Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Ombak Bagusse – Haras Clark Leite

Natural Champion – Coudelaria Jessica

Jorge Cassas – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Bebê Francês – Stud Ilse

Kurdish – Stud Capitão

Mem Cade Ce – Stud Verde

Muguruza Bunny – Haras do Morro

Danger Love – Stud Palura

Verso e Prosa – Stud Ilse

Johnny Blue – Stud Elle et Moi

Hammana – Stud Verde

Bebe Belo Brummel – Stud Ilse

Mac Bol – Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Hunter – Stud Everest

Natural Champion – Coudelaria Jéssica

Joka Tango – Stud Lagoa 26

Mem Cade Ce – Stud Verde

Gladiador Acteon – Stud HRN

Furacão – Stud Ilse

Maestro da Serra – Stud Cajuli

Jorge Cassas – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Ghoul – Stud Verde

Energia Istambul – Stud Ilse

Madame Renata – Stud Palura

Luigi Bros – Haras do Morro

Over–Mint – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Ghoul – Stud Verde

Mem Cade Ce – Stud Verde

Gladiador Acteon – Stud HRN

Joka Tango – Stud Lagoa 26








Julho | 2018

MGA carioca começa a reagir no final da Copa
11/07/2018 - 11h00min

O Movimento Geral de Apostas das corridas no Hipódromo de Gávea apresentou reação financeira nas reuniões do último final de semana. Coincidência ou não, com a eliminação da Seleção Brasileira na sexta-feira passada, os apostadores voltaram a apresentar maior interesse nos guichês do prado carioca. No sábado, o Jockey Club Brasileiro teve arrecadação de R$ 720.847,77, ou seja, acima da média habitual de R$ 650 mil. No domingo, deve ser considerado satisfatório o MGA de R$ 789.901,91, pouco abaixo dos R$ 800 mil, dos dias de importantes provas clássicas. E, como de costume, a corrida noturna de segunda-feira fechou como o maior MGA. Foram apostados R$ 830.383,84 numa reunião de nível técnico apenas razoável.

Em pouco tempo, as quatro reuniões semanais cariocas poderão ser realizadas sem a necessidade de forçar a barra. Parece bem provável, o aumento da população de equinos no Rio. A causa disso seria a opção de alguns proprietários e profissionais do turfe paulista de se transferir para a Gávea. Alguns deles, até já requereram matrículas. Atualmente, são formados de 34 a 36 páreos, e distribuídos em quatro reuniões. Financeiramente, já ficou comprovado que esta opção proporciona maior lucro aos cofres do Jockey Club Brasileiro.

Entretanto, se nos últimos meses, os páreos organizados tivessem sido fracionados, semanalmente, em apenas três programações, de 11 a 12 páreos, por dia, o prejuízo técnico das corridas seria bem menor. Sobretudo, nas reuniões noturnas, justamente as que vendem mais apostas. A distribuição dos melhores páreos no final de semana, sábado e domingo, dificulta para o handicapeur a possibilidade de qualificar as reuniões realizadas na segunda e terça-feira à noite. Reconheço, entretanto, que em tempos de crise, a opção escolhida, quase sempre, precisa ser àquela que se apresenta mais lucrativa. O assunto é bastante polêmico. Vamos aguardar os próximos acontecimentos.

por Paulo Gama



<< Anterior Próxima >>










12.932

12.844

















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Clark Leite

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud H & R

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street
  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês