Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

El Topo – Haras do Morro

Kid Carson – Stud Verde

Douma – Sinval Domingues de Araujo

Elemento Fatal – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Selo Negro – Stud Cajuli

Deep Moment – Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Baccos – Stud Cajuli

Kid Carson – Stud Verde

Douma – Sinval Domingues de Araujo

Duchesse Carina – Stud Hulk

Joka Tango – Stud Lagoa 26

Emerald Lady – Stud Wall Street

Selo Negro – Stud Cajuli

Jon Jones – Sinval Domingues de Araujo

Selo Achaque – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Ca̤arola РRonaldo Cramer Moraes Veiga

Neshama – Ulisses Lignon Carneiro

Energia Important – Stud Gold Black

Baccos – Stud Cajuli

Lover Of Speed – Sinval Domingues de Araujo

Magic Citizen – Coudelaria Jessica

Lepo–Lepo – Sinval Domingues de Araujo

Kremlin – Stud Hulk

Veramente Buono – Haras Old Friends

Bebe Frances – Stud Ilse

Deluge – Coudelaria Palura Mirim

Emerald Lady – Stud Wall Street

Joka Tango – Stud Lagoa 26

Maestro da Serra – Stud Cajuli

Neshama – Ulisses Lignon Carneiro







Preciosidades: Narvik, o craque maior de um grande Haras
15/04/2010 - 09h30min

Décio Chieregatti

Sra. Margarida Polak Lara e seu craque Narvik

Na foto, vemos o craque Narvik, um filho de Antonym e Ciccê (Denbigh), voltando de uma de suas inúmeras grandes vitórias nobres e sendo recebido por sua proprietária, a grande turf-woman Margarida Polak Lara, esposa de seu notável criador, Henrique de Toledo Lara em seu modelar Haras Faxina, um dos fundamentais de nossa história.

Narvik está entre os maiores corredores que o Brasil produziu em todos tempos, tendo feito parte de uma geração maravilhosa como a nascida em 1954, a mesma de outros craques indiscutíveis, como Dulce e Vândalo, por exemplo, com quem proporcionou espetáculos inesquecíveis para os turfistas.

Em 1958, na Gávea, foi o campeão do Derby, o GP Cruzeiro do Sul, derrotando exatamente Vândalo, e a prova central do festival deste final de semana organizado pelo JCB. Também na grama carioca, mas no ano seguinte, fez seus, em record mundial, os três mil metros do GP Brasil (sobre Atlas, Xaveco, Escorial, Endymion e outros), para muitos o maior da história de nossa grandíssima prova, então verdadeiramente internacional.

Neste mesmo ano, em 1959, foi  ainda segundo, para Escorial, no histórico e referencial GP Carlos Pellegrini, na grama (pesadíssima) de San Isidro, o primeiro feito internacional maravilhoso que o nosso turfe alcançou.

Por isso, a ele e a seu esplêndido criador (também homenageado com um GP neste domingo), nossas saudades, nossos aplausos e nossos agradecimentos.

da Redação



<< Página anterior













12.812

12.844





















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Fazenda Eldorado

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud 13 de Recife

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Mengão 1981

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street

  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês