Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Melhor Maneira - Stud Verde

Matheus Julio - Stud Best Friends

Costa Azzurra - Stud H & R

Inforcer - Stud Best Friends

Hispaniola Time - Haras Iposeiras

Paris Seis - Haras do Morro

Atafona Beach - Coudelaria Atafona

Jackson Pollock - Stud Verde

I Saw Everything - Stud H & R

Melhor Maneira - Stud Verde

Kim Bessinger - Stud H & R

New Prada - Stud Everest

Northern Bold - Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Nepal - Haras Figueira do Lago

Gone Hollywood - Stud Verde

Mais Que Bonita - Stud Eternamente Rio

Guaruman - Haras Planície

Parigi - Haras Clark Leite

Oitenta Por Hora - Stud Happy Again

Allister - Stud Eternamente Rio

Penélope Charming - Haras do Morro

Menina Veneno - Haras Figueira do Lago

Neusely - Haras Figueira do Lago

Queijadinha - Haras do Morro

Pepsi-Queen - Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Atafona Beach - Coudelaria Atafona

Dracarys - Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Madison - Haras Figueira do Lago

Kasablanca - Stud H & R

Mais Que Bonita - Stud Eternamente Rio







Colunista: Jéssica Dannemann

Foi dada a largada, por Jéssica Dannemann
02/08/2011 - 22h42min

Apelo dirigido aos dois principais clubes hípicos do Brasil
Revitalização das Vilas Hípicas já!

Receita do bolo

Chamar regularmente páreos específicos para animais alojados nas Vilas Hípicas há pelo menos 60 dias. Isso deve incluir Handicap’s, Provas Especiais e Grandes Prêmios a serem definidos.

Criar dois páreos para estreantes (nova geração) alojados há pelo menos 120 dias nas Vilas Hípicas (Fêmeas e Machos), em data a ser definida. Esse páreo deve ser necessariamente patrocinado e terá que ter uma dotação de R$ 100 mil reais cada um. A Coudelaria Jéssica se compromete (contratualmente) a conseguir (ou arcar com) o patrocínio dos três primeiros anos. A agressividade no valor do prêmio e o corpo (e a alma) do negócio.

Um desses páreos seria denominado de “GP Novos Sócios” justamente para ser também a “estréia” no hipódromo dos novos associados. O primeiro evento deverá inaugurar a entrega sistemática da Carteira dos sócios ingressantes (e dependentes) na Tribuna de Honra regado a um coquetel. Esse evento deve ser repetido quatro vezes por ano. Cada convite será acompanhado de “Vales Apostas” para toda família (nominal e intransferível) com valor a ser definido para ser substituído pela aposta correspondente.

Deve ser feito um convite a todos os associados (antigos e novos) e nesse dia serão sorteados dois sócios e dois cavalos do “GP” (um para cada sócio). Independente de vitória, o que ganhar do outro proporcionará ao sócio vencedor, um prêmio de R$ 5.000,00 (cinco mil reais).

Deveria ser produzido um vídeo institucional para ser enviado a todo quadro social. Esse vídeo mostrará o processo para se tornar um proprietário de cavalo de corrida. O sócio vai aprender como se faz para ter uma farda participando das famosas corridas do Jockey Club Brasileiro, e quem sabe ter o seu cavalo participando do próximo GP Brasil.

No vídeo devem ser apresentadas ainda as vitórias internacionais importantes referentes aos cavalos brasileiros bem como as premiações que fizeram jus.

Os clubes organizam uma estrutura própria para assessorar possíveis interessados agendando encontros, disponibilizando lista de treinadores, páreos de claiming, leilões programados, inscrição do stud na secretaria e tudo que for preciso para agilizar o processo e a vida de um novo turfista.

Será preciso trabalhar para criar um leilão de potros com a chancela dos clubes, não incidindo sobre as arrematações qualquer tipo de taxa. Fazer uma ampla mala direta voltada ao quadro social divulgando e convidando para o evento, com sorteios de prêmios interessantes como um automóvel. (A coudelaria Jéssica se compromete a conseguir o patrocínio).

Revitalizar o Armazém das Vilas Hípicas, reeditando uma “cooperativa” que possa reduzir os custos de vários insumos. Estudar um modelo para que proprietários possam ser avalistas de treinadores, ou aceitando em seu nome rateios mensais correspondentes às despesas de seus animais, o que na pratica significaria dividir em duas fatias o trato, uma para cooperativa, outra para o treinador garantindo liquidez. (A Coudelaria Jéssica se compromete a alojar o mínimo de 25 animais nesse sistema).

Ao invés de “seminários” com a chancela da CODERE para falar de “totalização” de apostas por quem justamente bota a grana dos apostadores no bolso, será preciso organizar um encontro no tatersal para agregar idéias a esse projeto, definindo prazos e etc. Para colocar confeito nesse bolo, é preciso a ajuda de muita gente boa que hoje tem dificuldade até para botar feijão no prato.

Se eu fosse os clubes, começava também a pensar em instituir um prêmio adicional (um bônus) para animais nascidos e criados em seus estados (no Rio deveria ser 100% do prêmio). Vai por mim! Se não revitalizar também os estados como criadores, não teremos cavalos em pouco tempo nem para formar dois programas. 

No mais é só esquecer a idéia de JIRICO de querer COBRAR boxe de treinador ou proprietário. Isso é de uma burrice de agredir o mais burro dos homens burros; de uma incompetência cavalar. Os clubes precisam dar o SOFTWARE e os proprietários o HARDWARE. Se Sherlock Holmes fosse vivo ele diria: Elementar meus caros Eduardos!

Há porque a prefeitura disse... O meio ambiente falou... O Cavalo é parte da cidade, como as favelas e os seus contornos; a cidade convive com eles há mais de 100 anos, na sua essência, bosteiam menos que os políticos!

Revitalizar as Vilas Hípicas é garantir o futuro do turfe!

Quem não abraçar essa idéia é porque está pensando em abraçar outras coisas, e os Clubes hípicos não foram feitos para “outras coisas” se não as corridas de cavalo.

No mais é só escolher bem os novos presidentes, sabendo de antemão que o “mercado financeiro” não anda lá produzindo gente tão boa assim para comandar nenhum dos dois clubes que aqui dirijo a minha humilde e dedicada palavra.



<< Coluna anterior Próxima coluna >>



[ Escolher outro colunista ]










12.992

12.844



















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Clark Leite

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras Figueira do Lago

Haras do Morro

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Cezzane

Stud Embalagem

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud H & R

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street
  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês