial a volta das transmissões nacionais pelo YouTube para amanhã, deixando as internacionais apenas para o site. Já o site da PMU continua com a mesma informação: Assista as transmissões das corridas online exclusivamente no seu site de apostas desktop e mobile. Posso estar equivocado, mas ao que parece houve uma primeira queda de braço entre a parceria, com o J CB nesse primeiro momento mostrando mais força. E que assim seja.

Leonardo Ruas de Oliveira (23/03/2017) - Pelotas/RS

Caro José Flávio

Estou em Pelotas Rio Grande do Sul e com o mesmo problema seu, acompanhava pela smart e agora nada e pela internet só áudio e olhe lá. Vergonha pros turfistas brasileiros, se sujeitarem a favores estrangeiros sem uma melhoria da tecnologias dentro do nosso país. O mínimo pra expandir o turfe era voltar um canal na net disponível para todos pais.

E viva nossos administradores brasileiros. 

Ps. Nunca vi uma empresa que visa lucro (pmu), desmerecer seus clientes a cada atitude tomada, pois quando houve o anúncio da parceria, achei que iriam fomentar e explorar com tudo o nosso turfe, mas que decepção.

José Tito de Aguiar (22/03/2017) - São Bernardo do Campo/SP

Boa sorte aos novos dirigentes do nosso JCSP conhecimento e experiência com certeza não lhes faltarão pois são pessoas ligadas à muito tempo ao turfe e sabem o tamanho do desafio que estão pegando.

Acredito que todos os envolvidos no turfe direta ou indireta estão esperançosos que a médio prazo dias melhores virão.

José Flavio Garcia (22/03/2017) - Londrina/PR

Recebi uma mensagem da PMU sobre esses problemas das transmissões. Nela não há qualquer menção sobre a razão do cancelamento via YouTube. Claro, eles teriam que confessar que foi uma exigência dos americanos para a implantação da pedra única. Para ver as imagens por uma SmarTv eles disseram que bastaria abrir o site da PMU, fazer o login e acessar a Tv Turfe que as imagens apareceriam. Tenho 3 SmarTvs de marcas diferentes. Em nenhuma as imagens apareceram, sendo que numa delas ouve-se apenas o áudio, como se fosse uma rádio. Pelo menos em Londrina, onde moro e a NET não transmite turfe. A verdade é que as imagens só são disponibilizadas para desktop ou mobile. Não é o c aso de uma SmarTv. Portanto, informação falsa. Finalmente sobre a qualidade das imagens. Segundo eles depende da velocidade da sua conexão. Mais uma inverdade. Assim que houve essa mudança, nas imagens via site você tinha 3 opções de resolução de vídeo, inclusive em HD. Como toda a transmissão foi direcionada para o site, surgiram seguidos travamentos. O que eles fizeram? Cortaram essas opções e definiram como padrão uma resolução baixíssima. Os travamentos cessaram, mas a qualidade do vídeo virou um horror, sem a mínima nitidez. A emenda, claro, ficou muito pior do que o soneto. Lamentável sob todos os aspectos, primeira grande decepção com a PMU, que alija do processo os chamados apostadores virtuais de várias cidades, obrigando-os ao desconforto e constrangimento de ficar horas a fio diante de um computador, assim mesmo tenho que engolir imagens de péssima qualidade.

José Flavio Garcia (22/03/2017) - Londrina/PR

Apelo.

Diante das inúmeras reclamações sobre as mudanças nas transmissões das corridas feitas pela PMU, creio que seria pertinente ao Raia Leve se pronunciar sobre o assunto. A saber:

1. Sem qualquer aviso prévio, as transmissões via YouTube, com boa qualidade e acesso fácil por qualquer SmarTV, foram canceladas.

2. As transmissões passaram a ser disponibilizadas ou através de um desktop ou mobile, exclusivamente. Mesmo que se acesse o site por uma SmarTV, quando se abre a Tv Turfe não aparece qualquer imagem, apenas o áudio, como se estivéssemos na era do rádio. Ou seja, pela TV acabou.

3. Caso o turfista fique acompanhando as corridas horas a fio diante de um computador, o que seria reprovável por qualquer ortopedista, terá a decepção de constatar que o site definiu como padrão uma baixíssima resolução de vídeo, deixando as imagens com uma péssima qualidade, sem a mínima nitidez.

4. Muitos turfistas espelhados pelo Brasil não têm acesso a uma agência credenciada em suas cidades. E são eles os mais prejudicados, reféns de um computador e um site que disponibiliza imagens de péssima qualidade. Principalmente depois de se acostumarem a acompanhar as transmissões por uma SmarTv, em HD, confortavelmente com amigos numa sala.

Luiz Eduardo de Freitas Mourao (22/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

O Jockey Club Brasileiro informa que, superados os recentes problemas técnicos, as corridas realizadas no Hipódromo da Gávea e nos demais hipódromos que fazem parte do simulcasting nacional da rede JCB/PMU Brasil, terão suas transmissões retomadas no Youtube a partir da próxima sexta-feira, 24 de março. 

Assim, sempre que tivermos corridas nas praças: Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Pelotas e Recife, e as mesmas sejam integrantes do simulcasting, as reuniões serão transmitidas, na íntegra, ao vivo, pelo Youtube.

Fonte: site JCB

Mario Veloso (22/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

TRANSMISSÃO DAS CORRIDAS

Simples falta de boa vontade em fazer as coisas funcionarem no modo correto

Se podemos dificultar, para que facilitar?

Até para assistir um mero páreo o interessado tem que se cadastrar, dizer mais o que?

José Henrique Fernandes (21/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Boa noite.

Alguém tem notícias do stater Sergio Figueira? Soube que ele estava com câncer e foi submetido a uma cirurgia, qualquer informação favor entrar em contato, email jcarneiro7@hotmail.com

Obrigado.

Roberto Fonseca (21/03/2017) - Brasília/DF

Caro Eduardo, sobre a sua pergunta, não sei responder sobre a viabilidade de ter a transmissão apenas das corridas da Gávea no YouTube. Meu conhecimento sobre players de streamings é praticamente zero. Mas, com a minha experiência no jornalismo, só imagino que seja complicado ter duas transmissões simultâneas (uma para o site com Gávea/internacionais e outra pelo YouTube), com duas ilhas de edição, profissionais separados, etc. Não sei qual seria o custo disso.

No fim de semana da segunda prova da tríplice coroa, a transmissão das corridas internacionais ficou fechada no YouTube. Ficava aquela logomarca azul e voltava na hora dos páreos da Gávea. Tal medida provocou muita chiadeira nas redes sociais.

Vejo como o principal problema a falta de informações ao turfista. Nem o JCB nem a PMU vieram a público informar sobre essa mudança na forma de transmissão pela internet. Do jeito que foi, o turfista que teria que se virar para descobrir o que estava acontecendo. Ontem mesmo, tive enorme dificuldade para ver as corridas no iPhone. Depois de muito custo, descobri que tinha que habilitar a permissão de geolocalização para o Safari. Só dessa forma a imagem é liberada. A qualidade da imagem também precisa ser aprimorada. Para quem estava acostumado com imagens HD...ver borrões é duro de aguentar.

José Flavio Garcia (21/03/2017) - Londrina/PR

Caros Roberto e Mauro.

Há uma saída. Aos apostadores da internet e teleturfe que não costumam apostar nas corridas internacionais. Basta acessar o site do JCSP e TV ao vivo, sem necessidade de cadastramento. E lá se pode assistir a todas as corridas da Gávea, além das reuniões locais. Tudo pelo YouTube. Qualquer SmarTv tem acesso. A transmissão é em HD, mas nas corridas, a qualidade é sofrível. Mesmo assim é a melhor e única opção. Apenas uma questão. Como o JCSP pode transmitir as corridas da Gávea pelo YouTube e a PMU não? Estranho. É possível que Cidade Jardim em breve terá que retirar as corridas da Gávea do YouTube. Aí a vaca vai pro brejo de vez. Fica evidente que tudo isso está acontecendo por imposição dos americanos para que haja a tal pedra única.

Eduardo Santos (21/03/2017) - Rio Grande/RS

Prezado Roberto,

Importante as suas colocações, elas fazem todo sentido, mas será que as transmissões apenas das corridas nacionais via Youtube não é possível? Sinceramente eu não sei, por isso meu questionamento. 

O fato é que o retrocesso é que incomoda. O site da PMU/JCB é lento e as imagens via internet são de PÉSSIMA qualidade.

Engraçado que ninguém fala nada e os apostadores da internet continuam sendo submetidos a tradicional chibata.

Por favor, transmitam as corridas pela internet com o mínimo de qualidade, caso contrário é impossível acompanharmos o esporte. 

A nova geração que não mora no Rio de Janeiro e consequentemente não vai ao hipódromo, dificilmente sai do conforto de casa para ir a um Agente Credenciado.

Roberto Fonseca (21/03/2017) - Brasília/DF

Caros, realmente a transmissão pelo YouTube era excelente. Mas...

Será que não tem a ver com os direitos de imagem das corridas internacionais? As corridas da França são transmitidas via Equidia, que é fechado lá fora. Com o sinal aberto no YouTube, qualquer pessoa teria acesso ao conteúdo, independentemente da região. A mesma coisa vale para Santa Anita. Assistir, ao vivo, as corridas de lá é difícil. O CalRacing, por exemplo, é restrito para pessoas que acessam direto do Brasil. Transmissão de corrida de cavalo pelo YouTube é raro mundo afora.

João Fernandes (21/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Transmissões péssimas em que ninguém sabe nada quando os cavalos cruzam o disco de chegada, nem pela TV nem por eles que transmitem ao vivo, geralmente só depois é que se sabe e para piorar mais as coisas acabaram com as transmissões pelo YOUTUBE, não dizem por que e nem dão nenhum tipo de informação.

Boa tarde a todos e fé na sorte. 

Ps.: Será que um dia vão trabalhar certo ...

Arthur Stern (21/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Realmente uma tremenda bola fora o cancelamento das corridas pelo Youtube!!

Este serviço era excelente não só para quem está no Brasil em regiões não atendidas pela NET como vários exemplos foram dados neste espaço mas também para quem viaja muito para o exterior, trabalhando, aonde às vezes assitir as corridas da Gávea e jogar uma pulezinha pelo teleturfe se torna um excelente passatempo.

Que esta modificação absolutamente sem sentido seja rapidamente revista!

Grande abraço,

Arthur

Mauro Roger (21/03/2017) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Observação sobre o fim da transmissão das corridas pelo youtube.

Quem está no hipódromo ou nos credenciados, tem com quem conversar sobre as provas, trocar opiniões, etc.

Quem como eu acompanha aqui do interior pela internet as corridas, ficou isolado, pois no youtube havia um chat que possibilitava contato com outros turfistas.

Agora, vou fazer meu jogo antecipado e conferir o resultado no dia seguinte.

Parabéns PMU, vocês afastaram mais um das corridas.

José Flavio Garcia (21/03/2017) - Londrina/PR

Adendo.

As transmissões das corridas francesas de hoje, restritas ao site da PMU brasil via desktop ou mobile, continuam de baixíssima qualidade diante da única resolução de vídeo escolhida. Bom lembrar que nas imagens via YOUTUBE o acesso médio era de 600 pessoas. Com essa única opção via site esse número caiu mais da metade. Ou seja, mais de 300 turfistas não acompanham mais as corridas. Se a intenção é diminuir as apostas pela internet ou teleturfe, a estratégia da PMU está dando certo.

José Flavio Garcia (21/03/2017) - Londrina/PR

Prezado Marco Antonio.

Se não bastasse a PMU cancelar as transmissões via YOUTUBE, que eram ótimas, e restringir os turfistas da internet e telefurfe a um desktop, notebook ou mobile, havia no site até domingo três variáveis para definir a qualidade do vídeo: automática, baixa, média e alta, HD. Pois bem. Ontem o site também cortou essas variáveis, fixando como padrão a opção de baixa resolução, o que deixou as imagens borradas, de péssima qualidade. E assim deve continuar pelo jeito. Mais um descaso ao apostador da internet. Incompetência pouca é bobagem. 

PS. Agora em uma smartv se vc acessar o site e ir na opção TV Turfe, abre-se uma janela apenas com o áudio, sem imagens.

Eduardo Santos (21/03/2017) - Rio Grande/RS

Suicídio Comercial é quando o melhor site para transmitir as corridas pela internet é desvinculado.

Descanse em paz, JCB e PMU! 

Inexplicável!!

Luiz Antonio Molleta (21/03/2017) - São José dos Pinhais/PR

Excelente a tomada das imagens do Tarumã na hora da partida. 

Nem de frente, nem de lado. 

Na diagonal. 

E uma câmera só desde o larga até a entrada da reta...

Parabéns a todos. ...

Luiz

Marco Antonio Santos (20/03/2017) - Niterói/RJ

A imagem da corrida esta péssima !

Reage Conde Drácula !

Roberto Machado (20/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

A pmu não tem a mínima noção da dinâmica das apostas no mercado brasileiro. O apostador quer modalidades com acumulação. Continuem com babadinhas duelos garantias ridículas e vamos nos preparar para o fim do turfe. A pmu vai junto.

Haroldo Costa (20/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Realmente mais uma grande perda aos turfistas o término das transmissões das corridas da Gávea via YouTube. Ajudava, e muito, àqueles que ainda insistem em acompanhar as corridas! 

Não tem volta? Ninguém irá se pronunciar?! 

Abraço.

José Flavio Garcia (20/03/2017) - Londrina/PR

Não dá para entender. A PMU estava disponibilizando as imagens das corridas via YOUTUBE com excelente qualidade. Assim, qualquer SmarTV tinha acesso, facilitando as apostas para os turfistas da internet e teleturfe. Eram quase 600 pessoas em média acessando o canal. Pois bem. Isso foi agora cancelado. Só se acompanha as corridas via desktop ou mobile, com imagens nada estáveis na qualidade e com alguns travamentos, principalmente nas transmissões internacionais. Se a intenção é afastar os apostadores da internet ou teleturfe, a PMU acaba de dar um passo gigantesco, que por certo afetará o movimento de apostas. Ver as corridas de um celular ou de um computador, como ú nica forma, é no mínimo um absurdo, um desrespeito ao apostador. Por essas e outras, o futuro da parceria PMU/JCB parece estar com os dias contados. Lamentável.

Francisco Avila (19/03/2017) - Porto Alegre/RS

Impressionante: As indicações de certo "jornalista". Como erra!!!!!!

E muitas vezes indica mal, por não gostar do dono, do cavalo, do treinador etc.

Falta a este " sujeito" imparcialidade, coisa que ele nunca conheceu, pois suas opiniões em tudo que escreve sempre foram movidas a dinheiro e muito bla, bla, bla . Rogando " pragas" e secando as coisas dos outros que ele nunca teve a capacidade de ter. Todos sabem disso, chega a ser ridículo, ele é um ridículo, tem cara e atitudes de ridículo.

Lógico, que todos tem o direito de fazer a indicação a seu gosto.

E como fiquei feliz quando ele indicou o meu Bagé In Concert para terceiro, pois este "sujeito" é quase 200 kgs a mais no lombo de um cavalo.

Frieira, caspa e despeito nunca vai terminar.

Abraço a todos que torceram pela nossa vitória.

Vitória, simples, porém honesta, de uma família que trabalha e vive do turfe e para o turfe há mais de 100 anos!!!!

Francisco Rodrigues (19/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Qual a diferença entre um pareo comum e um de grupo, em relação ao exame antidoping, se os exames para clássicos e grupos, sao realizados lá fora"França ",quer dizer que se algumas substâncias não é detectado nos pareos de turma, então é possível que animais estejam correndo com algumas substâncias que não são detectadas nos exames aqui.

fiquei com essa dúvida alguém entende deste assunto?

Mario Veloso (18/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

JCB - A malograda tentativa de esconder o destino dado aos recursos do clube, em 18/03/2017, por:

Luiz Octávio Manes de Figueiredo

Arthur Eduardo Stern de Freitas

- Primeiros ilustres a fazer menção da administração anterior, pós eleição.

E agora ? 

o que foi apurado até o presente sobre desmandos e desvarios na administração anterior? 

serão jogados panos quentes? ou nada houve? 

foram matérias simplesmente eleitoreira?

o público turfista não merece exposição?

pós eleição só se ouve: SILÊNCIO !!!!!!!

se há caixa preta que a mesma seja aberta; bem como na terra da garoa.

José Antonio Barros (18/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Mais um ato nocivo dessa pmu tirar as transmissões pelo youtube das corridas, quando o site do jcb é uma porcaria e geralmente trava e para, brincadeira isso, tem que se avisar aos responsaveis pelo JCB que lotearam as corridas para esse grupo, que estamos no Brasil e temos o direito de ver as corridas no Youtube tmb que é a melhor transmissão, se querem continuar a abaixar as calças para esse bando estrangeiro que fechem as portas de uma vez.

José Tito de Aguiar (18/03/2017) - São Bernardo do Campo/SP

Parabéns ao grupo de sócios que elegeram nova diretoria para o JCSP que com certeza irão recuperar o que foi destruído.

Boa sorte a todos.

João Orlando Tomczak (17/03/2017) - Curitiba/PR

Essa comissão de corridas do JCB não tem critério MESMO. Suspender o jóquei A.Correia (QUE NÃO FEZ NADA DE ERRADO) e não punir o treinador do JOE PITT (daqueles CAVALO que É uma no cravo outra na ferradura . Por muito mesmo o JCRS puniu por 30 dias o treinador que realizou um golpe como esse do JOE PITT.

Sergio Jose Lessa (17/03/2017) - São Gonçalo/RJ

Duas multas no mesmo dia,mesmo animal.valores diferentes-300,00 e 90,00.

Famous Italian--jóquei- I.Correa- será que foi um comissário ou dois comissários que aplicaram a multa?

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1178548505606972&set=gm.1396871790365227&type=3

João Orlando Tomczak (17/03/2017) - Curitiba/PR

O Cristal ficou louco. Querer concorrer sábado dia 18-03-17 com SP e Gávea e sem simulcasting.

De minha parte, nem quero ver a programação do RS. Porque não fazer nas tradicionais quintas-feiras, como de hábito há muito tempo.

Flamarion Fuhro (16/03/2017) - Campinas/SP

Um alento para os profissionais, proprietários e funcionários do JCSP, com a eleição da chapa Jockey do Futuro.Confiamos em que, pelo menos, sejamos ouvidos em sugestões ou mesmo críticas, para o soerguimento do nosso JCSP. Com certeza, como já havia escrito neste espaço há 1 ano atrás, voltará o Jockey a ser um espaço onde os amigos se encontram,os churrascos se realizem nas cocheiras,os leilões retornem a pujança que sempre tiveram.Tenho saudade da época em que nossa única preocupação eram com as trocas de pista, vejam que ironia!! Tenho certeza que, mesmo que haja alguma demora para a normalidade , caminharemos pela trilha certa para que isto ocorra e , para isso ,contaremos , sim, com a colaboração do mais humilde funcionário ou cavalariço até o mais alto dirigente ou grande proprietário e criador!! Flamarion Fuhro

José Flavio Garcia (14/03/2017) - Londrina/PR

Os sócios ativos que restaram no JCSP, e não são muitos, pelo menos tiveram um momento de bom senso e lucidez. Afastaram através do direito sagrado do voto a atual diretoria do poder, em eleições realizadas nesta terça. Não importa a diferença de votos. Importa que Eduardo da Rocha Azevedo e colaboradores saíram de vez, depois de duas administrações que quase levaram o clube à falência. E como diria o grande filósofo contemporâneo Tiririca, pior do que está não fica. Essa é a esperança de todos os turfistas, proprietários e criadores brasileiros, todos interessados no reerguimento do Hipódromo Paulistano.

José Flavio Garcia (14/03/2017) - Londrina/PR

Se há critério na CC, V. Gil deveria ser suspenso mais uma vez por 30 dias. Na mesma Daffy Girl, o piloto repetiu exatamente a direção anterior, quando foi punido por ?imperícia?. Só que dessa vez a égua estava aguerrida, pois vinha antes de longo recesso, e venceu. Mas a condução de V. Gil foi clone da outra.

Miguel Barros Camara Leão de Souza (14/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Francisco Rodrigues

Você se antecipou e escreveu basicamente o que eu ia colocar nesta mensagem. O cavalo CANADIAN BOY ontem eleito favorito com Vagner Borges aprontou mais uma vez das suas famosas manhas e não passou de um terceiro lugar. Devo lembrar ainda que ontem ele entrou na reta por dentro como gosta e na hora que seu jóquei tentou arrancá-lo para fora deu de cara com RÍSPIDO com seu jóquei maliciosamente indo para dentro, atrapalhando o referido animal. Neste momento as manhas de costume apareceram no nosso bem conhecido CANADIAN BOY e ele terminou na terceira colocação. Será que irão suspender o Vagner Borges também? Só ironizando mesmo aquela punição imposta ao Alexandre Correia.

Abs

Miguel Leão

José Flavio Garcia (14/03/2017) - Londrina/PR

Triste fim?

A programação turfística desse final de semana traz uma constatação melancólica para o Hipódromo Paulistano. Enquanto na Gávea serão disputadas 39 carreiras, o Cristal promoverá 11, Tarumã 9 e Cidade Jardim 8. Portanto, o JCSP aparece em 4ª lugar, único sem pagar prêmios, coisa impossível de se imaginar tempos atrás. Pior. Entre arquibancadas e corredores hoje às moscas, os turfistas paulistas tomaram conhecimento de que a chapa da situação, liderada por Ricardo Vidigal, deve vencer até com facilidade as eleições. Isso significa, em tese, que nada mudará no JCSP. Muitos opositores já fazem contagem regressiva, pois a previsão é de que ainda em 2017 o clube encerrará suas atividades. Ou por decisão do Ministério da Agricultura (MAPA), ou da Justiça do Trabalho ou por uma inadimplência generalizada. A propósito, quando isso acontecer, os sócios não terão do que reclamar, pois foram subservientes e, pior, omissos.

Francisco Rodrigues (14/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Para corroborar com o turfista miguel leão, sobre o rigor da punição no A Correia. 

cavalo como todos sabem de dificil direção Cerqueiro. 

hoje 13 /03 tomou um pau do joquei V borjes. e agora como fica pegou uma turma desfalcada e pareo vazio.a C C não pode ir na grita de amigos de jogo.turfista tá sempre reclamando quando perde

Celso Nogueira (13/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Fico indignado com o agente credenciado da ilha do governador o Rturfe - atençao PMU e diretoria do jockey clube do rio de janeiro e inadmissivel que varios apostadores chegam naquela agencia e nao tem um programa das corridas la de fora o que tem e uma xerox colada na parede e nos apostadore tem que olhar e anotar num papel pra podermos fazer nossos jogos - agora imagine os senhores uma quantidade de 10 apostadores ter que olhar ao mesmo tempo o programa coloca na parede pra poder jogar isso e o cumulo tao querendo acabar tambem com as corridas do rio sera que acabando as corridas do rio o terreno do jockey vai virar cassino

José Tito de Aguiar (13/03/2017) - São Bernardo do Campo/SP

Amanhã os sócios do JCSP terão a oportunidade de dar chance a outras pessoas tentarem reverter a atual crise que esta passando o turfe de São Paulo e por tabela atingindo todo o turfe nacional.

É a hora da virada, que os sócios reflitam bem antes de votarem.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (13/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Quando alguem acerta uma poule de 80 por 1, com certeza o fez pois tinha um palpite e resolveu arriscar, não vejo motivos do porque essa pessoa deveria reclamar junto a CC, agora dizer que não existe mutreta e que tudo é perfeito, é ser muito corporativista, e esse é um dos motivos para que o volume de apostas continue estagnado. 

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (13/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

A corrida de sábado foi bem interessante no 2º páreo o animal JOHNNY THUNDER, trocou de linhas e prejudicou o animal MENTIROSO, mas como já era de se esperar a CC usou a fita métrica e depois de vários calculos, envolvendo a hipotenusa do quadrado dos catetos, a distancia do sol para marte, julgou improcedente a reclamação, já que o joquei não apresentou o raio X da fratura exposta, estou começando a achar que esses comissários ficam dormindo ou jogando paciencia enquanto os páreos são corridos.

Claudio da Silva (13/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Não consegui entender, o cavalo que ganhou a primeira prova de Gr. 1 do Haras Nacional, melhorou uma enormidade, largando na pedra 15.Vamos esperar os 2400 metros. se confirma.

Robson dos Santos (13/03/2017) - Macaé/RJ

Belíssima a cerimonia de entrega das taças do GP Diana. Quanta generosidade do criador , derramando-se em elogios à atual administração do JCB , que lhe dá sorte e muita sorte.

A gratidão e o reconhecimento são sempre bonitos de ver , ainda mais quando justos.

Uma parceria ( quase ) de amor que alcança as estrelas : administração JCB e Haras Doce Vale.

Tem tudo para ingressar na história do turfe brasileiro , quiçá mundial .

Pasqual Evangelista (13/03/2017) - Valinhos/SP

TIRO CERTO TIRO ERRADO

Só acerta uma poule de 80 quem tem informação ou que joga nas corridas sem analisar retrospecto. Qualquer análises que se faça considerando tempo, ou os melhores jóquei ou treinador ou proprietário não se encontra uma poule de 80.

Eu gosto de corridas honestas porque gosto de analisar antes de apostar. Agora para quem joga aleatoriamente até que pode ser bom a desonestidade.

Mauro Roger (12/03/2017) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Sobre as últimas postagens quanto aos tiros que são dados na Gávea.

Imagine a seguinte cena;um apostador sortudo , acerta uma ponta de 80 por um e se dirige indignado à comissão de corridas porque viu que o páreo foi mole e ele quer corridas honestas!!!

Sabe quando? Quando a galinha criar dentes

Ah, nosso "Itajarinha" ganhou grupo um neste sábado nos Estados Unidos.

Não joguei um centavo, mas fui dormir feliz da vida!

Pasqual Evangelista (12/03/2017) - Valinhos/SP

TIRO CERTO TIRO ERRADO

Tenho uns 15 anos de turfe a mais do que o sr. Leonardo Ruas de Oliveira e queria discordar dos tiros dados no passado e os atuais. Alias nem chamaria de tiro o que acontece hoje. Tem um nome mais apropriado e muitas vezes consideramos que esses "tiros" são benéficos para o clube. Para acumular ou engordar os páreos especiais e torná-los atrativos.

Vejam os resultados de hoje. Considero o resultado dos 7 primeiros páreos normais (seria sem graça um turfe totalmente lógico). Mas dois dos 3 últimos páreos não são normais. Poderíamos considerá-los normais se ocorressem esporadicamente mas não eles são frequentes. muito frequente. Tão frequente que tendo dinheiro da para investir nesses páreos Escolhas os jóqueis com média para baixa avaliação nas estatísticas e jogue em alguns deles. Vai ter lucro.

Mas isso que acontece já me fez mudar o jeito de estudar o retrospecto de uma corrida. Se um animal correu nos últimos páreos do dia com poule baixa e se descolocou desconsidero aquela corrida da minha análise.

Tenho escrito o obvio aqui. Nada de novo para quem acompanha o turfe diariamente.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (11/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Muito me estranha a Sra. Juliana Dias, achar "absurdo" o rateio de Reina Loca, uma égua que corre claiming H, não merecia mesmo um rateio menor, o que me espanta é ela dizer que o rateio estava muito alto, e no fim do páreo a égua chegou onde deveria ter chegado, em último. Fico pensando se isso é apenas para vender jogo, pois como palpite tem que melhorar muito.

Tudo que escrevo aqui, é baseado em coisas que aconteceram, nesse caso tudo é FATO, não faço advinhações.

abs a todos

Leonardo Ruas de Oliveira (11/03/2017) - Pelotas/RS

"Tiro certo e tiro errado"

O tiro, como alguns se mostram indignados em certos páreos da gávea sempre existiu em todos os hipódromos do mundo desde que me conheço por gente e que acompanho o turfe a mais de 30 anos, sempre irá existir e faz parte desse esporte das rédeas que amamos, sendo que na maioria das vezes este tiro é mal dado cujo o fracasso não é visto por aqueles que criticam quando acontece uma vitória sem retrospecto ou pela mudança de drástica da forma como alguns animais ganham ou fracassam, cavalo não fala se tá com dor se dormiu mal se está fadigado isso também faz parte do turfe, cabe apenas aos comissários analisarem os fatos e tomarem as decisões cabíveis de suspensão aos profissionais, e aos turistas analisarem as variantes e jogar em suas percepções, porque até hoje nunca vi ninguém reclamar de que acertou um páreo em um tiro certo em que aconteceu, ai todos ficam calados e comemoram os ganhos como se tivessem dado tacada. E outra tá na hora de pararmos de ser hipócritas reclamando de coisas que sempre aconteceram no turfe de dar tiro ou puxar um cavalo, sou contra doping ou uso de medicação proibida isso sim faz denegrir e manchar o turfe o resto sempre irá existir e cabe a nós ter o feeling ou a sorte de acertar o tiro. A partir de hoje vou ficar observando quem vai reclamar que acertou um páreo com um tiro dado, quero ver aparecer alguém, pois até hoje nunca ninguém reclamou de ter acertado o tiro.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (11/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

As corridas realmente são apaixonantes, os turfistas sempre buscando as melhores informações, resta saber onde se encontram as ótimas informações. Ontem o animal Imperial Bali venceu facilmente por vários corpos sem levar uma chicotada sequer, pagando mais de 9 por 1, para aqueles que gostam de informações precisas, aqui está o comentário do joquei sobre esse animal:

6º páreo - IMPERIAL BALI

"Égua que tinha um início de campanha bem regular e na última reapareceu um pouco acima do peso não tendo um bom percurso. Agora, mais aguerrida e com um pouco mais de sorte, deve brigar por uma colocação."

Realmente brigou por uma colocação, a de primeiro lugar!!!!! rsrs

Será que existe mesmo alguem que queira ajudar o apostador?

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (11/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

A Comissão de Corridas como a "grande Dona da Verdade" deveria antes dos páreos assumir a postura dos proprietários e treinadores, dizendo como cada cavalo deve correr, fulano vc vai pra frente, beltrano, vc corre na cerca e na reta arranca pra fora, cicrano, vc deve dar 387 chicotadas no seu animal durante o percurso, dessa maneira não haveria joqueis suspensos por conduções duvidosas, e antes dos páreos avisaria aos joqueis, se não houver fratura exposta com a apresentação do raio x, não adianta reclamar, pois não iremos desclassificar.

Resolvido o problema, a Comissão de Corridas soberana.

Waldir Alves de Souza (11/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

TV TURFE

Mais uma vez, a TV Turfe peca rotundamente nas tomadas para largada do primeiro páreo de hoje. Atitude de amadores!!!

O ideal para todos os apostadores, e, inclusive, para os comissários julgar eventuais prejuízos na largada, seria dividir a tela na horizontal para analisar com mais exatidão as provas, principalmente aquelas com largadas no prolongamento da reta. 

O que se percebe de forma cristalina é que não existe o menor interesse da parte de quem comanda os destinos do Turfe em melhorias visando o estudo dos apostadores. É patético!!! 

Inadmissível e total falta de respeito!!!

Ninguém consegue acompanhar seus escolhidos nos primeiros 200 metros!!!

Vergonha!!!

Roberto Machado (11/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Mais uma vitoria que não tem explicação essa do cavalo Joe Pitt do treinador J.A.Lopes realizado no 5o. pareo.

E assim o turfe do Rio de Janeiro caminha para passos largo para sua completa destruição.

Que falta ira fazer ao treinador se levar uma suspensão de 30 (trinta) dias, se tudo irá transcorrer como se nada tivesse acontecido, basta colocar o segundo gerente como o responsável de seus animais.

E assim sucessivamente os tiros vão surgindo mais e mais na gávea.

Uma vergonha.

Abraços

Roberto Machado

Pasqual Evangelista (10/03/2017) - Valinhos/SP

7º Páreo de 10/03/2016

O favorito de 2,20 n.6 dirigido pelo W.S.Cardoso e treinado pelo L.A.Fernandes Fº saiu em disparada atrás dos animais 5 e 2 perdeu a corrida, perdeu a dupla e perdeu a trifeta. Nós apostadores perdemos tudo isso também por acreditar no melhor animal e num dos melhores jóqueis do páreo. Não deveria haver uma investigação do porque ele procedeu dessa forma?? Todos que assistiram o páreo sabia que ele não chegaria antes mesmo de começar a curva. Isso é imperícia? para ser gentil...

Pasqual Evangelista (10/03/2017) - Valinhos/SP

SUGESTÃO PARA PMU

Para tirarmos vantagem da Pedra Única com a Europa seria fornecer o máximo de informação para nós apostadores brasileiros. Quanto mais nós apostadores brasileiros ganhássemos mais aumentaria o movimento de apostas do JCB. Com a pedra única não precisa ter a concorrência que temos quando apostamos aqui.

Se olharmos os retrospecto fornecidos pela PMU aos apostadores se percebe uma "preguiça terrível" que vai contra minha sugestão. Mal feito, com falta de informações vitais para uma corrida como por exemplo citar a pista da corrida no retrospecto, citar a pista onde a prova será disputada , não informar as corridas fora da França e muitas outras informações que um apostador saberia dizer que é importante para ele. O retrospecto é um "engana trouxa".

Ao invés de gastar dinheiro com tantos comentaristas usem essas pessoas para criar um sistema de informação decente. Nem precisa de gênios para isso. Existem exemplos deles que podem ser úteis para nós (vejam esse site http://www.geny.com/stats-pmu). Como esse existem muitos outros.

A contribuição de um comentaristas nas corridas Europeias é quase nenhuma. Tudo que eles falam se pode ler na tela de transmissão e é uma encheção de linguiça que dá dó.

Espero que considerem essa sugestão.

Pasqual Evangelista (10/03/2017) - Valinhos/SP

PUNIÇÃO A JÓQUEI POR FALTA DE EMPENHO.

Não sei se foi justa a punição ao A.Correia, mas espero que as pessoas não critiquem a CC por essa atitude. Alias deveríamos criticar pela falta de empenho de alguns jóqueis com poules de favorito ou poules abaixo de 3x chegando sempre nas últimas colocações. Basta ver os resultados dos últimos 5 páreos dos últimos meses. 

É fácil de pesquisar. Basta entrar na pasta Race Day, selecionar o mês e a data desejada, mande expandir todos os páreos e se quiser analisar só os favoritos procure do lado direito da poule um asterisco em amarelo. Sempre que encontrar um desses depois do 4.lugar anote o nome do jóquei, do treinador e do proprietário. No fim veja quais jóqueis, treinadores e proprietários deixaram de ganhar com os vencedores. Desconfiem daqueles que são frequentes nessa pesquisa.

E isso parece um conflito de interesse pois para o JCB e a PMU manter a quinexata acumulada era uma fonte de receita muito grande. Valeria a pena punir um jóquei por isso. Por favor temos todas as informações disponíveis no JCB para verificar isso.

Artur Martins (10/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Que bom ver novamente os vídeos da Teresa Morgado, que sempre ajudam bastante os turfistas, principalmente pela transparência e sinceridade dos entrevistados. Estou sentindo falta nesta sexta-feira (dia 10/03/17) do vídeo com a Vitória Mota. Já vi o vídeo do B. Pinheiro e gostei bastante. Gostaria de sugerir que as entrevistas fossem abertas registrando os dias a que as corridas se referem, bem como colocar nos vídeos que aparecem na aba lateral do blog esta informação da data. Hoje cliquei em vários vídeos da aba lateral, procurando o vídeo da Vitória, e eram bem antigos. De qualquer forma, o trabalho é excelente e a Teresa atenciosa, pois nunca mais esqueceu de pedir a melhor montaria de cada dia aos jóqueis. Seria bom também pedir aos treinadores, como o Reizinho, quando entrevistado.

Um grande abraço e mais uma vez parabéns.

Mirabeau Porto (10/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Caro Cyro.

Também gosto das corridas de trote, seja "trote atrelado" ou trote montado.

Ocorre que, diferentemente das "corridas de cavalo" como as conhecemos aqui no Brasil, ("flat races") onde a velocidade e a estamina são fundamentais, no trote a habilidade em se destacar dos demais competidores exige do animal e do seu condutor a capacidade de "trotar" mais rápido.

Nas corridas de trote, se o animal "galopar", volta no páreo para a última colocação ou é desclassificado.

São esportes diferentes!

Da mesma forma como o "steeplechase" ou "hurdles races". Conjugam velocidade com habilidade para saltar sobre sebes ou obstáculos fixos, ao galope.

Turfe, na minha ótica, é velocidade pura para vencer determinada distância.

Penso que as modalidades esportivas deveriam ser tratadas pela crônica especializada de maneira distinta:

1) TURFE:

1.1) Corridas rasas ("flat races"), destinadas às raças puro-sangue inglês, quarto de milha ou árabes;

1.2) Corridas sobre sebes ou obstáculos, para puro sangue inglês ou mestiços;

1.3) Trote atrelado ou montado.

Estas modalidades admitem apostas oficiais na maioria dos países.

As demais disputas hípicas poderiam ser elencadas, a título de exemplo, como:

1) Hipismo propriamente dito (salto, adestramento, concurso completo ("Three day event" ou "concurso completo");

2) Polo;

3) Outras, que em geral também não são objeto de jogo oficial.

Só me incomoda a forma como a crônica especializada se refere a "corridas de charrete".

Seria como escrever que "" a "barrigueira" do cavalo X se rompeu nos últimos trezentos metros do páreo, a "sela" escorregou causando a queda do "cavaleiro"...

Apenas sugiro respeito à terminologia turfística.

Abraço. Mirabeau

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (10/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Sobre o que postou o Sr. Miguel Barros Camara Leão de Souza, resoluções da Comissão de Corridas são quase sempre muito estranhas, dificilmente desclassificam um animal, usando um método arcaico para fazer os julgamentos, ou seja o animal 1 prejudica o animal 2, o animal 2 reclama, e a Comissão de Corridas como fosse uma mãe Dinah, simplesmente diz que mesmo sem o prejuizo o animal 2 não venceria, acho que na mesa dos comissários deve existir uma bola de Cristal, numa corrida nos Estados Unidos, o animal que chegou em 7º lugar reclamou do que venceu, resultado o reclamante foi para sexto e o vencedor para sétimo, isso jamais a conteceria na Gávea. Minha opinião é que prejuizo é prejuizo, não posso julgar o que eu "acho" que iria acontecer, e sim o que aconteceu. Quanto a falta de empenho não vi nada no filme que pudesse condenar o A. Correa, mesmo pq joguei a dupla , Atchim/Canadian e o resultado me pareceu normal.

Cyro Queiroz Fiuza (09/03/2017) - São Paulo/SP

Prezado Mirabeau,

Obrigado pelas explicações!

Eu sempre admirei as corridas de Trote. Deve ser por herança, já que meu pai, também cronista de turfe, fazia a cobertura nos tempos de muito espaço para o turfe na imprensa.

Certa feita, os cronistas organizaram um páreo só deles em Vila Guilherme, mas eu ainda era muito garoto para acompanhar. Montaram, entre outros, Marcondes Netto, Cyro Fiuza, Gilberto Gouvea, Paula Ramos, Henrique Assumpção, José Savóia, Lula Lobo. Contam as histórias que não fizeram feio!!

Há cerca de 10 anos, quando eu era gerente de comunicação do JCSP, convenci a diretoria a abrir uma reunião com um páreo de Trote, que foi feito sem apostas por questões de antidoping. Foi um sucesso, um espetáculo a mais para o público, e para uma delegação de cerca de 200 pessoas que vieram do interior paulista - antigos adeptos do Trote em Vila Guilherme.

Com o advento das plataformas eletrônicas, voltei a ver os páreos de Trote, principalmente os de Northfields. Foi uma escolha ao acaso, ainda não sei dizer se é o melhor prado disponível no momento para esse tipo de jogo!

Forte abraço

Mirabeau Porto (09/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Cyro.

No trote atrelado, o nome em inglês da "aranha" é "sulky". Em francês também é "sulky", pronunciado "sul-kí". Que bom que alguém ainda se lembra da Vila Guilherme.

Forte abraço. Mirabeau

Carlos Roberto dos Reis (09/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Bom dia:

Quero parabenizar a comissão de corridas do JCB, pelas suspensões aplicadas aos joqueis A. Correa e ao B. Pinheiro. Apesar de ser um admirador e gostar muito do B. Pinheiro, vendo várias vezes o repley do páreo reparei que foi uma direção muito infeliz do citado jóquei. Se o W.S. Cardoso não desse uma alça no seu pilotado certamente teria caído.

Quanto ao A. Correa reparei que cavalo montado por ele seria uma grande barbada. Vamos ver na próxima corrida na pista de grama.

Roberto

Mauro Roger (09/03/2017) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Grande Paulo Gama.

Obrigado pela gentileza da resposta.

Já que o Ricardo não pode vir, vou providenciar minha ida à capital argentina,claro, levando a bandeira do fogão.

Quem sabe se forma um grupo de brasileiros para viver de perto este grande dia?

Tô dentro.

Abs,

Cyro Queiroz Fiuza (09/03/2017) - São Paulo/SP

TROTE

Caros amigos, conheci o Hipódromo de Vila Guilherme, na zona norte da capital paulista, em meados dos anos 80. Era a sede da Sociedade Paulista de Trote e promovia corridas semanalmente, até ser desapropriado e transformado no Parque do Trote.

Como jornalista de turfe, ainda tive a oportunidade de cobrir o final dessa trajetória, pois o jornal Diário Popular dava um pequeno espaço para a atividade, no início dos anos 90. Pelo que me lembro, o nome utilizado para as charretes era SILK, que nada mais é do que o termo norte-americano usado até hoje.

Tem-se comentado muito aqui das corridas de "charretes" francesas, mas o termo correto para o esporte é TROTE. Na América do Norte, o Trote também é muito popular, sendo que Meadowlands, em New Jersey, é talvez o maior e mais bem equipado hipódromo da categoria.

Paulo Gama (09/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Recorde na Argentina

Caro Mauro Roger. Em resposta a sua postagem devo dizer que dificilmente o recorde mundial de vitórias de Jorge Ricardo deixará de ser batido num dos hipódromos argentinos. Conversei com ele sobre este assunto há uns dois meses. Utilizei argumentos parecidos com os seus para que estudasse a hipótese de chegar ao topo do mundo na Gávea, o seu palco maior. Ele me explicou que ano passado chegou a conversar com alguns dirigentes do clube carioca sobre a possibilidade de voltar a montar aqui. Ficaram de lhe fazer proposta para o seu retorno, mas nunca mais voltaram a falar no assunto. Ele considera que agora, bem perto do grande feito, viajar para o Brasil com este objetivo seria injusto com os seus fãs argentinos. Durante o período em que esteve doente, Ricardo recebeu incontáveis manifestações de solidariedade dos argentinos. No dia de sua volta as pistas foi ovacionado pelas tribunas do hipódromo e recebeu salva de palmas dos colegas jóqueis no vestiário. Se conheço bem o Ricardinho, acho difícil que ele mude de ideia agora. Um abraço.

Mirabeau Porto (08/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Paulo Gama.

Admiro seu trabalho e acompanho suas crônicas. Penso que você representa, com brilho, um dos últimos cronistas de turfe do País. Na esteira dos melhores que já tivemos. Tinham um espaço cativo, reservado, se não me falha a memória no alto do lado esquerdo da Tribuna dos Profissionais.

Tinha até a Associação dos Cronistas de Turfe... Tempos idos.

Apenas uma observação: em sua crônica "Alfredo Gaitan sonha correr...", publicada em 06/03 por este Raia Leve, você volta a repetir o termo "corrida de charretes".

Ainda que este termo possa ser utilizado pejorativamente por turfistas que escrevem para este Raia Leve, penso que você, como cronista de turfe, deveria utilizar o termo "aranha", como são (ou eram) designados os veículos no trote atrelado, em bom português.

Bem popular há decadas, o esporte mantinha um hipódromo só para as corridas em São Paulo. Hipódromo de Vila Guilherme, mais especificamente.

Corridas sob obstáculos (sebes) também aconteciam no antigo Derby Club.

Não sou fã, em absoluto, do trote atrelado (ou montado, que seja).

Fica apenas o comentário.

PS: que fim levou a biblioteca do JCB, para a qual doei tanto material? Muitos livros, coleções anuais completas, encadernadas e em excelente estado de conservação, da revista editada pelo Briani? Onde isto foi parar??? 

Um abraço. Mirabeau

Miguel Barros Camara Leão de Souza (08/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

PUNIÇÃO IMPOSTA AO JÓQUEI ALEXANDRE CORREIA

Venho aqui manifestar minha estranheza quanto à punição imposta ao jóquei Alexandre Correia pela sua condução no dorso do animal CANADIAN BOY no oitavo páreo da última segunda feira. Esta punição de noventa dias por falta de empenho daquele profissional, em minha opinião que acompanha turfe há quarenta anos, foi no mínimo rigorosa, para não dizer totalmente equivocada. Primeiramente porque este cavalo é sabidamente manhoso e de difícil direção, já tendo aprontado com outros jóqueis. Corre de antolhos, costuma se atirar para dentro e invariavelmente dá vantagem na partida. Quem tiver a curiosidade de assistir o replay da prova ( https://youtu.be/jqRsAWX0lf0) , irá observar que o cavalo ao entrar na reta estava entre os quatro últimos colocados. O jóquei B.Pinheiro com OLIVE OIL foi ligeiramente para dentro e fez com que o A. Correia viesse com seu animal por fora. Quando este piloto na altura dos 300 metros finais deu intenção com uma chicotada de direita, o cavalo se atirou v iolentamente para dentro. O seu piloto neste momento tinha duas opções na carreira: ou trocar o chicote para mão esquerda ou vir puxando a cana de rédea para fora e trazer seu animal na remada. Optou pela segunda forma e perdeu por meio corpo. Não vejo nisso dolo nem falta de empenho, até porque estas corridas com cerca móvel de doze metros na reta final são sempre mais complicadas para os pilotos. O argumento que ele não usou mais vezes o chicote em minha opinião não serve como motivo de punição. Este animal tal como na corrida anterior quando perdeu em cima, rende o máximo quando corre por junto à cerca interna, algo que não foi possível pela presença de animais mais ligeiros que largaram por dentro e buscaram antes dele o lado de dentro da pista. Ao ter de vir por fora, aconteceram as manhas que já enganaram outros jóqueis em mais de uma oportunidade. Meu raciocínio é simples: SE ELE TINHA INTENÇÃO DE NÃO SE EMPENHAR, ERA AIS FÁCIL LARGAR MAL COM CANADIAN BOY. Ele já havi a feito isso em outras corridas. Sou sempre favorável à lisura das corridas e não vi nada de absurdo que justificasse tal castigo. O Haras Santa Maria de Araras curiosamente teve seus dois pilotos suspensos num curto espaço de tempo Gostaria mesmo que outros turfistas que são frequentadores assíduos deste espaço democrático após reverem o filme acima, manifestassem suas opiniões sobre a decisão tomada neste caso pelos nossos polêmicos comissários de corridas. 

Abraço a todos. 

Miguel Leão (www.miguelleao.com)

Marco Antonio Santos (07/03/2017) - Niterói/RJ

A todos que queiram acompanhar a escalada do J Ricardo ao topo do ranking mundial de vitórias.

Podem assistir pelo site : www.laplataturf.wixsite.com , entre pelo google.

José Tito de Aguiar (07/03/2017) - São Bernardo do Campo/SP

Não entendi a tática de corrida no Latino do V Gil e o A Domingos principalmente este com experiência internacional entrando na reta final praticamente ultimo e penúltimo. Será que acharam que eram grandes barbadas e que não tinham adversários? Será que valeu barrarem o L Henrique?

Estranho que ninguém postou nada a respeito.

Mauro Roger (07/03/2017) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Caro Paulo Gama.

Acompanho sua cobertura diária sobre a saga do J. Ricardo em busca do recorde mundial de vitórias.

Agora, só faltam quarenta e três.

Diante da proximidade de ocasião tão especial, me ocorreu lhe perguntar se o Ricardo admitiria alguma possibilidade de tentar estabelecer o novo recorde no Hipódromo da Gávea.

Em caso de resposta negativa, morreu o assunto.

Mas, se voce tem a informação de que o Ricardinho estaria disposto a conversar sobre tal situação, me permita a liberdade, estou lhe INTIMANDO a deflagar a campanha RECORDE MUNDIAL NA GÁVEA, ou coisa do gênero.

Me nego a crer, se houver ver esta chance, que o Jockey Club Brasileiro, a PMU e os turfistas de primeira linha do Rio não se movimentem neste sentido.

Num país onde o turfe é um esporte tão restrito, surge um profissional capaz de obter um resultado de tal magnitude,o cara é carioca do Leblon, botafoguense e vai fazer a festa na Argentina??

Claro, Ricardo só chegou a este número porque foi para lá, onde disputou um número maior de carreiras do que faria se permanecesse no Rio, mas a casa dele é a Gávea!!!

Estamos em Março, O GP Brasil é em Junho.

E se os deuses do turfe conspirarem para que na data do GP Brasil, Ricardo esteja "na boca" de bater o recorde?

Vai passar tudo em branco dentro de um esporte que precisa desesperadamente de divulgação para renovar seu público?

Querido Paulo,aguardo sua resposta porque se o Ricardo topar vir e ninguém fizer nada é melhor fechar o hipódromo e deixar que alguns assistam pela tv estas malditas corridas de charretes e trote atrelado da França.

No aguardo....

João Fernandes (06/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Faltou jockey no El explosivo, infelizmente, Boa noite.

Leandro Lobo (06/03/2017) - Campo Grande/MS

Parabéns ao Raia Leve pela matéria do Sr. Demetrio. Pena que há tão pouca literatura sobre o assunto (pedigrees) atualmente nos sites tupiniquins.

Jairo Miller Ramos (06/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Bom dia 

Sexta Feira fiquei impressionado com o que vi acontecer. Gostaria de saber o que faz um proprietario de uma farda tão conhecida e um treinador de nome conhecido no meio turfistico, trazer um cavalo que correu provas de Gr 1 e vir correr um clayming pifio no vlr de 3.000,00.

Acho isso uma afronta com os apostadores , reaparecer um cavalo que vinha de correr um Gr 1 p correr esse clayming e o pior o cavalo não figurar em parte alguma do percurso, que vergonha p o treinador e o proprietario compartilhar c isso.

Isso na minha opinião se chama não ter amor ao cavalo

Estou falando de Bryan Adams.

João Orlando Tomczak (06/03/2017) - Curitiba/PR

Com quadrifeta acumulada no último páreo de Valparaiso, a TV jockey do JCB fica fazendo propaganda enganosa por vários minutos ao invez de comentar o páreo. É uma vergonha. Falando de DUELO

Mario Veloso (06/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Mauro

Eu que conheço o Diogo pessoalmente posso firmar; trata-se de um rapaz ímpar, muito gente boa, correto e carismático, feliz tal qual pinto no lixo com a breve chegada do filhote.

Mauro Roger (05/03/2017) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Venho a este espaço parabenizar o filho do Sr Sinval Domingos Araújo,cujo nome desconheço e é titular do Haras do Morro.

Na reunião de sexta-feira, quem assistiu as corridas pelo youtube e participou do chat, no primeiro páreo, pode receber a informação do proprietário que seu cavalo era barbada, ainda usou a expressão "páreo corrido".

O cavalo foi prejudicado e ainda venceu. 

Posteriormente, avisou que na corrida de ontem, sábado,Joka Tango ia pagar pule.

O cavalo pagava 6,9, perdeu por pescoço e deu um placê de 3,20.

Parabéns pela iniciativa de vir a público espontaneamente dividir com os apostadores informações preciosas quanto ao desempenho dos animais.

Sucesso ao Haras do Morro que já vem ganhando até na Argentina.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (03/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Que a PMU ou a TV Turfe, tome alguma providencia. Esses comentarias devem achar que os turfistas são "bobos" e que acreditam que eles jogam mesmo essas quadrifetas de favoritos, que quando dá (não me recordo se já acertaram) geram rateios baixissimos, essa desculpa de ajudar o apostador, está mais para quebrar o apostador, será tão dificil que eles apenas façam os comentários após os páreos? O sonho do senhor Celson Afonso era "acertar" a quadrifeta do 3º páreo para engordar o jogo da quinexata. Pelo jeito não vai engordar nada.

Pasqual Evangelista (03/03/2017) - Valinhos/SP

PMU - Transmissão ainda

Porque não transmitir as corridas que pagam melhor para os apostadores. Uma corrida Francesa tem uma unica vantagem sobre uma corrida Americana. A pedra única. Se alguém apostar R$ 1000 nas corridas francesas seu jogo não tem nenhum efeito por lá. Jogue agora R$ 1000,00 em Gulfstream e derruba a poule no chão, Ou será escolha do comentarista??

Pasqual Evangelista (01/03/2017) - Valinhos/SP

CORRIDAS FRANCESAS SEM TRANSMISSÃO

A PMU poderia ter liberado as transmissões sem a participação dos comentaristas. Apesar da boa vontade deles em informar eu quase sempre dispenso os comentários e deixo minha transmissão sem som. Gosto de acertar ou errar por minha conta e risco.

Francisco Rodrigues (01/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Acumuladas especiais. 

Os maiores movimentos de apostas são as acumuladas especiais pick 7 e etc.

Esses bilhetes ganhadores deveriam ser publicados no site do JCB. claro sem o nome do ganhador. como era antes.

Carlos Roberto dos Reis (01/03/2017) - Rio de Janeiro/RJ

A pior aposta que já inventaram em corridas de cavalos, vejam o movimento de apostas deste tal duelo. Quem lançou isso não conhece nada de turfe.

Se a intenção era aumentar o movimento geral de apostas era só voltar com o super placê a combinação a cinco reais, os últimos oito páreos.

Roberto










12.813

12.844























Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Fazenda Eldorado

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud 13 de Recife

Stud Beto e Fafa

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Mengão 1981

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Sergio Barcellos

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud TNT

Stud Turfe

Stud Wall Street

  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês