Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

I Saw Everything - Stud H & R

Jackson Pollock - Stud Verde

Melhor Maneira - Stud Verde

Kim Bessinger - Stud H & R

Northern Bold - Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Nepal - Haras Figueira do Lago

Gone Hollywood - Stud Verde

Mais Que Bonita - Stud Eternamente Rio

Guaruman - Haras Planície

Oitenta Por Hora - Stud Happy Again

Parigi - Haras Clark Leite

Penélope Charming - Haras do Morro

Allister - Stud Eternamente Rio

Queijadinha - Haras do Morro

Menina Veneno - Haras Figueira do Lago

Neusely - Haras Figueira do Lago

Pepsi-Queen - Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Atafona Beach - Coudelaria Atafona

Mais Que Bonita - Stud Eternamente Rio

Kasablanca - Stud H & R

Dracarys - Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Madison - Haras Figueira do Lago

Queen Of Rio - Haras Clark Leite

New Look - Haras Figueira do Lago

Marlin Azul - Haras Figueira do Lago

Zyklus - Stud Cajuli

Neusely - Haras Figueira do Lago

Kassie’s Angel - Stud Eternamento Rio

Mstraubarry - Stud Verde

Gioia Bianca - Stud Wall Street







Colunista: Mário Rozano

Floreando, por Milton Lodi
02/08/2012 - 17h04min

ESTATÍSTICAS DA TEMPORADA 2011/2012

1– JOCKEY CLUB BRASILEIRO – O Haras Santa Maria de Araras ganhou as duas primeiras posições entre os criadores. Como sempre o Araras se apresenta como o mais eficiente haras brasileiro, mas o Anderson teve um ano brilhante. Na estatística dos criadores da nova geração a situação se inverteu, venceu o Anderson com o Araras em segundo. Wild Event foi o líder dos garanhões mais uma vez, ratificando a sua condição de melhor reprodutor sediado em nosso país, com o ótimo nacional Redattore em segundo. Quanto aos potros da nova geração, Point Given, que veio em “shuttle” para o Anderson, e Northern Afleet, que foi também trazido em shuttle, pelo TNT, ocuparam as duas primeiras colocações. Na estatística dos proprietários , o Anderson mostrou–se o melhor e em ótima fase, com o muito ganhador Stud Alvarenga em segundo. No tocante aos treinadores, Dulcino Guignoni teve um excepcional ano, vencendo com muitos méritos, e deixando em segundo o também muito ganhador Julio Cezar Sampaio. No setor dos jóqueis, uma intensa luta só foi decidida nos dois últimos programas, tendo Vagner Borges vencido o seu tenaz competidor Dalto Duarte por pequena diferença. Isso foi o que se viu nas estatísticas do período, e deve ser ressaltada a especial performance do Haras Anderson.

2– JOCKEY CLUB DE SÃO PAULO – Como de hábito, o Haras Santa Maria de Araras mostrou que continua a ser o melhor criador brasileiro, tendo dessa vez como secundante o sempre presente Haras Ponta Porã. Nos criadores da nova geração destacou–se novamente o Ponta Porã, com ótima performance, aparecendo em segundo o paulista Haras Basano, em ótimo ano. Entre os reprodutores, destacaram–se Romarin (filho de Itajara) e Nedawi, que tem produzido muitos bons filhos. Os melhores garanhões dos 2 anos foram First American e Val Royal. Quanto aos avós maternos, os melhores foram o eterno Ghadeer e Roi Normand. No setor dos proprietários, em ótimos anos lideraram o Beverly Hills Stud e o Haras Old Friends Ltda. O treinador campeão foi A.L.Cintra (Tolu), ele com S.Dornelles em segundo, ambos trabalhando em centros de treinamentos. Os dois melhores jóqueis foram Vagner Leal, que na Gávea mostrou–se um jóquei de bons recursos e de boa qualidade técnica e que em Cidade Jardim evoluiu muito, e a excelente joqueta Josiane Gulart, na verdade um caso à parte, com incrível noção de percurso e muita coragem e eficiência. V.Leal e J.Gulart merecidamente foram os destaques entre os jóqueis de Cidade Jardim.

3– JOCKEY CLUB DO RIO GRANDE DO SUL – Entre os criadores, mais uma vez aparece no topo da lista o Haras de Ponta Porã, que foi brilhantemente secundado pelo Haras Maluga. Entre os proprietários, o vencedor foi o Haras Monte Athos, seguido pelo Maluga. Os dois primeiros colocados entre os treinadores foram C.A.Moura e D.Peres. Entre os jóqueis brilharam C.Machado e C.Macedo.

4– RESUMO – Já há muitos anos que o Ghadeer continua como o melhor avô materno do Brasil em todos os tempos. No Rio e em São Paulo continua ele como grande líder ano após ano, mesmo já tendo morrido há algum tempo. Um verdadeiro fenômeno. Destacaram–se entre os Haras o Araras, o Anderson e o Ponta Porã. O reprodutor Wild Event continua como o melhor garanhão em atividade no Brasil. Outro detalhe importante que tem que ser ressaltado em relação às estatísticas de 2011/2012 foi a excepcional temporada da joqueta Josiane Gulart, um real talento na difícil profissão. Surgiram novos bons aprendizes, em Cidade Jardim apareceu o novato Francisco Leandro que um acidente interrompeu a sua especial carreira mas que já com o problema superado firma–se aos poucos como um grande valor entre os jóqueis, e na Gávea a figura de Marcelle Martins, uma joqueta iniciante e com resultados impressionantes, e se por um lado tira vantagem de ser muito leve e ter contado com uma injusta e absurda descarga de peso que muitas vezes desequilibra o normal resultado dos páreos em que monta, por outro tem evoluído muito, e mesmo quando perder a enorme vantagem deverá mostrar boa eficiência. Em resumo, é o que se poderia dizer.



<< Coluna anterior



[ Escolher outro colunista ]










12.992

12.844



















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Clark Leite

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras Figueira do Lago

Haras do Morro

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Cezzane

Stud Embalagem

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud H & R

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street
  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês