Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Faraoh Nilo – Stud Capitão

Questor Maximus – Stud Nunes de Miranda

Casual Elegance – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Luigi Bros – Haras Do Morro

Elemento Fatal – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Baccos – Stud Cajuli

Questor Maximus – Stud Nunes de Miranda

Rufus Gê – Stud Nunes de Miranda

Faraoh Nilo – Stud Capitão

Selo Negro – Stud Cajuli

Podolski – Sinval Domingues de Araujo

Energia Important – Stud Gold Black

Kurdish – Stud Capitão

Final Road – Haras do Morro

Acteon Gaúcho – Stud Hulk

Quarteto de Cordas – Haras do Morro

Ombak Bagusse – Haras Clark Leite

Escasa – Haras do Morro

Roi Plantegenêt – Stud Nunes de Miranda

Isola Di Fiori – Haras do Morro

Dracarys – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Lookforthestars – Haras do Morro

Agassi – Stud Verde

Verso e Prosa – Stud Ilse

Last Hope – Coudelaria Jessica

Ghoul – Stud Verde

Famous Italian – Stud Palura

Risada Gaucha – Coudelaria Pelotense

Violino Solo – Haras do Morro

Gone Hollywood – Stud Verde








Agosto | 2018

Páreo Corrido, por Paulo Gama
07/08/2018 - 09h26min

A REVANCHE DE ARROCHA, NUM DUELO ESPETACULAR

O reencontro entre Quarteto de Cordas, do Haras do Morro, e Arrocha, do Haras Estrela Nova, no último domingo, na Copa ABCPCC Clássica, Mathias Machline, Grupo I, na Gávea, fez os fãs dos faroestes, relembrarem de duelos históricos nos filmes deste estilo. Era a hora da forra. De um lado estava Quarteto de Cordas, ganhador do Grande Prêmio Brasil de 2.018, treinado por Luís Esteves. Do outro, Arrocha, derrotado por ele, por pequena diferença naquela oportunidade, outra vez apresentado por Roberto Solanês. O cenário era o mesmo, a pista de grama pesada da Gávea. Só que desta vez, o resultado foi diferente. O prado carioca recebeu público bem inferior ao que mereceria tal embate espetacular. O tira-teima não chegou a ser numa rua deserta, como nos duelos célebres dos filmes de caubóis. Entretanto, apesar dos foodtrucks, dos brinquedos para crianças e outras bugigangas, tinha menos gente no hipódromo do que deveria.

O clima estava melhor do que o da semana inteira de chuvas. Na temperatura amena da Zona Sul carioca havia um sol meio encabulado, entre nuvens. O desafio, marcado para às 17h05min, possuía um vento frio na atmosfera. No inverno, a esta altura da tarde, até o sol está querendo ir embora. Quarteto de Cordas, montado por este jovem talentoso, Luan Silva Machado, atropelou com ímpeto. Parecia ser possível repetir o triunfo do confronto anterior, em que feriu gravemente o adversário. Entretanto, em filmes de mocinho, sempre ganha o protagonista. E, convenhamos, ninguém pode sacar a arma mais rápido do que Jorge Ricardo, com as suas 12.899 vitórias. No dorso de Arrocha, ele sacou a sua arma com a rapidez do delegado Wyatt Earp, no filme “Tombstone, a justiça está chegando”. Ou, para quem preferir, Django, Ringo ou Doc Hollyday, em qualquer outra película. E por isso, Arrocha derrubou Quarteto de Cordas neste inesquecível e sombrio domingo, em que foi realizado este “Duelo ao Sol”.  

PURO-SANGUE MELHOR APRESENTADO

Foi uma semana de bons e belos puros-sangues nas raias cariocas. Todos eles, muito bem apresentados por seus treinadores. Porém, para quem fica na varanda da Tribuna Social, ali embaixo, perto do Padoque, onde os cavalos caminham com os seus cavalariços, antes de entrar na raia para o cânter, ninguém chamou mais a atenção do que Essential Lord, do Haras Nacional e Haras Nijú. Luís Esteves brilhou na apresentação do ganhador da Copa Velocidade, Mário Belmonte Moglia. E. logo depois, trouxe Lamartine, do Stud Eternamente Rio, em estado atlético soberbo, na Taça de Prata dos Potros, GP J. Adhemar de Almeida Prado. Duas obras-primas na arte de treinar puros-sangues de corrida. Parabéns!

JOQUEADA DA SEMANA

No dorso de Joe Jordan, do Stud Winchester 45, do querido amigo Ricardo Bandeira, e preparo do competente Bruno Ulloa, Leandro Henrique parecia o ator Tom Cruise na série “Missão Impossível”. Outro Thunder, aparentemente, tinha o triunfo assegurado nos 100 metros finais. Mas, o popular “Braço de Mola”, não desistiu do páreo. Com tocada enérgica e ritmada conseguiu alcançar o adversário em cima do disco para obter belíssima vitórias. Bom garoto, bom jóquei e excelente profissional.

PARABÉNS A ABCPCC 

A tradicional iniciativa da Associação Brasileira de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida(ABCPCC) de entregar troféus para os cavalariços sempre é das mais simpáticas e merecidas. Em todas as entregas dos prêmios das provas clássicas, Doutor Antônio Landim Quintella, o presidente, fez questão de ressaltar a importância dos profissionais. Atitude bastante elogiável, afinal os cavalariços são figuras imprescindíveis no turfe por seu trabalho no dia a dia na cocheira e na raia. 

BEST FRIENDS

Parabéns ao Serginho, do Stud Best Friends, patrocinador desta coluna, pela conquista do Troféu Mossoró, em duas categorias. Melhor potranca, Bay Ovar, e melhor potro, Inforcer. Algo bem raro neste evento. Vale registrar o excelente trabalho do treinador Ildefonso Coelho Souza e sua equipe.  




<< Anterior Próxima >>










12.902

12.844















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Clark Leite

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud 13 de Recife

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud H & R

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street

  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês